domingo, 8 de maio de 2011

Baixei alguns decretos aqui em casa

Outro dia eu recebi um e-mail que mostrava alguns criadores de galinhas de granja e o crime que era a forma de vida das galinhas. Elas nasciam e viviam quatro ou cinco galinhas numa gaiolinha que não dava nem pra elas abrirem as asas de tão apertadas, elas tinham umas bolotas de cocô nas patas pois de tão apertado que era umas faziam suas necessidades nas pernas das outras, normalmente uma galinha bota um ovo por dia, mas nessas granjas eles deixam as luzes acesas dia e noite e assim as galinhas botam dois ovos, um de dia e outro à noite. Quando elas estão com alguns meses elas já estão só o pó, não conseguem mais botar de tão fracas que estão, então elas são jogadas num grande moedor ainda vivas (muito debilitadas, mas ainda vivas), e são moídas pra virarem ração de porcos e cachorros... Eu ví essas imagens no e-mail e desde então eu baixei um decreto aqui na minha casa de que era proibido a compra de ovos de granja e nós começamos a comprar só ovos caipiras, que se encontra normalmente no mercado, onde se lê no rótulo que as galinhas que botaram aqueles ovos são criadas soltas, com lugar pra andar, ciscar, pastar suas graminhas e serem mais felizes.
Eu descobri também que esses açougues que compram carne de matadouros que não são inspecionados pelo governo, acabam comprando carne de pessoas que ainda matam os bois à martelada (o que é proibido hoje em dia nos grandes frigoríficos), o boi leva as vezes quatro ou cinco marretadas na cabeça até morrerem... Imaginem só essa dor?
Baixei então mais um decreto, ficou proibido também a compra vinda desses açougues aqui pra nossa casa!
Eu não vou ser hipócrita e falar aqui que deixaria de comer carne ou ovos se não existisse essa opção da gente mudar as fontes de onde compramos esses produtos, afinal eu adoro um ovinho frito com a gema móle e adoro um cgurrasquinho, mas felizmente existem várias opções de compra onde tanto os criadores e frigoríficos fazem o máximo pra não maltratar os animais.
Tem uma ong que se chama WSPA, que está atuando junto à Embrapa e que estão agindo aí pelo Brasil concientizando os criadores a tratarem bem os animais. Esse domingo eu ví uma reportagem no Globo Rural onde falava disso, mostraram na reportagem uma criação de porcos onde o porco tinha um tratamento vip, com muita área pra correr, brincar, bastante lama pra rolar e comida balencedada, e na hora de ser transportado pro frigorífico eles iam de quatro em quatro no caminhão que era dividido em andares para eles não se extressarem, taí achei muito legal!
Sei que alguns vegetarianos que lerem esse texto vão me chingar e falar que vão matar os bichinhos e a gente vai comer os cadáveres, tudo bem eu sei disso, mas pelo menos eles sofreram menos até chegar na minha panela!
E vocês carnívoros iguais a mim, baixem decretos aí nas casas de vocês e vamos optar por essas fontes menos cruéis.

32 comentários:

  1. Sim, mas como faz pra saber de onde a carne/ovo veio? =T

    ResponderExcluir
  2. Não sabia dessas coisas, que brutalidade.... Quanto mais eu conheço os homens mais tenho "pena" das galinhas!!!!
    Grande testo Andresão!!!! Abraço!!!

    http://cronutopia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Concordo contigo!
    Pode parecer hipocrisia, até pq 80% do que usamos no nosso dia-a-dia tem algo de alugm animal. E já que não podemos fazer nada contra esse capitalismo cruel para com os animais, pelo menos não compactuamos com esse tipo de horror.
    Taí, gosto muito do seu blog!

    ______________________________________________
    www.alteregodonuti.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Esse problma é mesmo difícil... Sabemos dessa crueldade e não podemos pactuar com elas. Mas, tantas vezes continuamos a consumir carne, ovos e tudo mais...

    E assim, vamos sem querer, incentivando essa crueladade.

    Tentar saber dos lugares onde tratam bem os animais é uma boa, mas a certeza, nunca teremos...

    Um abraço, tudo de bom,chica e uma linda nova semana!

    ResponderExcluir
  5. Eu até tinha voltado a comer carne!
    Mas vc com essa frase : "vão matar os bichinhos e a gente vai comer os cadáveres"
    Me fez lembrar de novo da história do Phelipe e do Woody! :S
    Mais um ano sem carne! ¬¬º
    uashhuassauhasuh
    Obrigada, Andre por me deixar mais saudável!
    Abraços e Ótimo domingo!!

    ResponderExcluir
  6. E te digo mais, eu nunca comprei nesses açougues por puro nojo mesmo!
    Imagina, não saber por onde a carne andou [!]
    E quantos "dedadas" a bendita levou [?!]
    Nem morta que eu compro carne em um local desse!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  7. Grande André, muito interessante isso tudo, faz um tempão, desde que nasci que não gosto de carne, então me tornei vegetariano de nascença. Este é um post, além de gastronômico, de utilidade pública. E espero que o meu futuro filho não goste de carne também, mas vamos ver, um bom exemplo ele terá em casa, e até mais barato também.

    ResponderExcluir
  8. André,
    Curiosamente, há umas 3 semanas atrás estava conversando com um casal amigo que mora no exterior justamente sobre isso e que no país dele essa situação acontecia, mas muito pouco.
    Haveria de ter um controle rigoroso mesmo sobre esse problema.
    Abraço e boa semana.

    ResponderExcluir
  9. bem legal essa sua consciencia
    iremos discutir o tema aqui em casa
    kra, seu blog está mto bom
    layout bem bolado
    bem bacana msm
    ah! seus posts tmbm são da hora
    sem distinção
    parabéns pelo conjunto
    <>
    visite-nos e comente tmbm
    gostando siga e avise que retribuiremos
    se seguir deixe o aviso no comentário
    deixando o seu link para retribuirmos
    <>
    grato
    <>
    http://mikaelmoraes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Eu sabia dessa crueldade e ficava realmente revoltada de ver os animais sendo praticamente torturados. Era como as ovelhas que são penduradas, teem o pescoço cortado para sangrarem até a morte e assim terem a carne em melhor estado para consumo.

    Tempos atrás vi uma notícia na tv que mostrava um açougue clandestino de...cachorros! Consumo dessa carne é proibido no Brasil e se os restaurantes chineses/coreanos quiserem ter determinado "prato" seria preciso exportar. Porém os cãezinhos desse açougue eram completamente ilegal e o pior: eram cães de rua.

    Em outro caso, para obter a carne de novilho que é considerada a mais macia, o bezerro assim que nasce é mantido em uma caixa na qual nem pode se levantar, pois assim ele não adquire musculatura. Isso é tortura!

    Eu como pouca carne porque tenho nojo mas sou contra esse pessoal vegan extremista que fica tentando nos obrigar a ser vegetariano.
    Alimentar-se de outros seres é normal porém como você mesmo diz, que os animais usados na alimentação sejam tratados com respeito e dignidade.

    http://www.empadinhafrita.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Quando a gente está saboreando aquele churrasquinho, ninguém imagina o quanto os animais sofreram não é?Eu tbm adoro carne e ovo frito e acho tbm que os animais deveriam ter um tratamento "vip", mesmo matando eles, mas como vc disse, pelo menos iam sofrer menos.
    Obrigada pelo link que vc me passou dos quadrinhos de terror!Gostei muito! Em breve vou tirar alguma coisa de lá para me inspirar em algum post!rs
    Bjs e boa semana!

    ResponderExcluir
  12. Poxa André, que horrível isso, brutal e vergonhosoo..
    boa postagem, parabens amigoo !

    Abrção

    ResponderExcluir
  13. Concordo plenamente contigo André, porém.
    Como diz Jô Soares: Não querendo ser chato, mas já sendo.
    Por isso mesmo eu sou a favor do controle de natalidade "HUMANO" porque tem gente que pensa que para ser macho é preciso encher o mundo de filho.
    O que tem uma coisa com a outra?
    Tudo... Porque quanto mais crescer a população, maior terá que ser a produção de alimentos e já existem muitos povos passando fome por escassez de alimento.
    Aí alguns poderão dizer (está escrito) crescei e multiplicai, buscai e achareis.
    Também está escrito: Deus proverá.
    Será que fico sem resposta?
    Porque temos inteligência?
    Será que o homem não tem responsabilidade nenhuma sobre as besteiras que faz?
    Multiplicar seria duplicar, triplicar, quadruplicar ou quintuplicar e por aí vai?
    Outro dia eu assisti a uma reportagem também que afirma que se todos os povos do mundo se alimentassem como o norte americano precisaria uma área relativa a seis terras para produzir alimento.
    Acho que é por isso que estão procurando outros mundos iguais a terra por aí pelo espaço sideral talvez para começar tudo de novo mesmo porque também está escrito que somos a imagem e semelhança de Deus.

    http://eco4planet.uol.com.br/blog/

    ResponderExcluir
  14. Cruel :(
    Tem selo pra vc lá no blog
    Bj e boa semana

    ResponderExcluir
  15. Essa consciência é um ótimo começo.
    Sou vegetariana,não me considero vegana,pois comeria sim um queijinho vindo lá do sítio da minha tia em Minas,e tomaria leite das vacas que ela cria.Que Ela cria.Mas como estou aqui em Sampa,me alimento como vegana.E posso garantir,é tudo de bom :D

    ResponderExcluir
  16. Olá amigão, sei q estou meio sumido dos comentários mais kero q saiba q leio tds os seus textos via internet do meu celular novo q comprei pois me prometeram q ele funcionava como modem só q até agora, passados mais de um mês, ele nada!! ta sendo uma barra fora os outros problemas que tenho tido na minha familiar, profissional e universitária q resolveram acontecer td ao mesmo tempo.
    Porém não vou lhe chatear com meus problemas e vamos ao seu texto. Em primeiro lugar kero q saiba q pretendo publicar uma matério sobre os absurdos dos vegetarianos, já ta escrita e aguardando a hora certa p/ "ir ao ar", em segundo, gostaria de salientar minha total indignação contra os maus-tratos com quaisquer animais. Quem faz isso são pessoas sem coração que só visam o lucro e mais nada. É um horror q deve ser divulgado p/ um número maior de pessoas poderem ter o conhecimento e as autoridades responsáveis fazer algo. Ainda bem que vc já ta fazendo sua parte.
    Grande abraço amigão e obrigado por estar sempre comigo mesmo nessa minha fase meio sumida hehe...

    ResponderExcluir
  17. Gente, que absurdo! Não sabia dessa!!!

    Fico revoltada, viu...ainda bem que aqui em casa nunca compramos ovos de granja, somente caipiras. Se já era assim sem eu saber disso, imagina agora!!!!

    Quanta crueldade!!!

    Dou todo apoio ao seu post, meu amigo!

    Um forte abraço e ótima semana =D

    Te espero lá no blog ;)

    www.nicellealmeida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Achei engraçado o seu pensamento positivo quando comentou no meu blog!
    É difícil encontrar pessoas assim...
    Porque se reparar bem, quando vc exprime alguma coisa que tem em mente, seja ao que sinta ou algo que quer fazer...sempre tem pessoas para coloca-lo para baixo...

    enfim..
    assim que eu tiver tempo vou ler seu blog!
    obg pelo comentário.. até uma próxima.

    ResponderExcluir
  19. Adorei a forma como vc abordou o tema.. Que infelizmente é percebido Brasil a fora!
    Também sou daquelas que não me adaptaria a ser vegetariana, mas, compartilho desta visão de que - ao menos - não haja sofrimento ao animal.

    Crueldade não!

    ;D

    ResponderExcluir
  20. Oi Dedé, tudo bem?
    Taí um assuntinho difícil para mim. Abomino os maus tratos e matanças de animais, mas não dispenso uma boa picanha, o que faço?
    Talvez, de certa forma, contornar as coisas, ou baixar "decretos" como tu fez. Talvez seja o mais inteligente!
    Obrigada Dedé pela feliz dia das mães! Li para minha mãe também, ela te agradeceu! Estamos esperando por ai quem sabe notícias? rsrsrs
    Beijos
    Humoremconto
    http://anaceciliaromeu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. É... Campo de Concentração versão Século XXI!

    ResponderExcluir
  22. É porisso que não prefiro achar que o ovo vem da geladeira e a carne do forno. Droga de capitalismo.

    ResponderExcluir
  23. Andre, indiquei teu blog para receber um selo.
    Segue o link:
    http://migre.me/4v0MU
    Abraços e ótima semana!

    ResponderExcluir
  24. Sou carnivoro, mas fico muito chateado em saber que o animal sofra em demasia no abate.

    ResponderExcluir
  25. Adoro carne,mas não quero ver os bixos sendo sacrificados não.
    Bacana teu post,Andre,e to amarrado-na nos teus desenhos.Será que vc não faria uma Emilia em desenho?rsrs
    Boa semana,bjk

    ResponderExcluir
  26. Nunca pode ser normal "comer" outro ser. E se pensarmos que esses seres apenas não falam como nós , pois falam sua própria língua e não possuem a nossa inteligência, mas sim a deles...
    É no mínimo um hábito covarde. Não sou Vegan, mas admiro os que conseguem ser.

    ResponderExcluir
  27. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  28. No Globo Rural de domingo deu uma matéria muito legal sobre esse projeto da WSPA com a Embrapa e como isso está afetando a forma de criação dos produtores e abate dos frigoríficos.

    Mas, com certeza, essas mudanças estão acontecendo pela nossa exigência, enquanto consumidores.

    Parabéns pelos decretos que baixaste na tua casa! rssss

    ResponderExcluir
  29. Eu gostaria de comer vegetais sem tantos agrotóxicos, mas esses são bem mais caros que os normais...

    ResponderExcluir
  30. Amigo, não tenho coragem de matar uma galinha, já levei sarro na cara de algumas pessoas de sítios por causa disso, mas não gosto nem de ver. Apesar de ser carnívoro também, vejo isso como a ordem natural das coisas...

    Abraço a causa do amigo, nenhum ser deve sofrer qualquer tipo de sofrimento que não seja considerado normal, ou seja, dentro das práticas comuns!

    Abraços!

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!