quarta-feira, 11 de abril de 2012

Democracia mal educada


Meu quintal as vezes fica parecendo um salão no final do carnaval, cheio de papeis picados de tantos panfletos de mercado, de loja, de promoção e de tudo o que é coisa que os panfleteiros jogam por cima do muro e que a Frida lê primeiro que gente e depois pica tudo em pedacinhos.
Esses dias eu falei pra uns panfleteiros que estavam passando na minha rua que por favor não jogassem os papeis por cima do muro mas que colocassem na caixinha do correio. O menino olhou pra mim como se eu fosse invisível e jogou por cima do muro... Eu me achei um bobão olhando pr'aquele moleque indo embora e jogando papeis nas outras casas como se eu não tivesse falado nada pra ele.
Um vereador tentou emplacar uma lei que regulamentava e organizava essa panfletagem mas as pessoas que trabalham nas gráficas e os panfleteiros fizeram tanto alvoroço no dia da votação que mesmo sendo o desejo da esmagadora maioria dos moradores da cidade que tudo se ajustasse os vereadores votaram contra a lei e mijaram de medo dos agitadores pra depois sair falando que foram pressionados.
Uai, mas que bando de representantes do povo mais desavisados  esses né? Eles não representam mais a maioria?
Se eles estão representando o povo e o povo queria que essa situação melhorasse eles não deveriam votar a favor das minorias... Pelo menos isso é o que eu entendo por Democracia.
A Frida adorou a votação na câmara e eu até falei pra ela que ela iria ter muuuitos papeis pra picar e muuuitos garotos mexendo com ela no portão pra ela latir a vontade. Ela não deve ter entendido a minha fala mas que ela vai fazer a festa, isso vai... Minha esposa linda é que vai ficar trabalhando igual a uma tontinha recolhendo esses papéis ou eu que vou ficar limpando de cara feia, porque detesto fazer isso.
Eu entendo perfeitamente que os panfleteiros tem que planfetar e que os "grafiqueiros" tem que "graficar", mas eu não entendo o porque de isso não poder ser feito sem atrapalhar a vida dos outros. Porque os patrões dos meninos não os ensinam a fazer as coisas direito, sem mexer com os cachorros das casas e colocar os panfletos dentro das caixinhas do correio. Será que se os meninos fizerem assim o serviço fica mais caro? Será que agir civilizadamente e respeitando o espaço dos outros custa dinheiro?
Hoje estou falando aqui desse caso especifico, mas existe um monte de casos parecidos, como por exemplo os carros de som que passam com trocentos decibéis fazendo os alarmes dos carros disparar e as casas tremerem, como nós cidadãos que paramos em vagas de idosos ou deficientes com nossos carros, como alguns motoqueiros que fazem zigue-zague no trânsito e quebram alguns retrovisores, como os pixadores que adoram um muro limpinho e bem cuidado!
É... Nosso problema é conhecido e sempre repetido por alguns sabios por aí (e olha que ta cheio deles), nosso problema se chama falta de educação!

46 comentários:

  1. Dedé,
    ai...ai...
    coloca educação nisso!... grande desafio!
    Não existe mesmo respeito, imagina, nem entre vizinhos, quanto mais com estranhos.
    Moro num condomínio fechado, então esses papeis são proibidos, mas aparece alguma coisa, mas na caixa de correpondência certinho, mas os barulhos, tem um vizinho da casa bem da frente que tem um casal de gêmeos, dois meninos de 15 anos, que eu apelidei de o "Justin" e o "Biber", pois é... o casal sai e começa os funkssss rrrr em altos brados. Um saco! Ai tem que reclamar, chamar os guardas, etc... e eu tentando escrever. Viu? Se sair algum texto ruim é culpa do Justin Biber! hahaha!
    Abraçãooo!
    Beijinhos no Samuelzinho e um abraço na Bonitona!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É dureza né Cissa... Mas um dia a gente aprende...

      Excluir
  2. Poxa... essa é minha área. Não, não sou panfleteira. Tô falando de educação. Sacomé, né!? Sou professora... ou seria sofressora? Sabe o que vejo, Dezinho? Falta aquela educação que "vem de berço", como dizem por aí. Estão deixando de educar os filhos(e eu falo daquela educação básica, sabe!?). Infelizmente, estão deixando tudo para a escola, que logicamente, não está dando conta do recado pq ninguém dá conta de abraçar o mundo com as pernas. Aí, o resultado? Esse bando de gente mal educada que vemos por aí. Às vezes fico me perguntando até quando ficaremos dizendo "e assim caminha a humanidade"... pq de tanto caminhar por essas bandas tortas, acabarão caindo num buraco. ProntoDesabafei!!!! hahahahahaahah... então, Dezinho, vamos educando bem o Samuquinha(tenho certeza que vc e a Andreia farão a parte de vcs) e o Gustavinho(ele já tem 10 anos, mas marido e eu queremos continuar fazendo o melhor), para que eles sejam a parte da sociedade que pensa em fazer diferente... que pensa em ser diferente... que pensa em agir como pessoas conscientes não só de seus direitos, mas tbem de seus deveres enquanto cidadãos. Pronto, agora acabei mesmo! ahahhaahahah

    bjks pra vc, Andreia, Samuel e Frida! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E pra Chambinha tbemmmmmmm! :) hahahahah

      Excluir
    2. Falou tudo aqui Jó, concordo plenamente com você!
      Ah e que bom que não esqueceu da Chambinha dessa vez, hahahahhahahaha.

      Excluir
  3. Oi André
    Como sempre seus textos hilários, mas ao mesmo tempo cheios de verdades, não é de hoje que há esse lixo sendo jogado nas ruas, em nossas casas, sem falar na poluição visual, e com a eleição chegando, aí que vc vai ver meu amigo o que é de "santinho" voando, vai ser um prato cheio prá Frida (kkkkkkk). Daí eles colocam a culpa na coitada da sacolinha plástica, prá gente gente sair do mercado com um monte de coisa na mão, e esse monte de papel não agride a natureza?
    Bjão.

    http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uai Lú, hahahahahaha, só falando dessas coisas com um pouco de humor mesmo né? Senão a gente tá ferrado, hahahahahhahahahaha.
      Valeu!

      Excluir
  4. Não tenho muito o que dizer, sempre morro de raiva com o monte de panfletos de toda origem que emporcalham meu alpendre, poxa dia desses quase que a chuva entra em asa, pois como vc tb tenho uma cadelinha e um cãozinho que cultos como só eles adoram ler tudo antes de todos e depois trituram os papéis, dai foram parar no ralo de escoamento da área lateral aqui de casa...afff
    Vai Viviane desentupir ralo com todo tipo de "titica" e papel molhado debaixo de uma chuva digna de dilúvio de Noé .¬¬
    E não adianta reclamar nem nos supermercados e outros comércios que divulgam preços através de panfletos, a falta de noção e educação prevalece, infelizmente .
    Bom era na época de vovô, que tinha mercearia, era um mercadão tipo tem tudo até um mine açougue, vendia de verduras e legumes a arroz e pacotes de fumo de rolo, aqueles de fazer cigarro de palha, amava aquilo tudo, passava a tarde lá com vovô e minha tia, e não tinha panfletos, a divulgação era no boca a boca, e num enorme quadro negro que vovô escrevia com giz os preços das promoções do dia, e nunca emporcalhou os ralos de ninguém e nunca deixou os cachorros da cidade menos cultos por não picarem os papéis de propaganda .
    Deus, que saudade do meu vô Zezé, seu blog anda me fazendo lembrar muito dele, do meu avô .Obrigada.
    Beijão Andre, ótima postagem, como sempre, para nossa alegria *.*

    Viviane
    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vívi, obrigado por seus comentários tão gentis, ainda mais vindo de uma pessoa que entende do que escreve e lê eu fico muito feliz!

      Excluir
  5. É a mais pura verdade!!! E começa pelas crianças que não recebem educação nem limites e isso é um saaaaaaaaaaaaaaaaaco!!! Levam pela vida afora essa má educação ,demonstrando sempre que podem...abração,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Chiquinha, os pais não educam, a escola não dá conta e a população é quem sofre!

      Excluir
  6. Mesmo ascendendo na pirâmide social e internacional, ainda somos um país provinciano, tacanha, mal-educado e pobres de espirito. Até quem tem nível superior e tudo o mais joga lixo pra fora do carro em plena via e coisas assim, e nossos país e escolas nos educam de forma errada, não incute esses valores basilares nas crianças, e crescemos assim, é questão de cultura, e uma cultura de um país não se transforma assim do dia pra noite, a nossa tem 500 anos, e acho que se levaria mais 500 pra colocarmos em nossa cabeça que isso tá errado.

    Abração pra ti paizão coruja.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema Chengão é que economicamente estamos em ascensão, mas em distribuição de renda estamos na estaca zero!

      Excluir
  7. Que texto completo Dé! Falou tudo mesmo. Meu professor costuma falar que o que falta para as pessoas é BERÇO. Isso tudo aprendemos em casa, educação é os pais que devem dar. Está falha demais esssa categoria e anda atrapalhando quem a tem. Carros de som é minha revolta maior!
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O berço seria exencial né Camila, mas realmente é o que falta!

      Excluir
  8. Vem pra Jundiaí que você vai ver o que é EDUCAÇÃO meu fio.
    Carros estacionados sobre as calçadas 'inclusive viaturas policiais', lixo jogado em terrenos baldios que dizem ser área verde, pessoas usando arma de chumbinho com mira pára matar passarinho e apurrinhando os ouvidos do meu cachorro, calçadas cheias de cocô de cachorro, churrasco no meio da rua sobre as calçadas e se você quiser passar que passe pela rua, som insuportável não só pelos decibéis, mas também pelo gosto musical e por aí vai.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tiugo, vou aí mesmo mas nem quero ver essas coisas, quero ir lá no vinhedo do seu amigo!

      Excluir
    2. Estamos esperando para comer um bom queijo e degustar bom vinho artesanal à sombra das parreiras na adega do Lorençom.

      Excluir
  9. E educação vem de casa. Escola ensina, família educa. Sendo assim, sabemos que boa parte do pessoal que trabalha com isso provavelmente teve uma educação falha.

    Você tinha que comprar aqueles paus que vem com um espeto na ponta e só vai cravando nos papéis e colocando dentro do saco. Isso seria uma ótima :D Ou tenta com espeto de churrasco mesmo. Assim não precisa ficar se abaixando. hahá.

    Abraçãoo comentei no Californication!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahhahahahahahahaha a Jim, vai te catá sô!

      Excluir
  10. É isto mesmo, André.
    Falta cultura e educação à maioria da população, que não conhece seus limites e
    tampouco sabe respeitar o espaço alheio.

    Os políticos não tem competência nem força para exercerem o seu mister ou se deixam subornar pelo poder econômico das partes interessadas.

    UM ABSURDO!

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Limites? O que ser limites?
      Hahahahhahahahahahaha, Verinha, estamos ferrados...

      Excluir
  11. Concordo, plenamente! Não há lei que ensine, que prepare, que forme caráter e cidadania. E vamos suportando essa ausência de limites.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  12. Oi André..concordo plenamente com vc.
    Poxa..se os meninos estao trabalhando distribuindo panfletos, que o façam com vontade, direitinho...
    E nos faróis então.... aquele monte de propaganda de imobiliárias, eu pego em respeito a pessoa que esta entregando, porqte esta trabalhando..mas nem leio...

    Um beijo..amo ler tuas croncas..semore bem humoradas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veleu Má!
      Obrigado por ser tão gentil!

      Excluir
  13. Essa é uma grande verdade!! E bata falta de educação ai...
    Como é que tá o filhão??
    Um grande abraço!!
    jorge-menteaberta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jorginho!
      O filhão tá lindão e já está parando com as cólicas! Graças a Deus!
      Hahahahahahhahahahahahahhaha.

      Excluir
  14. Ola André,
    se servir de consolo aqui acontece a mesma coisa, e olha que tenho uma caixa de correio do tamanho de um bonde, pois sou assinante de jornais e revistas. Mas parece que eles tem prazer mórbido e jogam pelo muro toneladas do mesmo anúncio as vezes, para a festa dos meus cachorros que picam tudo e para o meu desespero que tenho de varrer tudo pois a casa é enorme e não temos empregada(o).

    Em época de eleição tudo vira uma enorme porcaria, e esses maleditos papeis vão parar nos bueiros e em tudo quanto é canto, inundando tudo.

    Abraços Flávio.
    --> Blog Telinha Crítica <--

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahhahahahhahaha Flavão, pode ter a caixa de correio do tamanho de uma kombi que os caras jogam por cima do muro!

      Excluir
  15. Dedé,
    meu e-mail do Terra tá uma "m", vou te passar um e-mail, mas com meu endereço do hotmail, tá bom? Aí já sabe que sou eu se receber.
    Abração

    ResponderExcluir
  16. OI André, tudo bem? E a prole???

    Eu escrevi há uns tempos no meu antigo(e morto) blog sobre os panfleteiros. Há muito eu deixei de pegar esses papéis na rua pois ficou inviável. Se eu for pegar todo panfleto que me dão na rua eu teria que andar com uma mala para guardá-los e depois, queimá-los sem ler...

    Ótimo artigo.

    abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Edu! Sem contar que acho que nem 10% das pessoas lêem esses panfletos!

      Excluir
  17. André, lamentavelmente, antes de nos aprofundarmos mais na democracia desse país, que ainda está engatinhando, essa é verdade, temos que nos entregar com mais profundidade a educação. Somos um povo ainda mal-educado. Mas não me refiro a educação do conhecimento não, falo da educação dos bons modos, da conservação dos grandes valores e da decência. Sem isso, fica difícil até de imaginar uma democracia plena nesse país, democracia plena, essa, que, por sinal, ainda não atingimos. Um grande abraço meu caro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelismente PCzão o pessoas confunde leberdade com libertinagem!

      Excluir
  18. Excelente post amigo. Mas sabe eu tenho uma teoria sobre a má educação que muita gente não gosta de ouvir. Eu penso que a má educação dos jovens se deve a minha geração.
    Explico. A minha geração foi muito reprimida, (havia ditadura no País), passou muita fome, sonhou muito com um mundo melhor. Daí que quando chegou a hora de ser pais, aproximadamente na altura da revolução, nós decidimos que os nossos filhos não passariam pelo mesmos que nós, nem que para isso trabalhassemos dia e noite. Começámos a pensar a nossa e deles felicidade baseados no ter e não no ser. Então eles passaram a crescer sozinhos, muitos deles quando acordavam os pais tinham ido para o trabalho, quando iam para a cama os pais, ou pelo menos um deles ainda não tinha chegado do trabalho. Deixámos o problema de educação dos filhos apenas entregue à escola e não é esse o papel dos professores. O papel deles é dar conhecimento. Por outro lado como estávamos fartos de repressão caímos no extremo oposto onde tudo era permitido. Confundimos regras com ditadura. O resultado está à vista de todos.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maravilha de comentário Elvira! Isso é tudo verdade mesmo, as vezes a familia é abandonada e deixa-se tudo à deriva.

      Excluir
  19. andré, meu amigo,
    o nível de progresso e desenvolvimento de uma sociedade tem de ser alvitrado pelo barómetro dos comportamentos cívicos e da educação. infelizmente, há tanto que não se consegue controlar dos cidadãos... o que dizes acerca dos representantes legais do povo é uma vergonha e faz-me desacreditar ainda mais na classe política...
    oh, péricles, quantas voltas na tumba não hás de dar todos os dias?...

    um abraço, meu bom amigo, desejando que esteja tudo bem com o pequeno samuel e demais família!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo verdade meu amigo poeta! Obrigado pelo comentário e pela interação além mar!

      Excluir
  20. Realmente, é o que mais falta para a maioria das pessoas: educação. Tem gente que, mesmo estando do lado de uma lata de lixo, tem o desplante de atirar lixo no chão, dizendo que assim preservará o emprego dos lixeiros ... Isso é uma falta de respeito! E outros, como esses meninos que você falou, que escutam seu pedido e fingem não ouvi-lo na maior cara de pau... É bom lembrar que os valores de respeito e civilidade vem de casa, da família...

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rose! Que bom te ver aqui!
      Falta educação e vergonha, né minha amiga!

      Excluir
  21. Voltei só para esclarecer uma pergunta deixada lá no Sexta. Aquela história é uma homenagem a meu pai falecido há 3 anos. Aquele Manuel foi o meu pai Manuel Ferreira, alcunhado de Manuel da Lenha por causa do seu trabalho como já expliquei noutro capítulo. A história começa em 2017, um pouco antes de ele nascer e irá terminar em 2009 ano da sua morte. A par com a sua história todos os acontecimentos principais acontecidos na época em Portugal e não só, o que me tem obrigado a intensas pesquisas mas tudo aquilo é verdade.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  22. André \o/

    E ai tudo bem com vc? Com o Samuquinha e sua esposa? E a Frida? kkk olha só pergunto detodo mundo XD.

    Pô!Esse tipo de propaganda me revolta muito! Esses tempos até apareceu aqui em casa 9moro em apartamento) propaganda de igreja cujo envelope tinha meu nome completo!!! Perai! Como descobriram isso??? Só pode ser coisa do síndico ou da portaria que tem acesso á informações pessoais!


    Sobre os cosplays...de fato eles poderiam deixar meio desgastadas mesmo mas levando em conta o trabalhão que deve ter tido pra fazer entrariam em pânico se sujassem a roupa! Acho que realismo tem limite hohohoh. Bom eu até que gostei da animação de Death Note, achei bem bolada. Talvez você tenha achado estranho o lance de movimento dos personagens pois está mais acostumado á ver séries com gente de carne e osso rs. Death Note teve uma série desse tipo mas na minha opinião ficou péssimo. Atores japoneses são muito ruins e deixaram a Misa de cabelo preto 0.o E como foi de Páscoa? Muito chocolate? bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Descobriram suas informações pessoais e levaram pra igreja, hahahahahahahahhahahaha, tá ferrada agora irmã Tsu! Você vai virar crente. Tomara que seja de uma igreja boa. Mas igrejas boas não usam essa tática!

      Excluir
  23. Pois é Andre, aqui na minha cidade a coisa chata são panfletos entregues na rua, vc está andando na calçada, a maioria das vezes com pressa e eles está lá o pessoal que entrega panfleto, bem no meio da calçada e quase te obriga a pegar os panfletos na mão deles, eu acho isso um saco, pois a maioria das vezes eles forçam mesmo, estendem o braço e cooca na sua mão, tipo: Pega aqui logo!
    Vou falar viu, chego em casa com minha bolsa cheia de panfleto, pois não vou jogar na rua e emporcalhar tudo.
    Os unicos que entregam panfletos aqui na minha cidade de casa em casa, são os mercados, mas são super educados, vc nem percebe que eles passaram, não mechem com os cachorros e nem nada e colocam na caixinha do correio, somente um e não dois ou varios e sempre na caixinha dos correios, talvez tenha algum lugar que vc possa reclamar, talvez a empresa que está fazendo a propaganda nos panfletos, chega lá e solta o verbo, quem sabe ela não entenda que dessa maneira não está ganhando os clientes e sim deixando eles chateados.
    Amei o texto!! Vou ler o de cima!!

    ResponderExcluir
  24. Falta de educação mesmo!Não custa nada ter um pouco de respeito com as pessoas, mas o pessoal não tá nem aí!

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!