quinta-feira, 7 de junho de 2012

Calvin e Ramona



Eu sempre fui meio nerd. Sempre gostei de histórias em quadrinhos, rock'nroll e filmes. Fui daqueles garotos criados em casa, numa cidade grande, onde a mãe e o pai trabalhavam. Então os gibis, e a sessão da tarde eram meus amigos quando eu não estava na escola. O rock veio mais tarde e me ajudou a desnerdizar um pouco.
Eu lia todos os tipos de gibis que caissem em minhas mãos. Tinha a coleção inteira do Homem Aranha lançado pela editora RGE e depois pela editora Abril. Tinha todos os heróis Marvel e todas as revistas da Dysney. Lia sempre as Mônicas e Cascões que meu vizinho me emprestava. Eu devorava essas coisas!
Com o tempo fui me politizando e começei a dar valor ao cartun, e a desenhistas como Laerte, Angeli, Glauco, Henfil e mais um monte de gente que usava o traço para protestar e dar seus recados.
Hoje eu assisti a um filme e lí uma revistinha no banheiro... Fiquei inspirado e por isso resolvi bater um papo com vocês sobre os personagens infantis... Aqueles que eu acho que são as verdadeiras crianças assim como um dia eu fui!
No mundo infantil tanto em desenhos, quanto em filmes ou histórias em quadrinhos existem milhões de crianças, representados por seus criadores de várias formas. Entre os mais famosos temos: Monica, Cascão, Cebolinha, Mafalda, Denis Pimentinha, Huguinho, Zézinho, Luizinho, O Menino Maluquinho, no cinema temos bebês que resolvem crimes, temos crianças deixadas em casa e que prendem ladrões, temos crianças que são detetives e salvam o mundo e por aí vai...
Mas hoje eu quero falar com vocês sobre duas crianças. No conceito verdadeiro da palavra. Criança que vive no mundo dos sonhos, que descobrem a vida aos poucos, crianças que dão importancia ao lúdico e não as coisas chatas dos adultos.
A melhor criança dos quadrinhos se chama Calvin! Um garoto que vive no mundo da fantasia e que mescla seu mundinho com o mundo real de uma forma tão maravilhosa e encantadora que não tem como não conquistar a gente que lê suas histórias. Infelismente o gênio que o criou "Bill Waterson", parou de desenhá-lo a alguns anos, quando o Calvin era o personagem mais publicado em jornais e revistas no mundo todo. 
O cartunista Bill Waterson não criou uma criança pra salvar o mundo, nem pra desvendar crimes. Ele criou um personagem para encantar. Para mostrar ao mundo que criança tem que ser infantil e ter infância. Por isso Calvin é tão maravilhoso. Ele tem um amigo que lhe dá conselhos e que é o seu maior parceiro nas artes que faz. Haroldo, um tigre de pelúcia que só tem vida quando algum adulto não está perto... E esse é o tipo de mundo em que ele vive. Mundo de monstros imaginários, mundo onde a lavadora de roupa pode ser um portal para outra dimensão, e lá, talvez sua professoara seja um ser de outra galáxia que quer lhe capturar. Portanto ele e Haroldo tem que fugir em sua nave espacial... Que pode ser apenas o seu carrinho de rolimã...
Agora para os cinéfilos, eu assisti a um filme onde uma criança igual ao Calvin ganhou minha adimiração.  Ramona e Beezus é uma história baseada no livro Beezus and Ramona, de Elizabeth Allen. 
Essa Elizabeth é fera demais. A pequena Ramona que ela criou é uma menininha que vive no mesmo mundo
de fantasias de Calvin, mas que vê um problema em sua casa. Com sua cabecinha de criança ela quer ajudar o pai e a mãe, mas... Ela é uma criança! Seu mundinho não chega a ser tão lúdico quanto o do Calvin, mas pra mim ela é o melhor personagem infantl que já apareceram nas telonas. Ela ganha a gente fácil, fácil!
Não estou aqui desmerecendo o valor de todos os outros personagens que citei acima. Eles são muito importantes e tem seu grande valor no mundo do entretenimento. O que estou falando é que se você quizer entrar no mundo das crianças e olhá-lo pelos olhos delas... Leia Calvin e assista Ramona e Beezus...
Nós somos adultos chatos... Ainda bem que existem Bills e Elezabeths por aí, para nos lembrar que o mundo é muito mais do que essa seriedade acinzentada que a gente vê. 

Eu fiz uma participação no blog da Cissa como um patinho de pelúcia chamado Patulindu. Engraçado que essa postagem aqui, falando das coisas de criança, acabou combinando bem com o texto de lá!
Então apareçam lá no Humor em conto, para verem como ficou... Acho que vão gostar muito, a Cissa é féra e seu blog é dos melhores da blogosfera!

49 comentários:

  1. Não há como retroceder, nossas crianças perderam a inocência.

    O mundo de adulto lhes é comum apesar da pouca idade. Infelizmente.

    Utopia, nostalgia...coisa de velhos.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aclim, para uma cristã, as vezes vc é muito amarga! Sorria e acredite mais na vida minha amiga, quem tem Jesus no coração é uma pessoa feliz! A alegria, a mansidão de espírito são dons do espírito Santo!

      Um beijão e tenha um lindo final de semana!

      Excluir
  2. Que lindo passeio pelo mundo mágico,André.Faz muito bem isso!! Revisitar...abração,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Chiquinha! Quem deixa de ser criança padece!

      Excluir
  3. Amigo, eu nasci em mil nove e troca o passo, num sítio tão pequeno que fora da Safra do bacalhau não tinha mais de 15 pessoas. Claro que durante os seis meses da Safra chegavam a trabalhar entre 450 a 500 pessoas lá. Mas depois voltava ao mesmo. Nunca tive um livro infantil, só tive uma boneca de papelão que minha mãe me deu dizendo que era para mim e para a minha irmã. A boneca era preta, eu não sabia que havia gente daquela cor, pensei que a boneca estava suja, fui metê-la entre a roupa que a minha mãe tinha na barrela. Fiquei sem a boneca que se desfez toda e ainda levei tareia porque as tintas da boneca tinham manchado a roupa. Isto para dizer que nunca li histórias em quadradinhos e bonecos animados na TV, só com mais de 30 quando às vezes dava uma olhada ao filhote e ele estava a ver os ditos desenhos.
    Logo este é um assunto em que sou completamente ignorante.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas ainda está em tempo Elvira! Nunca é tarde pra conhecer as coisas!

      Excluir
  4. Dedé, depois volto para ler e comentar, agora te deixo o que escrevi por lá, tá bom?


    Dedé, é como chamo meu amigão André Mansim,
    que já convivo a quase dois anos virtualmente e não me arrependo, ele sempre vem aqui ler minhas Bobagens e eu vou lá ler as suas Verdades!

    Dedé, você é uma das pessoas que mais respeito aqui na blogosfera, adoro teu jeito autêntico, acho que você tem muito carisma pessoal e de texto, às vezes parece um vidente, porque lê o que a gente está pensando e faz suas crônicas, aliás excelentes. Nunca perdi tempo indo ao seu blog, lendo tuas crônicas, contos e até poemas. Você é muito versátil, porque escreve de tudo, menino! Isso é para poucos!

    E justiça seja feita, para explicar ao leitor, expliquei como seria o Patulindu e que queria um sotaque para ele, e o Dedé inventou que seria um sotaque italiano, o que achei genial para colocar nossa protagonista em apuros.

    Dedé, querido amigo, essa foi nossa primeira parceria, se algum dia quiser se aventurar de novo, estarei às ordens, não sou boba nem nada, sei que você é um baita parceiro literário, e que também não é bobo, ou não teria feito o menino mais lindinho dos últimos tempos e casado com a mulher mais linda de Barretos!

    Abração na família!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Cissa! Nem sei se mereço tudo isso!

      Excluir
  5. Amigo André,
    Como não tive oportunidade de ler essas histórias encantadoras na infância, só tomei conhecimento delas já adulto.
    Há personagens e historinhas que nos dão bons exemplos de vida.
    Concordo contigo: a infância é um mundo encantado; os adultos vivem repletos de problemas e dilemas infinitos.
    Vim do blog da amiguinha Cissa, onde você e sua família são homenageados lindamente. A Cissa é mesmo uma grande irmã nossa da blogosfera.

    Parabéns, amigo, pelo texto maravilhoso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahhaha obrigado amigo Bento! Vc sabe das coisas!

      Excluir
  6. ANDRÉ, MEU AMIGO..
    VOU VOLTAR PARA LER A TUA POSTAGEM...TO EM FALTA..
    MAS ACABO DE LER TUA INTERAÇÃO COM A CISSA LA NO HUOR E CONTO..
    EU NÃO SORRI... EU GARGALHEI,,
    VC SE SAIU MUITO BEM NO PAPEL DEO PATULINDO..AMEI SUAS FALAS..
    E CISSA COM A CRIATIVIDADE DE SEMPRE...IMPAGÁVEL..
    UM BEIJO A VOCE AO SAMUQUINHA E A TUA ESPOSA..A FRIDA..A GATINHA..UFA..
    SERIA MAIS FACIL EU TER ESCRITO..UM BEIJO A TODOS..RSRS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahhahahaha, obrigado Má!

      Excluir
  7. Oi André
    Muito legal o post, anotado o filme para eu ver com meus filmes. Já passei pelo blog da Cissa e deixei meu comentário, não vou falar, vc vai ter que ir lá e conferir (kkkkkkkk), mas vc sabe o quanto te admiro meu padrinho. Aliás, muito obrigada pelas dicas sobre o meu conto, é isso que os padrinhos fazem, orientam, como mentores, e vc é o meu, já era, eu te elegi, assim como a Joicy.
    Bjão padrinho e um ótimo feriado para ti e tua família linda, aliás ficaram lindos na foto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora que eu vi, vc colocou meu blog entre o seus favoritos! Muito obrigada!
      Bjos. Fui......

      Excluir
    2. Anora esse filme mesmo e assista que é bom de verdade!

      Quanto as dicas, fique à vontade, no que precisar, seu padrinho está aqui!

      Excluir
  8. Oi amigo querido,

    Bom dia! Tudo bem? Quero expressar a minha admiração pelos seus escritos pela originalidade, criação, humor e conhecimento que repassa. Adoro Monica, Mafalda e todos os listado. Não conhecia esse personagem e vou anotar o filme que acredito que vou adorar. No mais, te desejar muito amor nesse final de semana para você, esposa e Samuquinha. Precisamos de novas fotos para ver como anda essa beleza. Vou na Cissinha até a noite.

    Beijos querido!
    Lu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lú Santinha, minha amiga, vc que é acima da média, tem que conhecer o Calvin. Ele é especial!
      Comece comprando (tem na livraria cultura), uma revista que se chama "Tem algo babando embaixo da cama."

      Valeu!

      Excluir
  9. Ola André,
    Primeiramente quero parabenizar você e a Aninha pela belíssima parceria na história do condomínio, ficou muito legal mesmo! Parabéns!

    Cara, realmente temos muita coisa em comum, eu tive uma infância agitada, pois fui um garoto muito arteiro (não sei como não morri várias vezes, rsrsrsrsr) mas nos momentos em que ficava mais calmo, seja naturalmente ou por conta de algum acidente/bronquite, lia direto os gibis da mônica, pato donald, tio patinhas, etc. Mas revolucionei minha leitura de quadrinhos quando encontrei Calvin e Haroldo. O pessoal lá em casa ficava P. porque corrida para pegar o jornal, esparramava pela sala só para ler as tirinhas do Calvin e seu fantástico mundo!

    Não conheço o filme que citou, mas pelo que escreveu fiquei com vontade de ver sim...

    Obs: Acabei de postar a webnovela "Los Hijos de la Pelotosfera" e tu nem sabe quem é que figurou por lá, jejejjeejejje, acho que você vai ter uma surpresa!

    Abraços, Flávio.
    --> Blog Telinha Crítica <--

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahaha, Flavito a novela ficou muito boa mesmo!

      Quanto ao filme, assista que vc não vai se arrepender!

      Excluir
  10. Dedé, meu amigo e parceiro literário! haha
    Mas sabe, a crônica tem tudo a ver com o Patulindu, porque na infância toda criança têm suas referências de bonequinhos e personagens que ela os torna íntimos amigos e interagem, no meu caso era uma coelhinha de pelúcia.
    Também lia e leio a Mônica, aaaadoro. O Calvin é excelente, apesar de eu ter lido pouco. Depois entrou o Asterix, a Mafalda do Quito.
    Ainda na infância tinha dois personagens de HQs da Argentina e Espanha, que bem dizer me ensinaram a ler e entender um pouco mais o espanhol que era o índio Patarucito e um garoto nerd que desafiava os adultos: o Anteojito (óculos pequenos). Quanto ao filme, interessante, não o assisti, mas fiquei com curiosidade.
    Novamente, obrigada por tudo, Patulindu, ops! Amigo! rsrs

    Ótimo fim de semana para ti e a família, um beijinho especial no Samuelzinho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Cissa! Tenha um lindo final de semana também!

      Excluir
  11. Gente, que viagem esse post... "fiz uma participação como um patinho no blog"... maresia, mano...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehhehehehe,passa lá pra ver Rebel!

      Excluir
  12. patinho de pelúcia ainda por cima.

    ResponderExcluir
  13. andré, viva!
    passo agora aqui, depois de te ter lido lá no humor em conto com uma participação muito especial, bem-humorada, numa língua misto de italiano, português e algum pó-de-baú que me fez rir bem alto :); e nem de propósito encontro aqui este teu post, mais do que a apologia das histórias de banda desenhada ou desenhos animados, um hino àquilo que as crianças são, no mundo dos desenhos como na vida real: inocência, espontaneidade e riso fácil e genuíno. não residirá aí a magia maior da vida?

    abraço, meu querido amigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Jorginho, vc é o cara!

      Excluir
  14. Oi Andre.como prometido vim ler a tua cronica!

    Vc me fez viajar no tempo..
    Lembra do personagem Horacio dos gibis?
    Entao..nunca me esqueco..qdo eu tinha 14 anos e com poucas posses..
    fui no meu primeiro bailinho da escola com uma caiseta com o Horacio desenhado..rs
    E oha.. a camiseta deu sorte..pq o filho do professor de frances me tirou para dancar..rsrs
    Viagei no tempo agora..


    Parabens por mais esta bela cronica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hummmmmmmm só dançar?
      Hahahahahahhaha, acho que sim né Má, no nosso tempo as coisas eram diferentes!

      Excluir
  15. Oi André,

    Também fui uma grande leitora de gibis. Muito boa sua crônica. Nos faz viajar no tempo.

    Vou lá na Cissa conferir a sua participação. É claro que seu personagem só poderia mesmo se chamar PATULINDO, né? (rsrsrsrsrsr).

    Grande abraço e ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  16. As crianças não podem crescer sem viver nesse mundo encantado. É com ele que desenvolvem a imaginação e se preparam para os momentos de seriedade que a vida lhes trará.
    Sua participação no blog da Cissa ficou excelente. Que Patulindu adorável!!!! E sua família é muito bela.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Mary!
      Eu também acho que o mundo da fantasia pras crianças é legal mesmo!

      Excluir
  17. Fala ex-parceiro invisível (Patulindo, ahah!
    Estou vindo agora do blogue da Ana, sua participação ficou show, como comentei por lá, você por vezes "incorpora" os personagens e consegue criar uma linguagem ímpar, isto é admirável, porque é muito difícil de se fazer.
    Eu conheci Calvin e Haroldo só agora com o Facebook, já até curti a fan page para receber as atualizações e vez ou outra eu gosto de compartilhar, há coisas que fazem bastante sentido. Curto a Mafalda também.
    Este post coincidiu com o texto que vocês escreveram.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Christian! Meu parceiro blogosférico!
      Calvin realmente é bom!

      Excluir
  18. Eu era fã só dos gibis da mônica. Resto nunca consegui ler. Mas a monica eu adorava. Muito mesmo!

    Tem um desenho que eu acho fabuloso, que é O Fantástico Mundo de Bob. É bem assim que pensamos quando somos crianças. Idealizamos e tal. Acho que esse desenho reflete bem nossa infância e imaginação.

    Abss!

    ----
    Site Oficial: JimCarbonera.com
    Rascunhos: PalavraVadia.blogspot.com
    Rasuras visuais e sedentárias: The-Tramp-Mind.tumblr.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou procurar assistir esse desenho que vc falou Jim!
      Valeu!

      Excluir
  19. Gostei muito da postagem. Li muitas e muitas tiras do Calvin e Haroldo durante a infância e adolescência, e fiquei com pena quando o autor parou de desenhá-las.
    Agora, como adulta (eu acho, rsrsrsrs), vejo as tirinhas do Calvin por outro ângulo, vejo ali uma criança genuína, que se refugia na imaginação poderosa da infância para teorizar e resolver problemas.
    O Jim mencionou o fantástico mundo de Bob.. eu assistia esse desenho, mostra muito bem a imaginação das crianaças. O Bob é mais ingênuo que o Calvin, mas os dois mostram esse mundo de fantasia que fabricamos na infância..
    Ah, passei no blog da Ana Cecília, parabéns pela parceria. Muito bom mesmo. E você ficou perfeito como Patulindu, hauahauahaua

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Bill Watson parar de desenhar o Calvin foi uma sacanagem...

      Valeu pela visita

      Excluir
  20. Olá!Boa noite!
    Tudo bem?
    ...sim...li muito os gibis...gostava muito da turma de Walt Disney...e depois as tirinhas do Calvin...Ramonas e Beezus?Não! Vou até assistir...valeu pela dica!Parabéns pela sua participação no blog da Cissa...hilário o seu sotaque!
    Penso que temos que ser,como adultos, uma parte infância, para não esquecer o valor do sorriso sincero, e outra parte madura, para saber o valor da sagacidade...
    Obrigado pelo carinho da visita!
    Parabéns pelo texto...
    Bom domingo à vc e a sua familia!
    Abraços
    ..fui...muito frio...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehhehehhehehe Felis, vc vai gostar do Ramona e Beezus! Tenho certesa!

      Excluir
  21. André, a minha infância também foi povoada por essas dimensões paralelas, pelo mundo mágico da imaginação e dos personagens em quadrinhos. Li quase de tudo da marvel, da Dc, Disney, Mônica, Gasparzinho, Riquinho...e tantos outros. Lembro de um que eu gostava muito, o Brasinha, um diabinho peralta e simpático. E o Calvin que eu lia nas tiras de jornais.

    Confesso que mesmo hoje, depois de mergulhar nas águas turvas da filosofia, teologia, história, etc, não abro mão de continuar comprando quadrinhos. Quando o espaço fica pequeno eu começo a me livrar de alguns mas antes, digitalizando-os para ficar para a posteridade...rsss

    Vou procurar por este filme que você comentou.

    abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehehehhehehhe eu também compro muitos quadrinhos Edu! Acho que o Samuquinha vai ter uma grande herença!

      Excluir
  22. Ver o mundo através dos olhos de uma criança é um dom! Quem dera os grandes "donos" do mundo assim o fizessem, teríamos finalmente um mundo melhor e mais justo!

    Abraços renovados!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Joe! Isso que vc falou é a pura verdade!

      Excluir
  23. Eu sou fã incondicional do Calvin!!! Ele é simplesmente sensacionallll!!! Vive o mundo imaginário com um jeito maravilhoso, sem contar que ele é de uma personalidade fantástica!!!!

    O filme que vc citou eu não conhecia, De! Anotado...

    Desculpe a ausência... ando off line esses dias, mas logo voltarei com tudo!

    Abços em todos aí!!!

    JoicySorciere => CLIQUE => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou dar um desconto pela sua ausência porque o maridão machucou...

      Excluir
  24. Olá André, desde que cresci e que me dei conta de tudo que perdi com a chegada da vida adulta a infância passou a me fascinar, é engraçado mas em diversos momentos eu me identifico mais com personagens infantis do que com os adultos, não conheço o filme que você citou, mas sempre fui um grande fã do Calvin e do Haroldo...

    ResponderExcluir
  25. eu tbm adoro quadrinhos! Inclusive meu tcc da faculdade eu fiz sobre os quadrinhos do Calvin e Haroldo, e da Turma do Charlie Brown!
    O Calvin é o máximo!Ele foi inspirado em Calvino, enquanto o Haroldo, que no original em inglês é Hobbes (não Haroldo) foi inspirado em Thomas Hobbes.

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!