segunda-feira, 30 de maio de 2011

Os sonhos e as indecisões

Eu estava fuçando na internet em sites procurando algo sobre desenhistas dos anos 40 e 50 da Disney e derrepente encontrei um site que falava de um concorrente da Disney, o site falava do Walter Lantz você deve se lembrar desse nome, acho que todo mundo ao menos uma vez já viu um desenho produzido pelo estúdio dele, e certamente você que é sabidão sabe que ele é o criador do Pica-pau, então eu comecei a ler a estória dele e achei muito interessante, o Walter estava mais quebrado que arroz de terceira, devendo na praça e com o nome mais sujo que pau de galinheiro, os estudios Walter Lantz estavam investindo "erradamente" no personagem Andy Panda (lembra-se dele), um pandinha chato pra cacete que tinha umas estórinhas terríveis e consequentemente a coisa foi ficando feia pro Walter, mas ele era teimosão e acreditava que o negócio dele um dia iria dar certo. Então ele conseguiu com alguns malucos mais um empréstimo e fez mais um filminho do Andy Panda, só que dessa vez a familia do Andy Panda estava em apuros com um pica-pau maluco dono de uma risada esquizofrênica que apareceu destruindo a casa deles, foi um sucesso, todo mundo gostou do maluco do pica-pau e o sr Walter conseguiu pagar algumas contas e seu estúdio teve um fôlego pra poder produzir um desenho tendo como personagem central o próprio Pica-pau! O estranho é que algumas pessoas foram contra pois falavam que o bicho era maluco, malvado e mal exemplo para as crianças, mas mesmo assim o personagem ganhou o mundo e o sr Walter enriqueceu e se tornou junto com a Warner e a Hanna-Barbera os estúdios que dominaram a tv nos próximos anos! Na minha opinião até mais que a Disney que se especializou mais em filmes e não em desenhos da tv.
Então você deve estar me perguntando: - E daí? O que essa estória tem em especial?
Ela tem muita coisa em especial, ela mostra que a gente tem que acreditar no que a gente faz, um dia de tanto teimar com a vida as coisas vão acontecer! A gente desiste dos sonhos muito facilmente e isso não é legal! A gente se deixa levar pelas idéias de pessoas negativas e isso não é legal! A gente não tem amor próprio e prefere dar atenção e valor a opiniões de gente besta que quer o nosso mal, e isso não é legal!
A criadora do Harry Porter também teve que brigar para publicar seu livro porque ninguém queria publicar! O Lula teve que teimar com o mundo pra poder ser presidente mas ele não desistiu (e olha que ele era um semi-analfabeto), apesar de nunca ter votado nele eu o admiro!
E o sr Walter Lantz teve seus dias péssimos mas ele acreditou no seu sonho. Então amigos esses caras são exemplos pra gente que por nada ou quase nada abandonamos tudo e começamos outro projeto fadado ao fracasso pois o problema não são os projetos e sim a nossa indecisão!
É... Isso serve pra mim também!

25 comentários:

  1. Adorei saber sobre isso,adoro o Pica-pau! O Panda chatinho não lembro...
    E a reflexão foi perfeita.Temos que lutar, não entregar os pontos...Ir em frente e à luta, SEMPRE!!!
    Muito bom! abração,chica

    ResponderExcluir
  2. Adorei saber sobre isso,adoro o Pica-pau! O Panda chatinho não lembro...
    E a reflexão foi perfeita.Temos que lutar, não entregar os pontos...Ir em frente e à luta, SEMPRE!!!
    Muito bom! abração,chica

    ResponderExcluir
  3. Olá Andre
    É isso mesmo, não podemos desistir de nossos sonhos, mas também temos que ir à luta para realizá-los, pois nada cai do céu.
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  4. As melhores coisas que conseguimos na vida são as que lutamos para conquistar, nada que vem facilmente é valorizado verdadeiramente.

    Bjo ;)

    ResponderExcluir
  5. André, Por muitas vezes achamos que somos incapazes de conseguir que queremos,mas se não acreditarmos em nós mesmos e lutarmos pelo que queremos nunca teremos.
    Abraços e ótima semana meu amigo.

    ResponderExcluir
  6. DEOIS DE LER ESSE TEXTO,VOU VOLTAR AO MEU PROJETO DO LIVRO INFANTO-JUVENIL. ESSA HISTÓRIA DO LANTZ É UM EXEMPLO A SEGUIR ATÉ O RESTO DA VIDA.

    http://ozeladorfiel.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. muito interessante. Informação nunca é demais.

    ResponderExcluir
  8. adorei o post. Sucesso!!!
    http://makeuptokill.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Agradeço a Deus todos os dias,por ter me dado o dom nato da Teimosia...E vamo que vamo \o/
    bjss:)

    ResponderExcluir
  10. Texto rico em informações.Assim a gente vai aprendendo mais e mais sobre tds os assuntos.Grandes personagens de varios seguimentos tiveram que lutar muito até que acreditassem neles.E taí algo que devemos fazer sempre,acreditar em nós mesmos.Quanto ao teu talento,e no desenho,é inegável né Andre?Sabes o que penso,investe mais neles que vc há de chegar lá.
    Obrigada pelas tuas palavras no blog.Vou ler o autor indicado por vc.Ando meio preguiçosa,mas confesso que fiquei curiosa com a dica.
    Obrigada pelo apoio,boa semana,bjka

    ResponderExcluir
  11. Oi Dedé,
    "água mole em pedra dura, tanto bate até que fura" !!!! rsrsrs
    Mas esse cara era muito bom, não? Época de ouro!
    Abração amigo.

    Humoremconto
    http://anaceciliaromeu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Muito legal a postagem André, assisti todos esses desenhos ai. O importante é não parar de lutar, não desistir, isso serve não somente para ti, mas para todos nós.

    abrço

    ResponderExcluir
  13. Persistir sempre!
    Parabéns pelo blog
    seguindooo.

    ResponderExcluir
  14. Não curto muito esse desenho, mas fico feliz por esse post, é uma injeção de animo e incentivo para todos nós. Até eu vou continuar com o meu blog, que ninguém gosta e comenta, kkk. É uma história de superação e volta por cima. Muito legal André.

    Fiz uma menção do teu blog no meu novo post, confere lá, ok?

    Abração.

    ResponderExcluir
  15. Ah! Eu gostava do Andy Panda...

    Bricadeiras a parte, serve pra muitos! Esse sentimento derrotista, que desiste ante de tentar, deve ser desfeito; as pessoas devem acreditar em si e levar seus projetos à frente. Insistir sempre!!!

    ResponderExcluir
  16. Oi André! Você acabou de me causar flash-backs ao se lembrar do Andy Panda! Eu também odiava aquele ursinho chato! Me pergunto como o estúdio queria apostar nele...se não fosse o Pica-Pau de Walter, a situação seria a falência.
    as eu não curtia esse primeiro Pica-Pau..ele era muito feio. Gostava muito mais do que Pica-Pau bonitinho, aquele que nos marcou mesmo, dos capítulos da s Cataratas do Niagara, do cavlao Pé de Pano, da Dona Mimi, do cachorro "Em todos esses anos nessa indústria vital" e etc. Fizeram um novo Pica-Pau recentemente que também não gostei.
    Mas, muito bom seu texto...realmente nós desistimos muito facilmente das coisas, eu mesma sou um exemplo...e devemos sempre nos espelhar nessas pessoas que não desistem de suas capacidades!

    http://www.empadinhafrita.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Perfeita a sua colocação!
    Nós temos esta mania de achar que com pouco esforço conseguiremos ser extraordinários!
    Não é, nem nunca vai ser assim... precisamos lutar e correr atrás!

    Mais um excelente post seu!

    ;D

    ResponderExcluir
  18. Oi André...

    Não, não sou funcionário, nem contratado da Mangueira não...rssssss... Sou um apaixonada por aquela escola, aquele lugar... Como diz o samba de 2005 (aliás, daquele desfile, só o que prestou foi mesmo o samba): "Mangueira, tu és o ar que eu respiro, o fogo que aquece o meu coração..."


    E já que vim aqui, não poderia deixar de ler seu interessantíssimo post, que de cara me chamou atenção por lembrar do Walter Lantz, o criador do Pica-Pau. Interessante a história dele e de outros que você narra, pra no final, chegar á conclusão que pra mim é um estilo de vida: nunca deixar de acreditar num sonho e principalmente, em si próprio... Frase batido, porém eficaz: "Você é do tamanho do seu sonho!". E isso é verdade!

    http://estacaoprimeiradosamba.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  19. Depois sou eu que só falo de superação...adoro !
    assistia o pica pau nas manhas quando era criança, o engraçado é que não via graça no desenho, assistia normalmente, mas depois de adulto, um dia parei pra ver um que passava na record agora(não mais no sbt)e rachei o bico das armaçoes do bicho.

    não é estranho isso ?

    abraço André...
    obs:puxei a orelha do pessoal !

    ResponderExcluir
  20. Só comecei a rir com as doideiras do pica-pau depois dos 25 anos.

    ResponderExcluir
  21. Eu sou muito 'tinhosa', não desisto das coisas quando quero...

    Nem que seja por pura teimosia...

    Eu gosto de todos os desenhos do Pica-pau, exceto do malucão que tem dentes...

    ResponderExcluir
  22. Agente Carequinha,

    Que belo exemplo de persistência!

    Adorável (+ adorável por tratar daquele carinha insistente q ñ sai da minha telinha... kkkkk - O Rick é xonadinho pelo "crista vermelha".

    ResponderExcluir
  23. Temos que crer sempre, persistência é a chave. Nunca desisto dos meus sonhos. Apesar de não ir com a cara do Pica Pau, não posso negar que ele é um sucesso! Ótimo texto, vivendo e aprendendo.
    Passa lá! Abraços

    ResponderExcluir
  24. esse post animou meu dia!! não podemos mesmo desistir de nossos sonhos, nada vêm fácil, a não ser que a pessoa tenha a sorte de ter nascido num berço de ouro...
    Mas sempre precisamos lutar, pois quando vemos essas pessoas que atingiram seus objetivos, elas não ficaram paradas de papo para o ar.Esse Walter Lantz e a autora do Harry Potter são bons exemplos disso!

    ResponderExcluir
  25. Amigo, uma vez comentei numa palestra de uma paleontóloga que o pica-pau era um exemplo da violência que fica oculta nas entrelinhas, e de fato o é! Foi por isso que fez tanto sucesso, afinal, desde a época de Nero o povo adora Pão e Circo, adornados por violência, está na essência do ser humano, afinal, se não fosse a violência, não aquela contra seus iguais, mas aquela que se necessitava usar para prevalecer contra os inimigos é algo que podemos até considerar genético.

    Mas não estamos aqui para falar de violência, não é mesmo, o tema é superação e persistência, o que de fato o amigo trouxe dois exemplos insuperáveis!

    A querida inglesa J. K. Rowling, que coincidentemente tive o prazer de ler sua biografia dias atrás, de fato amargou poucas e boas para conseguir colocar o bruxo Harry dentro da mídia, de onde ele jamais sairá. O que mais me apaixonei em sua biografia é que ela utilizou-se da fama, prestígio e dollars para financiar instituições que amparam necesitados pelo mundo, isso não tem preço! Quem bom que ela venceu!

    Abraços meu amigo!

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!