sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Exigências de mercado

Vista a camisa.
Corra!
Faça o possível.
Possível?
Não...
Faça o impossível.
Faça o impossível, faça o impossível!
Cumprimente a todos.
Sorria!
Trate cordialmente, trate cordialmente.
Trate cordialmente.
Doe sua gentileza, doe sua esperteza. Doe sua alma...
Doe sua alma!
Seja eficiente, seja coerente, seja gente.
Seja gente?
Não!!!
Número...
Seja eficiente, faça o impossível!
Cuide do cliente.
Viva pro cliente.
Acorde pro cliente.
Almoce pro cliente...
Número...
Vista a camisa.
Corra!
Vista uma fantasia de tapete.
Vista uma fantasia de tapete.
Capacho...
Não fique doente.
Nunca fique doente.
Nunca fique doente.
Se for preciso...
Vista uma fantasia de tepete.
Se for preciso.
Vista uma fantasia de tapete.
Não dê gastos, não falte, não chegue atrasado, não coma, não durma, não cague!
Se for preciso, venda sua alma.
Se for preciso, deixe sua vida!
Deixe sua vida...
Morra!
Pois tudo isso faz parte do show...

37 comentários:

  1. Ufa....Cansei....

    Pos é André..... se deixarmos é isso mesmo que acontece...Morremos em vida!!

    bj e bom final de semana!!

    ResponderExcluir
  2. Rssssss...Realmente os chefes gostariam que assim fosse. Fazer o contrário:

    Jogue o capacho, a "borrada", tudo na cara, daquela alma penada!!
    Falte, faça sentir sua falta, pois na hora do pega, eles não sabem fazer nada!!! rsrs Adorei!! abração,chica

    ResponderExcluir
  3. Querem nos programar!

    "Pense, fale, compre, beba
    Leia, vote, não se esqueça
    Use, seja, ouça, diga...
    Não senhor, Sim senhor"

    Ou nos querem todos iguais...

    ResponderExcluir
  4. É...André...
    O pior é que é verdade...

    ResponderExcluir
  5. André, você tem um talento enorme para sintetizar em poesia realidades sociais que nos sufocam. Este tal de Mercado é foda!!!! Pobre dos que trabalham diretamente para ele e têm que conquistar "o cliente" - objeto(é, objeto mesmo) tão desejado por ele. O pior é quando nós, os "desejados" nos deixamos seduzir pelo canto desta sereia e fazemos coisas que não deveríamos fazer (ou consumir).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Dudú! Vindo de um cara inteligente como vc vale mais ainda!

      Excluir
  6. Eu sou uma completa desprogramada.... Servi de capacho? Onde isso... Almoçe pro cliente, viva pro cliente, rsrrs me senti uma Bruna surfistinha... kkkk

    beijos...


    OBS: ESCREVI DOIS POSTS, ASSIM QUE EU POSTAR EU TE DOU UM ALÔ AQUI.

    ResponderExcluir
  7. Tão difícil assim D:

    Faltou um "seja um robô" T:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahhahahahahha.


      Seja um robÔ!

      Pronto!

      Excluir
  8. E é assim, realmente. Tantas exigências e pessoas estressadas, frente à obrigação de de não falhar no espetáculo. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estresse é o que não falta Mary!

      Excluir
  9. O capitalismo selvagem exige felicidade.
    Felizmente a massa não é e nunca será homogenia por mais que tentem nos programar.
    Feliz é o malandro que sabe fingir e usa o cinismo e quem mais sofre é aquele que leva a vida a sério e é honesto porque não sabe simular.
    Porém, muitas vezes atrás de um tapete estendido de uma cordialidade ou um belo sorriso a alface foi cuspida, a carne é podre, a gasolina é batizada, o azulejo é de segunda.
    Mas, é melhor se indignar e desabafar em um texto bem escrito do que agir com desonestidade ou dormir com a cabeça quente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felicidade na selvageria? Hahahahahahahaha.

      Excluir
  10. Dedé, meu amigo!

    Sei bem disso, pois trabalho em comunicação e já virei muita noite sem dormir...
    quem trabalha em comunicação é isso mesmo, o serviço não é para ontem, é para ante-ontem.
    Excelente texto e me identifiquei com ele!

    Abração para ti, a Andréia e feliz 5 meses do Samuelzinho neste domingo! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todos querem tudo pra ontem Cissa!

      Excluir
  11. E qual é a sua exigência?

    ResponderExcluir
  12. Oi querido amigo,

    Boa tarde! A vida cada vez exige um maior dedicação ao trabalho em detrimento do tempo que dedicamos a família. Não vejo uma luz no final, pois o mundo é competitivo e temos que entrar na guerra para continuar no ambiente de trabalho.

    Boa semana de luta e beijos em Samulezinho.

    Lu

    ResponderExcluir
  13. André o/
    Como vai cara? E seu livro? Temos que conversar novamente sobre nossas mirabolantes idéias literárias! Acho que o anime Monster ia ser do seu agrado sabe? É realista mas com uma trama bem complexa. O vilão é tudo de bom!

    Nossa..isso que vc escreveu me fez lembrar de alguns momentos do meu trampo..a porcaria da chefia não nota o esforço que fazemos e quando cometemos um erro e casa de eles estarem vendo..lá vem bronca.

    Sobre os cosplays da Bela Adormecida..tudo bem que os príncipes não estão totalmente galãs mas..valeu a iniciativa kkkkk.
    Boa semana pra vc e sua família!
    bjs

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Ah, curo muito o "Inocentes", principalmente os primeiros discos!

    ResponderExcluir
  16. Brilhante André!
    A estrutura do texto dá uma ideia de velocidade, o que nos remete à correria do dia-a-dia e á forma com que a sucessão de estímulos nos torna robotizados.

    Tudo isso me pareceu uma descrição precisa do meu trabalho, acho que falta pouco para que passemos a utilizar a fantasia de tapete...

    http://sublimeirrealidade.blogspot.com.br/2012/08/gosto-de-cereja_5.html

    ResponderExcluir
  17. Mesmo sabendo que somos reféns desse sistema aprisionante, temos que nos enquadrar nele, pois o mundo avança na velocidade da luz, somos obrigados a dançar conforme a valsa, mesmo sabendo que, em alguns casos, no final terá sido em vão, mas isso faz parte da luta pela sobrevivência, infelizmente.

    Ótimo texto, parabéns Dedé.

    ResponderExcluir
  18. Dedé,
    voltei só para te dizer que:
    ADOOOOOOOROOOOOOOOOOO FÓRMULA 1!
    hehe

    Tanto que participo do bolão do Flávio Luis Ribeiro, aqui está o link:
    http://superbolaodef1.blogspot.com.br/

    Abração e ótima semana!

    ResponderExcluir
  19. O pior é que é exatamente isso o que o mercado exige. Difícil viver assim...
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  20. Olá!Boa noite!
    Tudo bem, André?
    Amigo...gostei do estilo...eu penso que o mercado de trabalho está cada vez mais exigente e que existem mais oportunidades, mas há uma quantidade maior de pessoas necessitando...muitos sem qualificação. E sendo o mercado cada vez mais exigente... falta, a meu ver, uma educação profissional, embora tenhamos avançado muito. Existe uma facilidade de direitos, mas temos dificuldade na efetivação destes, porque muitos trabalhadores aceitam condições de trabalho inadequadas, prejudiciais à saúde ou, então, sem observância destes direitos, por questões de sobrevivência...ficando, inclusive, sem nenhuma proteção social...
    Obrigado pelas palavras em meu blog!
    Muito feliz por isso!
    Boa semana!
    Abraços

    ResponderExcluir
  21. Respondendo haha
    A parte de comentário fica embaixo do título da postagem, e parece que pra seguir tem que ser do wordpress... sei lá, vou ver isso direito ainda kkkk
    E vou continuar com o blogspot sim =D

    ResponderExcluir
  22. Verdade, só não pode ficar parado!

    ResponderExcluir
  23. André, se não percebermos ao menor sinal que a vida pode chegar a um estágio louco como o descrito ai, a vida se tornará insuportável e dela não se poderá esperar muito. É preciso saber viver, em todos os sentidos, inclusive nesse. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  24. Ahh sei lá oportunidades hj em dia provém de muitas exigências, cobranças que crescem e em contrapartida isso td desfavorece os menos "favorecidos".
    Bjo ;)

    ResponderExcluir
  25. Delírios da mente afogada pelo capitalismo tardio...

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!