terça-feira, 17 de abril de 2012

Vozes periféricas - 2


E aí irmão, firmeza? Que legal c'ocê voltô aqui maluco. Cê sabe que aqui na periferia nóis faiz as correria da gente pra podê ganhá o leitinho das criança mais a gente também gosta de batê um lero c'os amigo, tá ligado?
Véio, cê sabe que uns amigo aí falô na nossa utima conversa que eu tenho umas idéia boa apesar de vivê na periferia. Ôloco mano, eu posso não tê istudado muito e nem podê ficá aí na internet o dia todo do jeito que os filho dos granfa fica, mais eu vivo a real das rua mano e tô ligado no movimento. Aqui é c'as coisa acontece maluco.
Intão irmão, nóis tá aqui tudo suburbano mais nóis si liga nos movimento. Tô sabeno que a Dilma presidenta foi fazê um corre aí pelos estrangero i até levô uma garrafa de cachaça pro sinhor Obama... Deve tá maluca a mina né véio? Onde já se viu sentá co capeta pra tomá uns goró? Ela acha que só purque o sinhor Obama dá uma de legalzão ele é igual o Lulinha que gostava da mardita. Vacilona essa aí. Enquanto isso se nóis da periferia toma umas cachaça fóra da hora das eleição os jornal e os bacana fala qui nóis é pingaiada, mais quando tá na época das eleição o que mais a gente vê é garrafa di pinga trocada por voto. Dicerto qui quando tivé uma votação na ONU a presidenta Dilma vai falá pro Obama: - Ei sinhor Obama, tá lembrado aí qui eu ti dei uma garrafa di pinga?  Intão agora vê se vota na minha causa, senão as pinga vão acabá hein...
Enquanto os politico tão passiano aqui pra nossa comunidade a coisa tá feia irmão, até as igreja tão cum pobrema. Os sinhorzinho e as senhorinhas aqui da comunidade tão desesperados purque esse era o único divertimento deles. Pô, agora as televisão só fica passano pastor robano de cá e pastor robano de lá. Irmão, assim nóis tá ferrado mêmo, nóis manda os menor pras igreja pra saí dos traficante e as igreja tá na maior máfia... Aí num dá irmão!
Eu sei que as autoridade não pode entra no meio das igreja pra fiscalizá, mas também não pode ficá dando alvará pra qualqué um que quizé robá em nome de Jesus né irmão... Aí nóis não guenta.
E os moleque com hepatite irmão, os menorzinho tão tudo amarelo véio. As água dos esgoto passa nos córrego no meio dos terreno baldio. Nóis tem que lavá as criança com chá de picão e ir dando uns remédio caseiro mêmo purque si fô esperá os médico do postinho e o tanto que eles pede de prazo pra fazê um exame póde abrir as cova e enterrá todo mundo véio!
Eu sei que você é firmesa irmão i sempre vem aqui na comunidade vê o qui acontece na periferia e até compra um cedezinho dos paragua só pra ajudá os chegado qui nem eu, mas pô véio si você vié aqui, vê o qui tá aconteceno e não falá nada pra ninguém aí não dá irmão! A gente bate um papo reto e eu te ligo nos acontecimento e você só faiz cara de triste e mais nada. Nem no seu brógui cê num tem corage de falá nada! As veiz fica vários meses falano só di novela, di fofoca dos famoso, di filme, di panicat, di marca de roupa dos bacana e nem lembra dos irmão aqui na vida real.
Intão irmão, nóis aqui na periferia precisamo da ajuda dos grito dos mano bacana também, senão nóis tá ferrado, os cara bom daqui vive lutano contra o tráfico e os bandido que mora nos quintal das nossa casa e se os amigo bacana nunca ajudá aí nóis num ganha nossa luta irmão.
Mas tá valeno, vô saí agora pra vende uns cedezinho e uns devedê por aí qui a familia só tá creceno! Falô irmão!?

39 comentários:

  1. Nossa!
    Mais excelente post André, gosto da forma com que você passa por diversos temas que ganharam a mídia nos últimos dias sem perder a ironia e o estilo de sua narrativa... Achei legal também a forma com que você nos fez lembrar que mesmo quem não tem estudo é dono de uma cultura vasta que aprende com a vivência... ótimo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Brunão!
      Rapaz de vez em quando é bom a gente se lembrar dessas coisas!

      Valeu!

      Excluir
  2. Excelente narrativa de uma realidade a qual eu conheço de perto, por fazer parte de uma equipe de voluntários espíritas, cujo trabalho em uma dessas comunidades nos possibiltam o conhecimento dessas vivencias. E, você, amigo, escreveu de uma forma incrivelmente verdadeira, sem fantasias, sem ilusões, mas a verdade. Pessoas, sem cultura, sem estudo, mas possuidoras de uma sapiência incrível, e um olhar astuto, pras coisas do mundo. Muito bom, André, bom mesmo!

    Beijinhos da Lu...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Lú!
      Realmente o mundo é muito além do nosso umbigo!

      Excluir
  3. Meu amigo querido,

    Tudo bem? E o Samuca? Estou bem e vencendo os monstros. Sabe que esse seu talento é fantástico! Você consegue escrever a realidade nua e crua, sem artifícios ou floreios bobos. Esse conhecimento do povo é o conhecimento tácito e, claro, que é o real e sem versões tupiniquim. Não demandam-se belos discursos que podem só tentar iludir o povo.

    Beijos.

    Lu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lú Santinha tudo bem?
      Esses discursos bobos são os mesmos a 500 anos e sempre iludem o povo né?

      Excluir
  4. Muito bacana, de uma forama simples você fala com o leitor uma crítica importantíssima. Gostei. E mais ainda da parte: "nóis manda os menor pras igreja pra saí dos traficante e as igreja tá na maior mária..." . Muito inteligente!
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelismente algumas igrejas estão assim né Mateus...

      Excluir
  5. Dedé,
    pois é, tem muita gente do povo, que apesar de estar excluído das decisões e à margem social, se dá conta das coisas, ainda mais em tempos de internet e concorrência televisiva.
    Abração para vocês três!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Cissa cabe a nós que estamos aí escrevendo falar alguma coisa de vez em quando né...

      Excluir
  6. Fico aqui pensando e te aplaudindo pelo jeito de escrever, parecendo nos levar até o local. Lindo,mais uma vez@!!!abração,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vindo de uma mestre igual a você eu vou até acreditar, hahahahhahahaha.

      Excluir
  7. PÔ DÉ tu é manero merrrmo Brodí!
    Adoreeeeei demais o jeito da crônica que é real pra caramba infelizmente.
    Eu ia publicar um post pesadão hoje e desisti, coloquei um mais light, deixei pra sexta. Mas o teu falou de coisa triste de um jeito muito massa!
    É triste a realidade mesmo e nos que podemos um dia que sabe ser ligos por alguém que se importa temos que falar mesmo!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem sabe com alegria venceremos essas tristezas né Camilinha...

      Excluir
  8. Texto bom, pena que a massa continua em letargia, morna e sonâmbula acreditando apenas no imediatismo das mendicâncias enquanto os políticos bandidos ‘lavam a égua’.
    Espero que saiba o que é lavar a égua.(he he acho que é língua morta)
    É o mesmo que se locupletar do erário ou roubar a alma e a economia de uma sociedade totalmente desunida e manipulada por aqueles que deveriam protegê-la.
    A pirâmide cada vez se achata mais, o negócio é nivelar por

    ResponderExcluir
  9. Respostas
    1. É Tiugo! A massa é mesmo de manobra.
      Obrigado pelo comentário.

      Excluir
  10. Gostei deste texto denúncia,muito embora tivesse uma certa dificuldade em perceber algumas coisas dado o desconhecimento da vossa realidade.
    Eu acredito piamente que não é só quem estuda que sabe das coisas. Se assim fosse, não teriamos um poeta que pedia a amigos para escrever os seus versos pois nem ler sabia. Refiro-me a António Aleixo.
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahhahahahahhaha Elvira, são algumas gírias que se fala aqui no Brasil. Eu sabia que seria difícil pra você.
      Valeu pelo comentário!

      Excluir
  11. Ola André,
    Rapaz é o que sempre digo: escola é muito importante, mas inteligência e visão de mundo nem sempre é conseguida somente com o esforço se uma instituição. Lendo o seu texto os "mano" falam de política e de consciência urbana, enquanto que muitos filhos de gente rica, que podia usar todas as oportunidades para o bem, ficam de bobeira na ociosidade, física, intelectual e espiritual.


    Abraços, Flávio.
    --> Blog Telinha Crítica <--

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso aí Flavão. E a gente tem uma grande ferramenta na mão chamada blog!

      Excluir
  12. Caro Andre, tenho visto muitos comentários teus no blog da Vivi, e lhe convido visitar o meu; quem sabe goste, como gostei do teu!
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  13. kosaosaok, é legal escrever assim?
    Acho engraçado de ler, eu ri na parte da mina Dilma okasoaskoasoa
    Muito legal.

    (:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahhahaa Lala, pelo menos vc notou!

      Excluir
  14. Oi André
    Quando eu digo que vc é o cara mais hilário da Blogosfera, eu não tô exagerando, mas também junto com Jacques é o que tem a mente mais mirabolante prá produzir um texto desse, com esse português e a gíria e tudo. Brilhante! Adorei, ri muito, como sempre. Mas sempre trazendo uma reflexão para os problemas do nosso país. Beleza de texto parceiro.
    Bjão. e no Samuquinha tbém, ah e na Andréia, na família toda!

    http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Lú! As vezes temos que fazer rir mesmo nas situações que são de chorar.

      Excluir
  15. Tu vai chegar no Vozes Periféricas-10 e o político não fez nada ainda pelo pessoal da periferia. Daí eles se apoiam nos traficantes, que fazem mais que os políticos.

    Esse lance da igreja é bizarro. Tava assistindo uma reportagem esses dias, é a coisa mais fácil do mundo fundar uma igreja, cara. Bom você ter apanhado isso.

    É engraçado, igual a da outra vez, eu visualizo muito o "mano" que narra esse conto. Hahahá. pena que não consigo descreve-lo aqui fisicamente.

    Abraçãooo e o filhote? tudo na paz?

    Ps: Não que isso importe, mas os comentários no Palavra Vadia voltou a sere ativado.

    ----
    Site Oficial: JimCarbonera.com
    Rascunhos: PalavraVadia.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qualquér dia vc deescreve ele pra mim pelo e-mail qie eu vou desenhá-lo!
      E como importa seus comentários re-ativados? Hahahahahahahhaha. Legal!

      Excluir
    2. Hahahá. Maravilha! Farei isso. Vou tentar fazer agora, pra não esquecer.

      Abração

      Excluir
  16. Excelente texto. E muito realista.

    me encantei com a maneira que traduziu a linguagem. Muito bom mesmo.


    http://lapsosdeumamentebipolar.blogspot.com.br/2012/04/desistir.html

    ResponderExcluir
  17. Olá,
    Parabéns pelo blog! Estou seguindo.
    Segue lá também..

    http://www.estanteseletiva.com/

    ResponderExcluir
  18. André \o/
    É..terriveis verdades do Brasil. Mas sério eu não consigo ter paciência pra esse dialeto do povo, cheio de assassinatos ao português. Me admiro que vc consegue escrever assim mesmo pra fazer essa sátira!
    Ah que isso sou mestre não. Ainda tenho muito o que aprneder na escrita! Bom, eu acho que escrevo por ambas coisas e vc?
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahahhahaha adoro escrever com dialétos Tsu!

      Excluir
  19. André, esse mano do povo, da comunidade, sabe das coisas. Tá ligado na real. Sua crítica é certeira e ainda, com bom humor.

    abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Edu! Obrigado pelo comentario!

      Excluir
  20. andre, querido amigo,
    falavas, há dias, lá no viagens, da capacidade de escrever, de o fazer segundo padrões de rigor e elegância... meu deus, haverá alguém mais do que tu a pegar-nos na mão, a levar-nos aos locais, a sentir cheiros, marcas no chão, vozes em tons diversos? alguém mais do que tu a penetrar no tecido das emoções? a tua escrita é arrepiantemente verdadeira e sugestiva.

    um forte abraço de fã!

    ResponderExcluir
  21. Meu amigo !!!!!!!!!!!!!!!
    Te admiro pela versatilidade de ideias que tens nessa carequinha...sabia que é prá poucos...lemos e sentimos está diante do personagem,kkkkkkkkkkk
    bjsssssssssss

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!