segunda-feira, 9 de abril de 2012

Californication e o mundo de Hank



Acabei de assistir a quinta temporada de Californication. Eu já falei aqui sobre esse seriado e como eu acho ele maravilhoso. Essa quinta temporada acabou igualmente maravilhosa e vou ter que esperar mais um ano pra assistir a sexta temporada que já está sendo rodada lá nos Esteites.
Eu não sei fazer criticas e resenhas tecnicas sobre filmes como fazem brilhantemente alguns blogueiros amigos meus, eu só sei falar do que me encantou ou me tocou de alguma forma e é disso que vou falar aqui.
Hank Moody o protagonista do seriado é um cara fodido, um cara cabeça ôca, volúvel, que não tem controle quando aparece algum rabo de saia dando mole e que não tem controle quando aparece uma chance de se divertir. Ele faz muitas coisas erradas e parece que não aprende nunca, porque sempre se ferra e acaba por baixo. Seus amigos formam um círculo de pessoas tão malucas quanto ele, onde sexo, drogas, alcool e maliquices são as coisas mais normais do mundo. Os mais puritanos quando derem uma rápida olhada no seriado certamente vão falar que ele é impróprio para a familia e que assirtir essa merda não é legal pra ninguém, mas aí é que está o X da questão.
O seriado na verdade mostra um cara realmente inconsequente mas que só faz as coisas querendo acertar, que só faz as coisas, mesmo se perdendo nas situações, querendo ser honesto e leal aos amigos e a sua familia.  
Hank é capaz de levar todas as culpas do mundo sobre as costas só pra proteger alguém que ama, seja sua ex-mulher, sua filha ou até um de seus amigos. Ele tem as costas largas e não arrega um minuto quando tem que proteger algum dos seus.
Sua moral não é a mais digna em muitos pontos de vista, mas pra quem seguir o enredo desde o começo vai perceber que ele se afundou nesse mar de lama unica e exclusivamente querendo acertar.
Quantos de nós as vezes pra proteger alguém acabamos nos ferrando? Tudo bem que as proporções de ferração que o Hank leva é muito grande, mas se você seguir esse seriado e entendê-lo vai perceber o humor negro, e as mensagens subliminares nas entrelinhas de como todo o mundo do Hank não compensa e de como as pessoas as vezes tem que ser olhadas por diversos ângulos antes de serem julgadas.
Se você for embarcar nesse seriado eu já vou avisando que ele vicia e que se você quizer o entender  legalzinho tem que começar pela primeira tempodada, o que não é dificil, procure no Google por "download Californication" e tudo vai aparecer em muitos links pra você baixar.
Procure, baixe e se divirta muito! Vale a pena!

36 comentários:

  1. Oi Dé... essa série eu nao conhecia, vou baixar pra ver!
    Valeu a dica!
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Camilinha, tenho certeza que vc vai gostar!

      Excluir
  2. Assisti as duas primeiras temporadas no SBT e depois acabei me perdendo nos capitulos, mas eu gostei e muito, tbm não sou de fazer resenhas explendidas e tal, eu sempre gosto de falar do meu ponto de vista e isso as vezes estraga tudo... kkkkkkkkk... Como tá o bebê? Espero que bem.
    Tô ainda com o PC meio ruim, mas tô por aqui, logo, logo melhora!!
    Abraços

    http://www.artesdosanjos.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahhahahahhaha valeu Jane. Espero não ter estragado tudo com a resenha, hahahahhahahahhahaha.

      Excluir
  3. Dedé, tudo bem com vocês?
    Putz! Sabe... já assisti bastante, mas só na TV aberta, a fechada, quem manda é a bebê da casa... Discovery Kids e afins... hahaha! Tu vai ver isso com o tempo... Samuelzinho vai ter as programações dele também! :)

    Mas olha, apesar do roteiro ser excelente, os atores, as histórias, a direção, tudo! Acho esse personagem tão comum, pelo menos o que se percebe nos caras aqui do RS, dessa idade, que se envolvem em situações semelhantes, enfim... Acabei não achando tanta graça e diria até, não vendo como uma coisa surpreendente. Mas tenho que admitir que teu post deixou o Carlifornication mais interessante!

    Abração para vocês três!

    Quando o Samuelzinho fez um mês mesmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cissa, sabe eu sei que o Hank parece ser comum mesmo, mas são nos momentos de choque que ele se mostra diferente apesar dos problemas. E a forma como ele se defende das adversidades é que é legal!

      Excluir
  4. Já assisti, mas não acompanhei.
    É amigo qts vezes me ferrei por proteger até mesmo quem eu nem gostava tanto, hj em dia não faço mais isso só se valer muito a pena rs!!

    ResponderExcluir
  5. Meu caro André, um grande abraço. Olha, nunca assisti ao seriado que você menciona e detalha por aqui. Ao que parece, a descrição que você faz é a respeito do protagonista ou de um deles. Pela descrição que o amigo faz, o enredo é interessante mesmo. Vou ver se no final de semana faço uma pesquisa pela net e assisto alguma coisa. Um grande abraço amigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc vai gostar PCzão! Começa pela primeira temporada!

      Excluir
  6. Olá André!
    Já tem bastante tempo que estou querendo começar assistir a série, mas quero fazer quando puder me dedicar integralmente a ela, terminei este final de semana a 4° temporada de "Mad Men", que é uma série maravilhosa, mas que tem um ritmo bem diferente do que a "Californication" aparenta ter... Estou assistindo também "Breaking Bad", ainda estou em meados da segunda temporada e pretendo comentar ela lá no Sublime Irrealidade, quando eu terminar (geralmente comento depois da primeira ou da segunda temporada da série, dependendo a quantidade de episódios)...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você é craque em resenhar Brunão!
      Depois vou procurar essas dicas aí!

      Excluir
  7. Para merecer uma postagem aqui então deve ser bom o seriado, gostaria de ter um tempinho pra conferir alguns seriados e animes (dicas da TSU) agora, mas estou com o tempo curto, mas quando eu folgar mais, vou conferir esse também, mas valeu a dica mano.

    Abração pra ti e família.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chengão meu irmãozim marélim! Tem que deixar um tempinho pra diversão tambem meu velho!

      Excluir
  8. Ola André,
    Tenho que confessar que gosto mais de ler sobre um filme do jeito que escreveu do que como os profissionais da área escrevem. É como se você estivesse aqui, tomando um café e ouvindo um blues com os amigos e de repente mencionar o seriado.

    Putz o pior é que me vi como o personagem, pois "adoro" ter as costas largas, rsrsrsr...

    Abraços Flávio.
    --> Blog Telinha Crítica <--

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um dia ainda vamos fazer isso Flavão! Beber um vinho escutando blues e jogando conversa fora!

      Excluir
  9. Oi amigo querido,

    Tudo bem? E Samuelzinho? Gosto dessa série pela forma desposada de Hank. Ele consegue sorrir da própria sorte. Além disso, a relação com a ex é perfeitamente justificada. Enfim, um cara que sabe viver a vida como deve ser.

    Beijos.

    Lu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sorrir da própria sorte é o ponto chave do seriado né Lú!
      Valeu!

      Excluir
  10. Olá André,

    Não conheço o seriado, mas pelo que você diz deve ser bem interessante. Gostei da objetividade e simplicidade de sua resenha.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahhahahhahaha brigadão Verinha!

      Excluir
  11. Não assisti, mas sua sinopse atenta para um lado que admiro, que é o de não desistir, apesar dos erros. Quando nos equivocamos, estamos tentando realizar algo. E daí vem o conhecimento.

    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O bom mesmo seria aprender com o erros dos outros né Mary, hahahahahahhahahahaha, mas a gente é burrão!

      Excluir
  12. Bom nunca vi a série, nem sei se ela passa ou passou em Portugal. Ainda que tenha passado, as séries em Portugal passam a horas impróprias. De manhã e de tarde são programas leves para as donas de casa e reformados, com um primeiro noticiário às 13. Depois das 18 até ao telejornal das 20, novelas, depois do telejornal mais novelas até às 00 horas ou 00.30. Depois perto da 1 começam as séries.
    Quanto ao "ferrar-se" para ajudar o amigo isso penso que acontece a toda a gente e várias vezes ao longo da vida.Escrevi entre aspas porque em Portugal não usamos esse termo mas sim lixar-se. Exemplo "Quiz ajudar o outro e lixou-se".
    Agradeço as suas visitas aos meus blogues mas deixe-me dizer-lhe que provavelmente gostaria mais do conteúdo do Sexta-Feira.
    Um abraço e tudo de bom para si.

    ResponderExcluir
  13. Nunca vi esse seriado, agora que vc falou dele me deu até vontade de ver, vou ver se procuro uns episódios.

    ResponderExcluir
  14. Ah! Dedé!
    Feliz "mesaniversário" atrasado para o Samuelzinho!
    OLha só, quando o dia que ele estiver fazendo 2 meses, estarei de aniversário haha!
    Não sei se vocês já não estão fazendo isso, mas posso deixar um sugestão?
    Nós tirávamos uma fotos a cada mesaniversário da filhota, sempre no meu colo, na mesma posição, até completar 1 ano, depois dá para fazer uma montagem com as 11 fotos e mais a do aniversário. Fica super-tri! Porque a gente vê a evolução deles. Fala para Andréia, mulher adora essas coisas!

    Beijão e um especial no lindinho bebê!

    ResponderExcluir
  15. Oi, amigo André!
    Sua análise da série é muito boa.
    Depois que assisti a "Lost", nunca mais vi outra série, pois nos vicia mesmo.
    Muitas questões reais são retratadas na ficção, o que lhe dar veracidade. A ficção imita a realidade e vice-versa.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bentão meu amigo mestre, eu nunca assisti Lost acredita nisso?

      Excluir
  16. Dezinho, vc havia me indicado essa série aí, né!? Lembro que até prometi tentar ver... mas, ainda não encontrei tempo. Tenho até medo de ver o primeiro episódio e viciar, como algumas que já fazem parte de minha lista! haahahhahaha

    bjks pra vcs todos aí... os quatro(não vou mais me esquecer da Frida! hahaah)!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem a Chambinha também Jó! Hahahahahahahhahahahahaha.

      Excluir
  17. Uma vez eu assisti e achei meio que uma pornochanchada enlatada americana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o que eu falei Rebel, se vc ver só por cima pode ter essas idéias mesmo!

      Excluir
  18. Tá certo que o Hank era pra ser uma caricatura do Charles "Hank" Bukowski - escritor, beberrão e mulherengo - mas como diz aquele maluco do Eddie Nero na temporada 4, "é muito mais do que isso".

    Comprei nas Lojas Americanas faz um tempão as temporadas 1 ( ótima) e 2 (sensacional). Preço de banana: R$ 19,90. Baixei as temporadas 3 ( alguns bons momentos, mas meia boca) e 4 ( legal) depois. Ainda não vi a 5, mas em breve.

    abs!

    ResponderExcluir
  19. Eu comecei a assistir Californication na tv aberta, ainda não pagava tv por satélite então desanimei, pois série em canal aberto é osso de seguir .
    Mas enfim, eu estava adorando, e sim, tenho a mesma opinião que vc tem qt ao Hank, ele é um porra loka, mas é gente boa demais, além do que amo o ator, pois sou fan louca e desvairada de Arquivo X desde que estava no útero de mamãe *.*
    Então ...
    Adorei a dica e sim, vou baixar todas as temporadas e assisti-las .
    Beijos Andre .
    Viviane do Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
  20. Vou baixar toda quinta temporada agora então. Estava esperando acabar. Pq daí eu baixo e em dois dias vejo toda. Não gosto de ficar esperando cada semana para ver um episódio.

    O interessante é que ele é um anti-herói. E como todo anti-herói, tem princípios também.

    Você disse bem, ele é um merda com boa intenção. Hahá. É autentico. E ama (da maneira dele) todos aqueles que o cercam. E faz de tudo para defende-los. Mas ao mesmo tempo, é um puta cafajeste. Hehe.

    Bebida e ferormônios femininos, tentações que ele não consegue largar.

    Fora a terceira temporada, que achei uma merda, gostei das outras 3. Mas minha preferida é a 2º. Uniu literatura e rock and roll. Foi demais.

    Abraçãoo

    ResponderExcluir
  21. Eu acho o maior barato e o invejo por viver a vida como quer. Afinal, o segredo é esse, sem delongas, sem hipocrisia, hank é hank e pronto. (alias, hank era o pseudônimo de Bukowski em seus testos). Um dia, se assim meu destino permitir, viro hank e te chamo para uma festa Mansin.

    Abraços

    Bento.

    ResponderExcluir
  22. assisti às quatro primeiras temporadas e adorei!!! ainda não vi a quinta, mas não vou sossegar sem ver :)
    grande crónica de costumes, ainda que com muito de caricatural, mas com um humor irresistível!

    abraço, amigo andré!

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!