segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Pequenas soluções para grandes crises



Valfredo estava cansado. Apesar de amar ser um cavaleiro, amar lutar pra salvar donzelas e princesas em perigo, amar matar um dragão por dia e combater os cavaleiros negros do exército inimigo... Ele estava cansado.
Na última semana quando saiu em missão Valfredo foi triste. Ele sabia que tinha que salvar o reino que estava sofrendo por causa da bruxa da floresta. Quantas vezes e quantos reinos ele já salvou e quantas vezes ele já guerreou contra as forças malignas da bruxa? Incontáveis vezes.
Enquanto Valfredo vestia sua armadura reluzente, colocava seu elmo, afiava sua espada, encilhava seu cavalo Rufus, dava um beijo de despedida em sua esposa ele era observado pela bruxa da floresta que via tudo em sua bola de cristal.
No caminho até a floresta Valfredo foi atacado por um dragão e quase morreu. Conseguiu fugir e matar o dragão no último instante! Mais adiante Valfredo teve uma luta com o cavaleiro cinza que nem era tão malvado e capaz quanto o cavaleiro negro mas mesmo assim ele teve uma dificuldade monstruosa para vencer a batalha e prosseguir adiante.
A bruxa da floresta via tudo de sua bola de cristal e estava abismada em como um dos maiores cavaleiros do reino estava tão desanimado e cabisbaixo.
Mais adiante Valfredo foi atacado por um bando de duendes malignos que moram nos cogumelos vermelhos da floresta. O que normalmente seria uma simples briguinha, naquele dia foi uma batalha enorme em que Valfredo teve enormes dificuldades pra vencer.
Até que finalmente ao entardecer Valfredo chegou ao esconderijo da bruxa que lhe esperava sentada numa cadeira de palha tomando um delicioso chá de camomila debaixo de um ipê roxo todo florido.
- Olá Valfredo - falou a bruxa delicadamente - sente-se aqui do meu lado e tome uma xícara de chá pra gente conversar.
- Você acha que eu sou bobo? - Retrucou Valfredo. - Esse chá pode estar envenenado.
- Valfredo meu filho - falou a bruxa colocando chá na xícara e dando na mão de Valfredo - envenenado está o seu coração! Eu resolvi nem lutar com você dessa vez! Desde a hora que você saiu de casa eu estava te olhando pela bola de cristal e vi que você está um bagaço. Você está derrotando a si mesmo. Antes de você lutar com o dragão você passou por um pomar de maçãs perfumadas e nem notou. Quando você enfrentou o cavaleiro cinza você achou que ele era tão terrível que quase foi vencido por um amador! E quando os duendes te atacaram... Um minuto antes você passou com seu cavalo por um riacho cristalino e nem tomou um pouco d'agua, nem se refrescou, nem aproveitou... Meu filho, nós já travamos enormes batalhas mas dessa vez até eu que sou maligna estou com dó de você.
Valfredo então se sentou na outra cadeira e tomou um pouco de chá, olhando para a bruxa ele reclamou: - Sabe bruxa, eu ando triste porque não consigo encontrar a verdadeira felicidade...
- Valfredo seu bobinho - falou a bruxa dando uma gargalhada - a verdadeira felicidade plena e total aqui na nossa terra não existe. Sempre algum probleminha vai acontecer e te importunar o dia. O segredo é você aproveitar os momentos felizes e se esforçar para que eles aconteçam cada vez mais. Um simples chazinho como esse aí, tomado debaixo desse ipê florido e perfumado já é um momento de felicidade. Cada vitória que você tem na vida por mais boba que seja já é um momento de felicidade. Olha nós não vamos lutar hoje porque se eu ganhar de um morto-vivo do jeito que você está isso não vai melhorar em nada o meu dia. Então eu vou fazer um feitiço aqui e quando eu contar até três você vai estar confortavelmente dormindo em sua cama com sua esposa linda e amanhã se você estiver melhor e segundo meus conselhos, você pode vir pra luta que eu acabo com você... Ou não né? Hahahahahahahaha, porque você em bom estado é o melhor cavaleiro do mundo!
Então a bruxa se levantou, falou umas palavras mágicas e contou até três. Valfredo acordou em sua cama. Feliz e refeito para mais um dia. O mais importante é que os conselhos da bruxa lhe serviram muito e Valfredo no dia seguinte começou a melhorar e dar valor as pequenas vitórias e felicidades momentâneas... Valfredo voltou a viver e a sorrir, com ânimo e alegria rejuvenescidos!

21 comentários:

  1. Lindo e todos devemos faZEr como ele e valorizaR PEQUENOS MOMENTOS FELIZES SEMPRE.aBRAÇOS PRAIANOS,CHICA

    ResponderExcluir
  2. é nesses momentos que a vida vale a pena. Quando fiquei um tempo fora do país morando com meu irmão senti saudade de muitas coisas que eu não dava valor, como dar uma volta com meu cachorro.

    E teu conto aborda muito bem isso, sobre o intenso valor das pequenas coisas.

    Abração.
    ----
    Site Oficial: JimCarbonera.com
    Rascunhos: PalavraVadia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. André,

    Sem chover no molhado, mas é um post divino.

    "Você está derrotando a si mesmo" é talvez a melhor metáfora para definir as nossas responsabilidades e, talvez, sem nem um monólogo de terapeuta, mas as nossas culpas. Aliás, pra seguir em frente, devo dizer que deito para dormir e fico mais acordada, pois não quero salvar o reino, mas nào quero deixar a bruxa me acorrentar.

    Beijos também para o Valfredo.

    Lu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brigadão Lú, você é muito gentil!

      Excluir
  4. A bruxa da branca de neve ao chegar à casinha dos sete anões para entregar a maçã enfeitiçada disse assim:- olhando para os lados com os olhos arregalados e a voz rouca e cambiante.
    Você esta sozinha meu bem?
    Os homenzinhos não estão?
    He he he eu nunca mais esqueci mesmo porque assisti muitas vezes e de vez em quando, meu 'menino interior' pede eu assisto novamente.
    Ainda bem que a bruxa antagonista ao Valfredo é complacente e até lhe incita a viver os bons momentos, ela é uma verdadeira conselheira e mesmo que nos sonhos orienta a o batalhador cavaleiro.
    Assim todos tivessem uma bruxa que nos mostrasse a maneira mais feliz de viver bem entre as pelejas do dia a dia salvando primeiro nosso próprio reino.
    Gostei do texto.
    Abraço em você na Andréa e no Samuquinha.

    ResponderExcluir
  5. Dedé, tudo bem?

    Meu amigo, aqui no RS tem uma expressão: "cavalo de padeiro", para o tipo de pessoa que só olha para a frente, não observa o que tem a sua volta. Acho que o Valfredo é um "cavalo de padeiro" rsrs
    Foi o que mais me chamou atenção de teu conto.
    E as aventuras de Valfredo, um personagem bem interessante este!
    Parabéns!

    Abração para vocês!

    ResponderExcluir
  6. Olha o Valfredo aí de novo!
    O nosso herói deixou a rotina tomar conta e parou de prestar atenção ao que realmente importa! Que feio!
    Ainda bem que a sábia bruxa o fez acordar para um novo dia! :)
    Beijos
    http://giselecarmona.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Olá, amigo André!
    Nosso herói Valfredo voltou para nos brindar com mais uma odisseia espetacular.
    Mesmo hiperbólico, o conto mostra-nos que todos os obstáculos podem ser superados com coragem e motivação.
    Você tem deveras uma imaginação muito fértil.

    Parabéns pelo dom prosaico!

    Abraços do amigo de sempre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Bentão! Você é o cara!

      Excluir
  8. Como é simples o segredo da felicidade! Até os "malvados" o conhecem. Cada amanhecer traz novas oportunidades e, se formos atentos, veremos muitas coisas encantadas pelo caminho.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Nossa André, como precisamos de um conselho de bruxa as vezes viu! Tudo vai ficando maior, mais dificil e esquecemos que são as pequenas coisas que nos fazem feliz!

    Adorei a continuação da história e espero que esse personagem volte mais vezes!


    ps: Dé, leio os velhinhos do mundo tb, são realmente ótimos, tem um borogodó que os novos não conseguiram ainda kkkkkkkkkkkkk
    Valeu pelas dicas! Bjão!

    ResponderExcluir
  10. Olá André,

    Belo conto, contendo uma mensagem bem motivadora!
    As lutas diárias são bem desgastantes e se não procurarmos intercalá-las com momentos de lazer e repouso espiritual ficaremos como o Valfredo, vendo dificuldades enormes onde elas realmente não existem.
    A felicidade aqui neste mundo é feita de momentos, os quais devemos desfrutar sem pressa e com intensidade. Podemos encontrá-la nas pequeninas coisas, nas belezas que a própria vida nos proporciona. Basta que tenhamos capacidade para enxergá-las. Creio que a felicidade também vem de dentro para fora, é um estado de espírito.

    Grande abraço.

    PS: Você perguntou qual é a minha religião. Sou católica de berço, mas a vida se encarregou de levar-me ao espiritismo, que não é uma religião, mas uma doutrina. Me encontrei nela, devido à coerência da doutrina. Ultimamente, não me faço presente de corpo em nenhuma delas e dedico-me mais às leituras de cunho espiritual.
    Satisfeito? (rsrsrsrsrs).

    ResponderExcluir
  11. Excelente André!

    É o tipo de texto que eu indicaria para meus filhos (se eu os tivesse)... Já andei tão abatido quanto o Valfredo no conto e de fato são as coisas simples as capazes de nos mostrar onde que reside a verdadeira felicidade, que na verdade, como você disse, não existe em sua plenitude, o que existe não os momentos felizes e estes podem compensar uma vida inteira!

    Forte abraço meu amigo!

    ResponderExcluir
  12. Boa tarde meu amigo querido!
    Sempre me gratifica tuas visitas no meu cantinho...fazes parte do meu
    círculo de comentadores...
    Seus contos me faz refletir no ser humano que se transforma muitas vezes numa retrospectiva que se eleva muitas vezes em mensagem reflexiva...
    Arrazou querido,como sempre...
    Passa no blog do meu amigo Daniel que tem um poema lindo dedicado prá mim...e eu toda felizzzzzzzzzzzz
    bjs meu querido!

    http://danielmilagredanieldaniel.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Excelente genial André. Antes de mais nada, minhas passagens pelos blogs dos amigos continua, viu. A única coisa é que em razões profissionais, ela será mais pontuada. Mas nunca esquecida. Meu querido André, você me permite um comparativo de seu excelente texto? Caso não concorde, pode exclui-lo. Detalhe importante, não ficarei chateado por isso. A comparação que quero fazer é a seguinte: Aqui o nosso herói Valfredo pode representar qualquer um de nós nos nossos conflitos emocionais e existenciais. A bruxa nesse caso, é a nossa consciência, nosso, eu. Por muitas vezes na vida somos como o Valfredo nesse texto e em tantas outras situações a bruxa que aqui se apresenta pode ser a nossa consciência, que grita dentro de nós, nos chamando a razão. Constantemente estamos travando grandes lutas com nosso, eu, ou seja, a bruxa na comparação. A mesma bruxa, ou seja, consciência, nosso, eu, que nos faz levantar, também pode nos derrotar. Um grande abraço genial André.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado PC! Pode ser que você enxergou algo a mais! Valeu amigão!

      Excluir
  14. Muitas vezes "inimigos" nos surpreendem, dando um apoio moral que muitos "amigos" foram incapazes de dar. A vida é cheia de surpresas! E quanto à felicidade, ela está sim nas mais simplórias coisas e acontecimentos de nossa existência. Ela não está no dinheiro, no luxo, mas no amor... E esse amor, não é o descartável, é o amor sincero, puro, raridade atualmente.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  15. Olá Dedé, sábado passado sofri um pequeno acidente na minha bike e quebrei meu braço esquerdo, por isso estou impossibilitado de digitar com as duas mãos, mas pra semana eu acho que retiro o gesso e volto a comentar com calma.

    Abração pra ti.

    P.S. Valeu pela ligação, adorei conversar contigo.

    ResponderExcluir
  16. ADOREI! Poxa, que texto ótimo. hahahaha
    É minha primeira visita aqui no seu cantinho, e não me arrependi por isso (; Muito bom seu Blog (;
    Estou seguindo sem medo xD
    Visita e segue o meu cantinho também se gostar? :D
    Te aguardo lá hehe Abração .


    Ewerton Lenildo – Academia de Leitura
    papeldeumlivro.blogspot.com
    @Papeldeumlivro

    ResponderExcluir
  17. Adorei o texto, Andre!!
    Não existe felicidade 24 horas por dia, né verdade [?]
    Mas as q temos valem muito!

    PS: O tumblr é uma espécie de "Micro" Blog! *-*
    Beijaum e Ótimo final de Semana!

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!