sábado, 28 de maio de 2011

Velhos trilhos

Esses dias eu me senti como um velho trem, andando por velhos trilhos sózinho, indo e vindo sem causar alarde e nem entusiasmo a ninguem. Me senti como se não fizesse falta as pessoas, como se eu estivesse ultrapassado, com idéias e ideais ultrapassados, com sentimentos ultrapassados, com crenças ultrapassadas!
Esses dias me senti assim... Parei e fiquei olhando o mundo à minha volta e não me encherguei nele... Ví que as pessoas tem gostos novos, tem anseios novos! Ninguem mais pensa em ser feliz com sua familia, ninguem mais pensa em dar valor as qualidades das pessoas, ninguem mais dá valor no que realmente importa... O ser humano!
Eu estava conversando com uns amigos sobre livros e nenhum deles leu um livro nos últimos cinco anos ou mais!
Nenhum deles sabe o nome de nenhum autor, nenhum deles achou o assunto importante e ainda falaram que eu sou louco porque leio um livro a cada 20 dias ou um mês no máximo... Puxa vida! E o pior é que eu virei bobo pra eles que tiraram sarro de mim porque eu gosto de ler e acho isso importante, me falaram que eu não devia ter nada importante pra fazer... Oras bolas! Será que eu estou andando com minha maria fumaça nos trilhos dos trem bala? Será que eu estou andando contra a multidão? Como pode uma coisa dessas...
Justamente no dia que isso aconteceu eu ví uma foto num site que tinha uns trilhos antigos e então pensei... Puxa, será que esse aí deve ser o meu caminho?
A foto é essa que está aqui no post, a fotógrafa é a Eleonora, eu achei a foto muito bem feita e significativa, mas na verdade o que ela no começo significou pra mim foi tristeza, mas depois eu refleti melhor e cheguei a conclisão que não é nada disso!
Eu dou o valor que as pessoas merecem, não importa pra mim se elas são ricas ou pobres! Eu dou valor as pessoas de mais idade que eu, afinal elas lutaram pra chegar até aqui! Eu dou valor pros meus rocks e blues velhos, afinal eles é que deram o início a tudo que se ouve hoje! Eu dou valor a um bom livro, afinal é lendo que se ganha cultura, sabedoria, inteligência, vocabulário e preparo pra vida! Então assim eu dou valor e consigo encontrar beleza na foto dos velhos trilhos, porque eles foram muito usados e trabalharam demais pra gente poder chegar até aqui!
Então deve ser por isso que a maria fumaça esta invariavelmente andando mais depressa que muitos trens balas perdidos por aí! Porque a maria fumaça sabe onde chegar, enquanto os trens-bala ficam batendo cabeça por aí... Também né? Eles não sabem nem ler...

21 comentários:

  1. Anônimo28.5.11

    Tentei comentar, mas não consegui.
    Milax

    ResponderExcluir
  2. Anônimo28.5.11

    Não sou ANÔNIMA,SOU A CHICA, mas tive que me fantasiar de pois esse o único jeito de comentar...


    Que linda e legal conversa essa aqui...Tens razão...Vemos tantos que é virados pelo avesso nada cai...São vazios!

    Uma pena...
    É preferível continuar maria fumaça...Com certeza...os trens balas farrão logo logo, puf, puf ,puf e stop.srsr abração,chica

    ResponderExcluir
  3. Sabe que meu post de hoje é nessa linha aí. Essa coisa de inversão de valores, mudança de (bons) hábitos... PoStei lá pensando é a cara do André. Vi que não estava enganada! E vc continua certo!

    ResponderExcluir
  4. Olá, André!!!
    Obrigada pelo comentário no CQ&Sherlock...
    Também sinto-me assim... Não, propriamente ultrapassada, mas como se eu não me encaixasse nesse novo tempo - cheio de coisas instântaneas e etc...

    Uma dúvida:... no teu comentário... 'Então minha amiga... Bota uma música alegre dessas PORCARIAS que vc gosta aí..' Como assim???:D

    T.S. Frank
    www.cafequenteesherlock.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. André!

    Meu Querido e Amado Amigo!

    Tanto tempo sem vir aqui... quantas saudades de ti!

    Chego em um dia tão lindo... Vc falando de si mesmo! Vc possui um coração muito belo, eu sempre te disse isso. Tua alma possui riqueza e sua vida é nobre!

    Também me sinto andando sobre velhos trilhos... e não é fácil! Mas, somos os raros. Somos aqueles que manterão a paz e a ordem nos corações alheios. Porque os velhos trilhos são o correto caminho. Somos poucos, e nossa luta é solitária. Mas, somos fortes e por isso experimentamos a felicidade em cada detalhe da vida, em cada livro, em cada pessoa que encontramos.

    Saiba Meu Querido... estou contigo nessa caminhada por esses velhos trilhos! Sempre estarei!

    Beijos e dias de muita paz!

    Adoro-te!

    Beijos

    Sil

    ResponderExcluir
  6. Dedé, meu amigo!
    maravilhosa reflexão, me senti junto contigo nesse trem velho !!! rsrsrssr e nesse trilho também rsrsrs apesar que acho que sou mais velha rsrsrs
    Mas concordo totalmente, muitos valores são tidos como ultrapassados, fazer o quê? Se somos caretas? Tô nem aí!!!!
    Beijos.

    Humoremconto
    http://anaceciliaromeu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Este seu texto é simplesmente MARAVILHOSO!!!!!!Estamos na Maria Fumaça, calmamente levando alegria ou emoção na nossa escrita, nosso caminho é longo...Mas sabemos onde queremos chegar! Parabéns, abraços

    ResponderExcluir
  8. É isso aí André, independente da forma que o mundo e as pessoas ao redor dele tem se modificado constantemente, o que importa é o que cada um de nós pensamos, gostamos e acreditammos, sem se deixar inifluenciar apenas por serem fatos novos. Não é questão de ser velho, mas de ter um gosto próprio, com personalidade. Eu por exemplo, tenho 21 anos, mas sou fã de muitas coisas que nem eram nascidas quando ocorreram, enfim, é isso.


    Abraço e tenha um ótimo Domingo!

    ResponderExcluir
  9. é André
    Fique sabendo q eu dou mais valor as coisas antigas do q as novas
    E acho o caminho da Maria Fumaça muito mais interessante do q qualquer trem bala por aí
    Abç e ótimo domingo pra vc ;D

    ResponderExcluir
  10. Andre, acho que precisamos apenas de rir muito e muitas vezes; ganhar o respeito de pessoas inteligentes; gozar do carinho dos outros; ganhar o reconhecimento de pessoas qualificadas e saber suportar a traição de falsos amigos; apreciar a beleza; procurar o melhor nos demais; deixar o mundo um pouco melhor de como o encontraste - com um filho são, um jardim bonito ou uma pessoa mais feliz; saber que ao menos alguém viveu melhor graças a ti.
    Abraços meu querido amigo e tenha um ótimo Domingo!

    ResponderExcluir
  11. Vez por outra eu compro umas passagens nessa velha Maria Fumaça tua André e me sinto como se fosse um ET, até pq nos sentimos estranhos com as pessoas que não compartilham as mesmas coisas e os mesmos hábitos que nós, e vice versa. Isso é normal, as pessoas tem prioridades diferentes e sempre nos surpreendemos quando conversamos com elas e adentramos nos seus mundos. O ruim seria se todo mundo compartilhasse as mesmas coisas, seria uma monotonia chata pra caramba, hein?

    Ótimo texto e um domingo abençoado pra ti.

    ResponderExcluir
  12. Vovó ja dizia:
    Uns gostam dos olhos, outros da remela.
    ou:

    Uns gostam de sarro de pito e outros de morrão de candeia.

    Podes crer que o trilho que percorres dará em um bom lugar e sua vida tem substancia...viver o dia a dia como a maioria é bom mas não tem o tempero e o sabor de uma vida plena.

    ResponderExcluir
  13. Mesmo os trens que saem dos trilhos e enferrujam têm alguma serventia, pois muitas de suas partes ainda podem ser vendidas ao ferro-velho...

    ResponderExcluir
  14. André \o/

    Sabe, eu já tive esse sentimento, essa sensação...aliás, eu a tenho constantemente. Costumo pensar que a vida é sem sentido hoje..eu fçao parte daquele tipo de pessoa que não se ipmorta com o futuro á longo prazo. Eu gosto de viver o agora e por essa razão muitas vezes sou criticada por aqueles que focam apenas seus futuros.
    Algo que sempre me incomoda são aquele tipo de pessoa que se superstima, que se acha melhor que as outras só porque sabe mais sobre tal coisa e que acredita tanto em seu ponto de visto que acha que o ponto de vista oposto é desprezível.
    Quantas vezes uma pessoa próxima á mim me incomoda só porque acredita que seu estilo de rock clássico é muito melhor do que o estilo que eu curto...ou que ache absurdo eu fazer cosplay e coisa do gênero....

    Sabe ás vezes penso que as pessoas que fazem esses comentáros, que zoam o que gostamos de fazer passem por uma frustação, uma espécie de carência de vida vivenciada e de conhecimento.

    http://www.empadinhafrita.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Aí broder, eu não ligo se o vento forte sopra a sudoeste, vou para o norte; não ligo se a corrente leva para o mar, volto para os rios; se o sol queima busco a sombra, se esfria vou ao seu encontro, sou eu quem dita minha regras e que sabe o quão importante a vida me é e o que tenho que fazer para continuar tornando-a especial para mim e, principalmente, para minha família, o sentido de tudo!

    Se um dia eu for obrigado a me deixar levar por essa grande onda que segue a minha volta, eis que minha liberdade findou, então eis que minha vida acabou, então, fim!

    Abraços my friend special!

    By Eu, JGCosta

    ResponderExcluir
  16. É verdade tio andré...
    Esse povo de hoje em dia não da mais valor para essas coisas que vc disse, como ler.
    Acham que são coisa de tempo antigo, q como não tinha mta opção de entretenimento, o jeito era ler...
    Mas depois de uma matéria da Veja, parece q as coisas estão mudando. Há bastante jovens que apreciam a leitura de verdade. Espero que isso se mantenha, e que o número aumente. Pq realmente, parece papo de velho até, mas nada pode substituir o conteúdo cultural que um livro pode oferecer.

    ResponderExcluir
  17. Penso como vc,e pelo que li na maioria dos comentários teus amigos tbm.Então convida toda a galera e vamos viajar na Maria Fumaça.
    Ah,e vamos com tempo,pq tem tanta coisa pra se ver,ouvir,falar,e relembrar que a viagem promete ser longa...
    Boa semana,bjka

    ResponderExcluir
  18. Toda pessoa humanista um dia chega essa sua mesma conclusão! Às vezes parece impossível prosseguir em um mundo que é, em sua maioria, de pessoas ignorantes que riem daqueles que buscam salvá-las da burrice! Mas navegar é preciso, e esses sentimentos mostram o quão ser humano você é.
    Admirável!

    ResponderExcluir
  19. Deixa esse povo pra lá,e continue sim no seu caminho,nos seus trilhos,que não são velhos,são atemporais como tudo aquilo que realmente tem valor ^^

    ResponderExcluir
  20. Apesar da minha pouca idade, sinto que a cada ano que passa alguns principios imprescindiveis são perdidos, é a velha dúvida entre o que é principio e o que é valor, o que é liberdade e o que é libertinagem. O respeito aos mais velho por exemplo, que era uma regra cultural pelo principio da sabedoria (ele viveu mais, logo é mais sábio, logo lhe respeito)está sendo erroneamente substituida por baseada em valores como dinheiro e fama.

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!