quinta-feira, 26 de abril de 2012

O mistério da falta d'agua



Outro dia eu estava altas horas da noite passando de canal em canal na televisão até que meio sonolento parei no programa do Jô, comecei a assistir uma entrevista com um cidadão, que (me desculpe cidadão entrevistado), eu não lembro o nome. No meio da entrevista esse cidadão falou que a falta d’agua no mundo se dá porque tem muita gente na Terra e que cada pessoa se tiver uma estatura média com pelo menos um metro e sessenta de altura e em boa forma fisica tem dentro de sí em média vinte litros de água!
No dia eu achei que o cara era maluco, onde já se viu uma conversa boba dessa.
Só que a uns meses eu fui fazer um exame no nutrólogo que se chama bioimpedância magnética, bonito nome né? E quando o médico me deu o resultado do exame eu fiquei chocado. Gente! eu tenho dentro do meu corpo vinte e sete litros de água! Vinte e sete litros!
Então eu comecei a pensar que o entrevistado do Jô não era tão maluco assim (ou eu que estou ficando), porque se for fazer as contas direitinho quanto mais a população cresce mais água vai faltando. Imagina na India, quantos litros de água andam na rua pra lá e pra cá? E na China? Aquelas águas amarelas vendendo pastel! Imaginem então a mulher melância ela deve ter pelo menos quinze litros d’agua em cada banda da bunda dela...
E o meu vizinho Heitor, ele deve ter uns cento e noventa quilos, bem gordão e grandão. Puxa vida agora quando o vejo toda vez eu penso numa caixa d’agua. Esses dias eu estava podando minha àrvore na calçada quando ele veio falar comigo na medida em que ele caminhava na minha mente eu imaginava uma caixa d’agua transbordando dos lados e a cada passo que ele dava eu imaginava um som assim ¨blob, blob, blob" nóssa que pensamento ruim. O duro é que ele parou perto de mim e eu comecei a pensar que água parada dá dengue! Mas aí já é demais né!
Então comecei a refletir esses dias sobre esse assunto, O certo seria nós humanos pararmos de dar vitaminas, fortificantes, fubá, e coisas que fazem as crianças crescerem, ou parar de fazer tanta criança, porque agora a média de idade está subindo cada vez mais e as pessoas estão morrendo mais idosas então as águas estão demorando mais a voltar para a natureza, é uma conta matemática, mais gente menos água!
Imaginem só as mulheres estão cada vez ficando maiores, mais malhadas e popozudas, imaginem quanta água é preciso para isso? Bom, se bem que muitas não é água, é silicone... Ufa! Ainda bem!
Daqui uns dias vai começar a faltar é silicone, mas aí tudo bem eu não bebo silicone. Os maridos que terão que pagar os implantes é que vão chorar. Ô caramba! Agora que estou lembrando que minha mulher falou esses dias de colocar silicone... Bom, mas ainda não está tão em falta né...
Voltando ao assunto da água, a solução é economizar, beber menos água, lavar menos o carro, lavar menos o quintal, dar menos descarga no vaso sanitário, (isso é difícil), e usar a imaginação para economizar. Cada vez mais economizar.
Se a gente for ver o certo mesmo, econômico é o anão que deve ter só uns sete litros d’agua em cada um...

Resolvi republicar esse texto porque ontem assisti uma discussão na tv sobre o fim da água estar perto. Espero que gostem e entendam que a água é um bem importante pra gente ficar desperdiçando assim aos montes como sempre fazemos.

36 comentários:

  1. Lembro de ter lido esse texto e foi legal republicá-lo. Há coisas que não podemos entender mesmo,né?} abração,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Esse não tinha lido kkkkkkkkk Que do mal Dé! Agua parada dá dengue?! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Oi, amigo André!
    Não à toa que, às vezes, chamam a Terra de Planeta Água, pois há em tudo. Vi um documentário outro dia que pedra contém cinco por cento de água e nosso corpo é formado ao nascermos, por setenta por cento de água e, à medida que envelhecemos, ficamos com cerca de, no mínimo, 55% (aos 80 anos), mas, paulatinamente, a água potável, devido ao desperdício e maus-tratos das mananciais, fica mais escassa.
    Lá na região Nordeste, nunca é abundante, como também Ásia e África por razões naturais.
    A água é a essência da vida, por isso, preservando-a, em consequência, conserva-se a vida também.

    Seu texto, amigo é uma utilidade pública!

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahahhahahahahaha obrigado Bentão! Você é o cara!

      Excluir
  4. Oi querido,

    Adorei o texto! Fiquei pensando se com a escassez teríamos um genocídio para a água voltar a natureza e aí fiquei assustada. Já sou da linha sustentável e com essa notícia de utilidade pública vou começar também a campanha para quem está acima do peso. risos.

    Beijos em todos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda bem que aqui tem muuuuuuita agua ainda né Lú!

      Excluir
  5. Faz muito sentido o que esse cidadão entrevistado falou.
    Se for assim mesmo, é bom que inventemos logo boas maneiras de econimizar água.
    Achei essa história tão sinistra que dá pra pensar num monte de roteiros de filme de ficção científica e terror.
    Imagine se resolvem pegar toda essa água armazenada de volta?
    Melhor nem pensar...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahahahahha! Boas idéias aí hein Angelus!

      Excluir
  6. Dedé,
    muito bom!
    Lembrei-me desse texto teu, sim. Aqui em casa somos bem cuidadosos com essa questão da água. Temos água de poço que abastece a casa. Ao lavarmos a louça, o fizemos dentro de uma bacia em que aproveitamos aquela água para aguar grama e as plantas, ao contrário do que possam pensar, o detergente é biodegradável e não agride a natureza. As flores estão imensas.
    A água do banho é escoada para os fundos do terreno e o cano (com furos), rega parte dele. Fora isso, os cuidados normais de manter fechadas torneiras,etc..., e ensinar a "bebê" da casa a manter o ritual.
    Abração aos três!
    Beijinhos no Samuelzinho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita! Isso é que é uma familia conciente! Beleza Cissa!

      Excluir
  7. Caramba André essa crónica me divertiu bastante apesar do tema ser trágico. Há muito me preocupo com a falta de água. Assim mudei o autoclismo para um com dois tipos de descarga. Num botão meia descarga no outro descarga total. Só tomamos duche, nunca banho de banheira. E água de lavar legumes, é aproveitado para os vasos de flores.
    Pena que nem toda a gente faça o mesmo.
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elvira minha amiga portuguesa! Como é bom ler você no seu blog e aqui nos comentários. As palavras são da mesma lingua mas as vezes são tão novas pra mim!
      Obrigado!

      Excluir
  8. Caramba!! Sinistro isso!! Nunca pensei desse ponto de vista...
    Um grande abraço!!
    jorge-menteaberta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Na real o problema da água é o desperdício. Se nós usássemos de maneira correta, diminuiria consideravelmente o problema.

    Tem um velhote aqui na frente do condomínio, que lava a calçada e a rua dele cara. Dá pra crer. A RUA! Quer desperdício maior que esse. Isso é um afronto. Que nem você falou. Tanta gente precisando e o cara lavando a rua de mangueira. Se fude. E o dia que falamos pra ele ainda nos encheu de caroço. Se eu nao tivesse na minha sacada e ele lá em baixo, acho que teríamos chegado a vias de fato. Mas da muita raiva.

    E assim é com tudo. Jogamos toneladas de alimentos fora, remédios, roupas etc.

    O desperdício, esse é um dos grandes malefícios da sociedade.

    Abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Jim, mas tem que dar intimadas nesse véio e falar a real pra ele pô!
      Lavar "a rua?" Aí já é demais, hahahahahahahhaha.

      Excluir
  10. Ola André,
    Que texto absurdamente leve e contagiante, além de hilário, rolei de rir aqui...
    Eu sabia que o corpo humano é constituído por muita água, mas dai a ser na casa dos 20 litros pra cima nem pensar, rsrsrssrs... quer dizer que num FLA X FLU no maracanã lotado se todos explodissem o estádio viraria a maior caixa d´agua do mundo? rsrrsrsrrsrs...

    Adorei essa... Boa sexta meu caro!


    Abraços Flávio.
    --> Blog Telinha Crítica <--

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahhahahahhaa Flavão, e o pior é que seria mesmo! Hahahahahahhaha.

      Excluir
  11. André, muito embora seu inteligente texto seja engraçado, ele nos chama a atenção, e de forma bem-humorada, para uma consciência que todos nós devemos ter, a importância da água no planeta. Existe muito desperdício desse saudável bem natural no planeta. Muita água sendo jogada fora. Ainda estamos longe dessa conscientização de sua importância no planeta ou não percebemos isso ainda, a falta que ela nos fará. Parabéns André; usar o humor para denunciar, criticar e conscientizar é de uma inteligência que merece todos os aplausos. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente não precisa ser sizudo pra chamar a tenção né PCzão, hahahahaha, obrigado por estar sempre presente aqui no blog!

      Excluir
  12. Papo meio louco desse entrevistado né Dedé, mas esse assunto de água é bem sério mano, eu trabalho numa estatal aqui em Pernambuco de saneamento e água, é ela que fornece água para todo o estado, e antes de fazer o concurso pra essa empresa eu tinha um pensamento sobre esse papo de desperdício de águe e tal, mas depois que comecei a trabalhar lá dentro e ver a coisa de perto, meus conceitos mudaram completamente, e vejo como nós desperdiçamos água por brincadeira, enquanto milhões de pessoas gostariam de ter pelo menos 10% do que consumimos por dia para sobreviver.

    Bom texto mano, abração pra ti, samukinha e família.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O papo é maluco mas faz sentido viu Chengão, hahahahahahahhahaha.

      Excluir
  13. andré, meu bom amigo das causas primeiras,
    a água é, afinal, a alegoria de todos os recursos de que nos servimos; se não respeitarmos o meio ambiente, inevitavelmente tudo acabará, um dia, por se esgotar - inclusive nós, usuários tantas vezes inconscientes, ignorantes e irresponsáveis. e, sim, terá de ser o cidadão individual a mola de toda esta dinâmica, pois as decisões políticas estruturantes dependem de tantos interesses que a preservação do planeta e dos seus recursos não figura, seguramente, nos primeiros pontos da agenda.

    um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se um dia a água acabar o mundo acaba não é Jorginho? Pelo menos os seres vivos que não tem raízes pra buscar em terras profundas!

      Um abraço irmão de além-mar!

      Excluir
  14. kkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Sei que o assunto é sério, mas você o descreveu com tanto humor, que fiquei a rir. Ainda não adquirimos a consciência necessária e acredito que todos, indistintamente, exageram no consumo da água.

    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahahha valeu Mary! Obrigado!

      Excluir
  15. muito bom o post! se fosse para bebermos menos água, entraríamos todos no oposto do que os médicos falam de tomar muita água!!rsrs e todo mundo ficaria com pedras nos rins!!rsrs
    mas é interessante saber que o corpo humano pode ter tudo isso de água!! E se todo mundo tivesse menos filhos, já que hoje as pessoas conseguem viver até mais tarde, acho que seria bem melhor.E com tantos métodos para não engravidar hoje em dia, se todo mundo tomasse consciência, seria ótimo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todo mundo com pedras nos rins é bom, hahahahahhahahaha.

      Excluir
  16. haushuahsuhaushauhsasuh Desculpe Andre mas não tem como não gargalhar com o teui texto!
    Mesmo o assunto sendo sério!
    As pessoas não tem consciência, são estragadas mesmo!
    Infelizmente!

    PS: A menina vítima do vulcão aparece morta naquela imagem! =/

    ResponderExcluir
  17. Olá André,

    Ri muito com esta sua crônica. Você é por demais criativo.
    Além de divertida, a crônica nos traz um lembrete importante. Se não nos acautelarmos com o gasto desnecessário da água, provavelmente, um dia, ela será bem racionada no planeta. Há muitas pessoas que sequer cuidam de vazamentos dentro de casa. Todos nós temos que ter consciência ao utilizarmos este líquido
    precioso e indispensável.

    Tenha um ótimo final de semana.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  18. É meio macabro pensar que também todos os dias centenas e milhares de caixas dágua ambulantes retornam para o seio da terra de onde vieram.
    Somos recicláveis e totalmente reaproveitáveis para as próximas gerações e tudo o que consumimos será novamente consumido muitas e muitas vezes como sempre foi desde a milhões de séculos.
    A água voltará ao seu leito e o pó a seu meio alimentando os vegetais que produzirão frutos as próximas gerações ou gramíneas para alimentar os animais e insetos que por sua vez serão novamente consumidos pelo homem.
    O milagre da vida se chama fotossíntese. (Água, luz solar, sais minerais, sais orgânicos, oxigênio e co2), agora o silicone fica de lambuja quem sabe os minhocas se interessem.

    ResponderExcluir
  19. É meio macabro pensar que também todos os dias centenas e milhares de caixas dágua ambulantes retornam para o seio da terra de onde vieram.
    Somos recicláveis e totalmente reaproveitáveis para as próximas gerações e tudo o que consumimos será novamente consumido muitas e muitas vezes como sempre foi desde a milhões de séculos.
    A água voltará ao seu leito e o pó a seu meio alimentando os vegetais que produzirão frutos as próximas gerações ou gramíneas para alimentar os animais e insetos que por sua vez serão novamente consumidos pelo homem.
    O milagre da vida se chama fotossíntese. (Água, luz solar, sais minerais, sais orgânicos, oxigênio e co2), agora o silicone fica de lambuja quem sabe os minhocas se interessem.

    ResponderExcluir
  20. Ahahaha, muito bom seu texto.
    Eu também não imaginava que tínhamos dentro de nós tanta água assim. o.O
    Realmente é uma conversa meio estranha e absurda para quem não tá nem aí.
    e fato existem várias formas para fazermos nossa parte na hora de economizar água, mas infelizmente a população ainda precisa de uma educação severa e maior divulgação quanto a esta questão, pois eu estou cansada de ouvir por aí: "Ah, a água do muno não vai acabar porquê eu quero tomar um banho bem tomado, ou porquê quero manter meu jardim sempre verdinho."
    Eu ia mesmo preparar um post sobre este tema pegando carona em um post q fiz sobre a reutilização do óleo de cozinha, mas depois dessa curiosidade vista aqui nesse seu post, me animei ainda mais. Mencionarei você quando estiver publicado.
    Forte abraço, e vamos economizar água!

    Cléo

    ResponderExcluir
  21. Olá André!
    Boa madrugada!
    Adorei seu texto, principalmente pela forma com que você aborda o assunto com uma boa dose de humor ácido, com isso você consegue dar um ritmo muito gostoso aos seus textos... Mas, infelizmente a questão é realmente séria, nós que não sofremos com a falta d´água temos pouca ou nenhuma noção disso, o problema ainda está relativamente muito distante de nossa realidade, e por água ser relativamente barata nós a gastamos sem tanta preocupação... O lado mais assustador de tudo isso é que pesquisas já apontam este problema estará cada vez mais próximo de nós nos anos que virão, tento pensar positivo e acreditar que ainda dá tempo de reverter este quadro...

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!