sábado, 30 de junho de 2012

Alegria de viver



Enquanto a água fervia, ele colocou o coador de papel no suporte e depejou três colheres de pó de café dentro dele. Na água que fervia ele colocou açúcar e deixou mais um tempinho até que ele dissolvesse. Depois colocou a água adocicada no coador e logo percebeu o perfume do cafézinho no ar.
'Hummmmm que delícia!" Pensou ele sorrindo enquanto enchia a garrafa térmica.
Depois pegou um pãozinho quentinho que acabara de trazer da padaria e antes de cortá-lo, deu-lhe uma bela "cafungada" para sentir o cheiro de pãozinho fresco. Sua boca encheu de água. Depois abriu a geladeira, pegou o pote de margarina e lambuzou o pão fartamente do jeito que ele gostava de fazer. De tão quente que estava o pãozinho, a manteiga chegou a derreter.
Ele então encheu a xícara com o café, pegou o pãozinho e foi sentar-se na varanda.
Antes de dar a primeira bocada ele agradeceu a Deus por esses momentos tão gostosos e por ter o privilégio de notá-los. Infelizmente as correrias do dia-a-dia impedem algumas pessoas de perceber que um simples café da tarde pode ser um momento tão prazeroso.
Ele se ajeitou na cadeira, e feliz da vida, comeu seu pãozinho e bebeu seu café!
"Ah... Como é bom viver!"



46 comentários:

  1. Amigo Querido...

    Seu texto com perfume de café me encheu os olhos d'água! O melhor da vida está no simples!

    Beijo doce e grata pela visita no Cantinho!

    Sil

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaahaha olha só quem apareceu! Obrigado pela visita Silene!

      Excluir
  2. Oi André...
    Senti o cheiro de café quentinho...
    A felicidade esta nas coisas mais simples do nosso dia dia. Infelizmente fazenos tudo no automático, deixando passar o que realmente importa!!
    Um bj..bom final de semana!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema é fazer as coisas no automático e esquecermos de viver né Má?

      Excluir
  3. Acabei de aprender a como fazer café. hahaha
    Cheiro de café é uma coisa ótima mesmo, não precisa ser o café pronto, só o pó já é um cheiro excelente. (:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já pode se casar Lala! Hahahhahahahahahhaha.

      Excluir
  4. Momentos assim que mostram a beleza da vida. Às vezes notar essas coisas simples da vida é o que falta para nos tornamos mais felizes e de bem com nós mesmos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Ewerton! Obrigado por aparecer!

      Excluir
  5. Dedé, meu amigo!
    Excelente texto!
    Sabe que estou cansada de todo mundo reclamando que não tem tempo, e postando isso, sinceramente, não comento mais em posts assim, até porque as pessoas justificam que não tem tempo para comentar, mas tem tempo para escrever e postar. No mínimo uma contradição.
    E reclamam, reclamam, e acabam não percebendo o valor da pequenas coisas, e como podemos ser felizes com um cafezinho da tarde que aquece a alma e a vida.

    Abração ao povo e um beijinho especial no Samuelzinho!

    Muito obrigada pelas palavras lá no Humoremconto, fiquei feliz! *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Cissa... Isso aí é uma das coisas que mais me chateia aqui na blogosfera!

      Excluir
  6. É, o teu texto está bem diferente do meu, mas o âmago é o mesmo, aproveitarmos os poucos momentos ociosos que temos para apreciarmos o belo, são momentos assim, simples que provém a felicidade, quem hoje em dia, em plena correria pode parar e degustar um café simples assim, saboreando um café quentinho, um pãozinho fresco, e orar agradecendo, poucos, pouquíssimos, e é isso que precisamos aprender, a arte da contemplação do belo, caso contrário vamos vagar como robôs programados somente para trabalhar e estudar.

    Lindo e singelo texto mano, cada vez melhor vc está. Abração pra ti e família.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahhahahahahaha valeu Chengão! Meu irmãozim marélim!

      Excluir
  7. Que delícia!!! Lindo texto com a tua marca...Muito legal de ler!!abração,lindo domingo!chica

    ResponderExcluir
  8. Isso é que é saber valorizar os momentos simples da vida que podem ser mágicos, como esse!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se a gente não valorizar esses momentos a gente tá perdido né Chiquinha?

      Excluir
  9. Eu ri.
    Bem texto de pessoa feliz da vida esse.
    Claro que essas pequenaas coisas do cotidiano são as que trazem alegria.
    O resto é melancolia de viver.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que é melancolia? Um novo tipo de melão ou melancia? Hahahahahahahahhaha.

      Excluir
  10. Respostas
    1. Obrigado Flávio, valeu pela visita!

      Excluir
  11. Querido André, lamentavelmente no corrido mundo de hoje, embora não sei se isso seja desculpa para tal, o homem tem deixado de observar nas mínimas coisas a presença satisfatória e contemplativa das coisas que o circundam. Coisas como, o cantar doa pássaros, uma bela arvore, flores perfumadas e até o barulho do vento. Um grande abraço grande André.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado PCzão! Vc é o cara!

      Excluir
  12. Oi querido amigo,

    Tudo bem? Essa sensação que você descreveu, mais do que térmica ou material, é espiritual, pois revela liberdade, leveza de espírito, amor a vida e encantamento com o cotidiano.

    Boa semana!

    Lu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc conseguiu enchergar o "X" da questão Lú!

      Excluir
  13. As coisas simples da vida, que nos dão prazer, normalmente não são notadas por nós. Talvez pela correria e cansaço, ou por buscar algo grande, acabamos deixando-os de lado. Que pena!
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Mateus... E só deende da gente pra mudar né?
      Um abração!

      Excluir
  14. Desejos de uma semana fenomenal!
    Texto com a tua marca me deixa com vontade de ler e repetir.
    vc sempre nos fazendo refletir nos acontecimentos atuais...temos que mudar para...
    bjssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Severinha, você é um barato!

      Excluir
  15. Oi André,

    Se eu não tivesse acabado de tomar um delicioso cafezinho eu estaria morrendo de inveja de seu personagem, que sabe valorizar as pequenas coisas que tornam a vida prazerosa e sabe ser grato por elas. Isso é realmente saber viver.

    Ótimo texto!

    Uma bela segunda para você e família.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  16. Então...rs...Sabe a cena que mais gosto do filme "Austrália"?

    A mocinha no caminhão com o mocinho lindo. Pela janela ela vê os Cangurus pulando e diz, "que lindo!"....Bummmmmm.......rs

    Ninguém fica para semente. Momentos turbulentos, calmos, simples ou sofisticados, chegou a hora já era, e depois?

    Depois filho, pão quentinho ou seco chega diante de Deus para dar conta de seus atos.

    Ciao da malvadinha....hsuahsuh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode deixar que eu tomo os cafézinhos e como os pãezinhos por você!

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Não esquece que os quentinhos são comidos primeiro....hsuahsuah


      Abçs

      Excluir
  17. André \o/
    Tudo bom cara?
    Olha esse sim é um texto bem feliz rs...e sabe ás vezes seus textos coincidem com coisas que estou precisando ouvir no momento...
    Como assim vc acha que Pokémon é ruim?? Pode ser ruim agora mas quando comçeou era muito bom! Tanto o anime quanto os jogos! Eu adorava *.* Até numa época passada estava escrevendo uma fanfic com uma amiga sobre a obra, pegando uns personagens realmente bons e mal explorados da série e fazendo algo bem adulto.
    Ah sorry aquele diz fui no tel e acabou que cortamos o papo sobre Bola de Neve, gótico, bebidas e obras literárias kkk. Mas continuamos outro dia!
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahahhahahaha, legal Tsu.

      Excluir
  18. Grande poeta, belas imagens você pintou nesse quadro trivial que mostra que a felicidade está tão perto mas nós nem sempre percebemos.

    um abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Edu, mas de poeta ainda tenho que aprender muito!

      Excluir
  19. André, esse é um hábito que os mineiros não perdem (rss). Esse café da tarde, com pãozinho e manteiga, é precioso. E pode chegar quem quiser, pois os amigos são sempre bem recebidos para o lanche. Pequenas e imensas alegrias. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc é mineira Mary? Qualquer dia vou aí tomar um cafézim...

      Excluir
  20. O cheiro do café traz alegria é cheiro de prazer é cheiro de momentos da infância que fica guardado.
    Aqui vez ou outra a Landa me surpreende com um pão de queijo quentinho.
    Pão de queijo, café e beijos quentes.

    ResponderExcluir
  21. Dé fiquei com vontade desse pãozinho aí também kkkkkkkk e com um café então hunmmmmmm

    ResponderExcluir
  22. Que texto lindo, André. Estamos mesmo precisando ler textos assim para lembrar que a vida é muito mais do que momentos intensos.
    As vezes esquecemos de reparar nos pequenos detalhes que poderiam fazer grande diferença no nosso humor.

    Abração!
    Cléo - Conheça o blog Vejo Por Aí.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Cléo! Que bom que gostou!

      Excluir
  23. Rapaz, eu estava comentando ontem no blogue de uma parceira o quanto eu gosto do cheiro de café, mas gosto é do pó mesmo (frases que pegam mal, ahahaha).
    Como estou lendo e comentando em ordem decrescente (já tinha passado por aqui, mas para comentar é preciso ler os posts sem pressa, como fiz com o blogue da Lu Sta Rita)agora que vejo que em algumas ocasiões, um post tem ligação com o outro, em sentidos opostos ou iguais. O da partícula tem a ver com o da má interpretação do Deus ser brasileiro (ainda bem que você sabe desenhar, porque senão... rs) e este, é totalmente o oposto do conto Matilde que acabei de comentar. Enquanto o anterior era de algum modo "pesado" (desculpe, não encontrei uma palavra adequada para descrever direito), este é totalmente o contrário e nos remente a uma pessoa, ao contrário da personagem Matilde, com a alma leve, com paz de espírito e isto não tem preço.

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!