segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Só o fim

Hoje eu dei uma passeada pelos blogs dos amigos. No blog da Vera Lúcia eu me deparei com uma postagem falando que a gente não deve passar por essa vida em branco, que aqui a gente deve aprender e levar esse aprendizado mais adiante, na outra vida. Seja no céu como acreditam os cristãos ou em outra encarnação como acreditam os espíritas e budistas.
Eu estava pensando e de tanto pensar morreu um burro...
Esse negócio de outra vida deve mesmo existir e o nosso espírito deve mesmo viajar pra um outro lugar. Deus não iria fazer a gente só pra brincar e fazer uns testezinhos se a gente é legal ou malvadinho.
Legalzinho vai pro céu e malvadinho vai pro inferno. Acho que Ele não perderia seu tempo com isso. Tudo bem que tem gente que fala que é isso mesmo e que Ele quer assim e assim será, mas eu não vejo as coisas desse jeito.
Passeando também pelo blog do PCzão eu lí uma postagem falando da Whitney Houston que morreu por afogamento numa piscina. Dizem que ela usava drogas demais da conta e que tinha problemas com isso a muito tempo. As más línguas (e o mundo tá cheio delas) estão falando que ela não aguentou ficar sem o Wando e se matou só pra levar uma calcinha pra ele lá no além... Mas aí tem uma questão. Como ela vai saber se ele foi pro céu ou pro inferno? E ela? Como ela vai saber pra onde vai?
Bom, se a gente vem aqui pra aprender como está falando o texto no blog da Verinha, eu fico pensando se a Whitney levou dessa vida uma lição que ela deveria ter aprendido por aqui mesmo, que é "drogas fazem mal e destroem a vida da gente", ou se ela foi embora tão dependente que não se concientizou dessa questão e chegou lá muito doida.
Não cabe a gente julgar as outras pessoas, eu sei disso, mas a gente tem mania de dar as nossas sentenças baseadas em nossa vida e do modo que a gente entende e encherga a vida. Mas a gente não vive a vida dos outros, a gente não sabe quais foram as situações que levaram alguém a usar drogas, a gente não conhece suas estórias de vida, se essa pessoa teve uma base familiar concreta e se teve um pai e uma mãe que realmente ensinaram o que era certo e o que era errado pra ele.
Tudo bem que tem aquelas pessoas que mesmo com tudo certo, com uma familia legal e amiga, com base religiosa e com exemplos corretos ainda assim procura se ferrar na vida e a gente não consegue entender porque, mas aí estão alguns mistérios que talvez um dia alguém descubra e conte pra humanidade.
Enquanto isso não acontece nós vamos aqui nesse planetinha, ouvindo ainda por muitos anos a Whitney que deixou saudade pra quem gostava dela e escutando também o Wando né? Que de romântico e brega todo mundo tem um pouco, mesmo que negue até o fim...

23 comentários:

  1. André todos nós sabemos que nossas ações precisam passar pelo crivo da palavra de Deus e ao chegarmos diante d'Ele teremos que prestar contas.

    Então cada qual cuide de seu pecado e procure se arrepender pedindo perdão a Deus por cada infração cometida.

    Afinal cada um dará conta de sí mesmo a Deus.

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Dedé, tudo bem?
    Ooolha do maluco do Camisa de Vênus! rsrs Não sabia que tu curtia eles!

    Quanto a vida-morte, céu-inferno (êta post bom este teu), o que posso dizer, resumindo muito... é que acredito na vida eterna, e se o sujeito não pagou aqui, vai pagar na Eternidade, mas não num inferno, mas sim acredito numa reciclagem.

    E... a vida é o bem maior!
    Não entendo quem se auto-destrói, também quem fica deprê por nada, que vá visitar um hospital de câncer infantil, com crianças em estado terminal e ainda sorrindo para ver o que é depressão.
    Desculpe, mas fiquei braba Dedé com um certo tipo de pessoa individualista, que é o que mais existe por aí, não dão valor a vida dos outros, por isso não conseguem dar valor a si também.

    Grande abraço, fiquem com Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade tem muiiiita gente assim tais quais as que vc citou.

      Excluir
  3. Querido amigo,

    Tudo bem? Você estava na minha sintonia, pois ontem li uma reportagem da Veja dessa semana afirmando que tudo a neurociência explica, por exemplo, as experiências quase-morte são explicadas por falta de oxigênio nas células que entendendo o problema, procura as lembranças. Vários exemplos foram pontuados nessa reportagem como se a vida não fosse uma dádiva ou um processo de escolha e aprendizagem, ou seja, os eventos são casuísmos puro e estamos errados em achar que tudo tem uma lógica, inclusive se há o outro lado.

    O que penso? Como todo mundo, tento entender que isso aqui é passageiro, pois é mais fácil acreditar que a vida tem um propósito. Todavia, tenho as minha inquietudes por não entender as dores e desejo pensar em sempre fazer o bem ou o melhor de mim, mesmo errando a todo momento.

    Que Deus possa ser a esperança, sempre.

    Beijos meu amigo, paz, amor, amizades e sabedoria na semana.
    Lu

    ResponderExcluir
  4. Acredito que temos que passar o melhor possível por aqui, tentando aprender e melhorar sempre.

    Fico com pena ,mas também um pouco de raiva de quem tem tudo e não sabe viver sem se detonar...Todos podemos escolher o caminho.abração,linda semana,chica

    ResponderExcluir
  5. Para que é de dia bom dia, para quem é da tarde boa tarde e para quem é da noite boa noite.
    Agora para quem não é da tarde, noite ou dia, meus cumprimentos.
    Muito bom seu texto para reflexão dos cristão, budistas, messianicos, islamitas, maometanos, testemunhas de jeová e de toda gama de religião e seita esparramada por este mundão e também para os agnósticos e ateus.
    Quem sabe sobra uma vaga pra gente lá num cantinho do universo mesmo que for para levar uns 'pitos'.

    ResponderExcluir
  6. Exatamente! Noossa, André, ainda bem que não sou louco!

    ResponderExcluir
  7. Grande André! Um abraço meu querido. Meu amigo, analisar o ser humano e seus atos errados, quando teria tudo para acertar, não é tarefa fácil. Não analiso o ser humano a partir da sua fé religiosa, que é importante, pois vejo como algo que venha agregar mais valores a uma vida, porém não a vejo como definitiva para os acertos e os erros de uma vida. Exemplo: conheço ateus maravilhosos. Detalhe, veja como a ignorância gera o preconceito; quando não tinha um conhecimento mais aprofundado sobre os ateus, eu os achava como se fossem figuras demoníacas Hoje, olhando para traz e observando o grau de minha ignorância até então, percebo como somos preconceituosos e não nos damos conta disso. Sou um cara André, que vejo as pessoas e não suas crenças. Tenho amigos evangélicos, ateus, espiritas, católicos e por aí vai. Avalio o ser humano pelo caráter. Pois como podemos saber, o sujeito pode ter uma religião e não ter caráter e ser alguém sem fé religiosa e ter caráter. Conheço um ateu, uma das figuras mais humanas e sensíveis que conheço, com uma família exemplar, filhos com uma educação admirável. O que eu quero dizer com tudo isso, deve está se perguntando. É que na vida vários fatores podem interferir em nossas vidas; fatores que podem ser positivos ou negativos. Agora é importante destacar, que os que tem a mente sintonizada o tempo todo com Deus, terão muito mais oportunidades de passarem pelas adversidades que a vida lhes impõe. Detalhe, ao contrário dos que podem pensar, ter a mente em sintonia com Deus, não é, e nem tem nada a ver com religião. Só para citar novamente os ateus como exemplo, eles nem tem essa consciência, mas aqueles entre eles, que pautaram suas vidas no caráter, estão sobre uma proteção divina, que nem imaginam ter. Teria mais coisa para acrescentar, mais tornaria esse comentário mais longo que já está. Não sei se me fiz entender o suficiente. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  8. André!!!!

    Também não creio nesse lance de céu e inferno, de sermos julgados após a morte e coisa e tal. Para mim, aqui se faz e aqui se paga, ou pelo menos é nisso que quero acreditar.
    O conceito de karma é até algo interessante mas eu me pergunto...qual razão Deus daria para uma pessoa ter de pagar e sofrer atrocidades em uma vida X só porque foi ruim na vida passada? Se ele ainda soubesse disso tudo bem, mas o problema é que nunca sabemos. Ai vai casos como os de Liana, Eloá, da menina Isabella e pensamos; caramba! Porque alguém teve que sofrer tanta crueldade?

    Acho que conceito de karma e vida após a morte não existe. Pois o que temos é o aqui e agora. Por isso temos de viver essa vida e deixar o nosso nome na história: isso tanto os bons quanto os maus.
    Ah eu vou bem..apesarda correria né. Mas a gente vai levando!


    E vc? Tudo suave na nave por aí?
    É..eu tava devendo memso colocar um cosplay mais caprichado depois de vc ter dito que os anteriores tavam muito simples kkk. Agora se prepare, vc atiçou minha ira e vou preparar uns cosplays absurdamente fodas! kkkkk
    Ah e muito obrigada pelo link do blog!v Estou amando xeretar ele! Tem muita coisa lá, é interessante ver como o blogueiro se dedica. Ainda não vi tudo mas o que vi to gostando. Tipo, são conceitos de desenho e coisas quenem imaginávamos o cuidado que os caras tinham com os grandes clássicos Disney.

    bjs

    http://www.empadinhafrita.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Olá André,

    Acreditar ou não em vida após a morte não faz diferença para aqueles que levam uma vida dentro dos padrões éticos, respeitando o seu próximo e promovendo a caridade. Isto já demonstra amor a Deus, que é único para todas as religiões. Mesmo um ateu é capaz de levar uma vida muito mais cristã do que muitos cristãos que professam publicamente a sua fé.

    Enfim, tudo é uma questão de reflexão e cada um tem a liberdade de escolher o seu caminho, conforme dita a lei do livre arbítrio.

    Obrigada por citar-me por aqui.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  10. olha só, é dificil mesmo julgar as pessoas, como você disse ai na postagem, tem gente que não tem nada de oportunidade e acaba vencendo e tem gente que tem tudo, mas poe a perder. O que é nossa vida afinal não? Quanto a Witney, lembro do guarda costas apenas e aquele refrão...aquela mulher tinha um vozerão..que pena se perder nas drogas né ?

    Abraço Andrésão, perdoa se to demorando um pouco pra visitar...a vida ta mo correria agora. Abraço irmão querido !

    ResponderExcluir
  11. Andre como eu aprendo viu!! Realmente não vivemos a vida do outro, não sabemos o por que de algumas pessoas se entregarem de tal forma as drogas, mesmo sabendo que isso a levará a destruição total. Eu meu caro amigo, não tive mãe, pai e nem estrutura, mais acredito que em minha vida passada eu aprendi coisas que trouxe pra essa e por isso sinto meu espirito cheio de sabedoria, eu me sinto sabia, me sinto como se já tivesse vivido mil anos e sei que quando chegar a minha hora, terei muito pouco a aprender e tallvez eu não volte a reencarnar. Mas eu não quero morrer, pois tenho medo que a morte seja o fim de tudo, não quero deixar de lembrar dos meus filhos, do meu grande amor, que é meu marido, não quero esquecer disso e tenho medo de esquecer, sei que parece besteira, mas isso me preocupa, então eu fiz uma promessa que vai além de tudo que talvez vc já ouviu ou leu, eu prometi pra mim mesma que não morro até ver meus filhos formados e pessoas de bem, não vou deixar este mundo até concretizar aquilo que pretendo e isso eu vou conseguir, até lá, ainda tenho coisas novas a aprender e a ensinar!! Bjs

    ResponderExcluir
  12. Olá, amigo André!
    No caso das pessoas se enveredarem pelo caminho das drogas, é lamentável, pois os maus exemplos nos mostram que não é um bom caminho, mas a humanidade tem livre arbítrio, por isso pode fazer de sua vida o que bem entender. Somos deveras contraditórios: enquanto muitos esperam por um transplante para viver mais um pouco, muitos, saudáveis, procuram o fim.
    Acredito que nunca teremos certeza absoluta de que exista vida após a morte ou é como pensamos ou imaginamos, mas devemos ter fé e praticar o bem ao próximo porque somente temos a ganhar. Enquanto vivemos fisicamente, temos que nos amar intensamente, uma vez que somos finitos.

    Enquanto lia o texto, lembrei-me desta frase:
    "Há mais mistérios entre o céu e a terra do que supõe nossa vã filosofia." (William Shakespeare)

    Parabéns pelo texto!

    Abraços do amigo!

    ResponderExcluir
  13. Era seria a Whitney Houston que conhecemos se não fosse tudo o que era (incluindo a coisa das drogas)?

    Fico essencialmente com a sua magnífica obra, já não importa se ela se fudeu com crack, cocaína e etc.

    Cada um tem uma história, se fosse diferente, seria.... diferente.

    ResponderExcluir
  14. Amei esse post, não somente pq me fez rir numa hora que eu estou aqui com "palitinhos nos olhos" afim de deitar e dormir até as 4 da tarde, mas por ser um texto engraçado falando de coisas sérias.
    Eu acredito em reencarnação, e sim, acredito que toda bagagem, boa ou ruim que conseguimos por aqui é de inteira responsabilidade de cada um, então... temos de prestar contas, a um Ser maior e principalmente a nós mesmos.Whitney, linda cantora, pobre espírito fraco, que ela se reencontre em algum momento de sua eternidade .
    E claro, Wando, que ele continue alegrando anjinhas de calcinhas lá no céu ...rsrs. Tenho sim meu lado brega e gostava de algumas músicas dele \o

    Beijos meu amigo blogueiro, parceiro fiel lá do Razão e Resenhas.
    Tudo de bom para vc, sua esposa e seu baby . *.*

    Vivi

    ResponderExcluir
  15. Pois é, André!
    Cada um com seu Cada qual!
    ^^
    Abraços e ótima semana!

    ResponderExcluir
  16. mais uma perda irreparável para música, porém cada um sabe o caminho a qual seguir. Plantamos o que colhemos. É bem como você disse, não dá para julgarmos. Cada um leva a vida da maneira que acha melhor, sem termos o direito de julgarmos. A não ser que essa pessoa esteja invadindo os limites da liberdade de outrem. Mas não era o caso dela, da Winehouse, etc.

    Se é para ter piedade de alguém, deveríamos ter daquele cara que passou no sertão a vida toda comendo farinha e água. Das crianças africanas, etc etc etc.

    Essa galera famosa estão cheias de problemas, pois o acesso a tudo e aos falsos amigos é muito fácil, mas ao mesmo tempo eles tem todas condições de dar a volta por cima.

    Enfim...

    Abss!

    ----
    Site Oficial: JimCarbonera.com
    Rascunhos: PalavraVadia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Pessoalmente, eu creio em uma vida além dessa. Concordo quando você diz que Deus não fez a gente só pra viver essa vidinha rápida aqui na Terra, sendo submetidos a testes de caráter.
    A ideia de bem ou mal depende das escolhas que tomamos e daquilo que estabelecemos como referências.
    Algumas escolhas claramente são nocivas quando prejudicam um grande número de pessoas e causam dor.
    Entretanto há outras que eu posso achar ruim e você, por exemplo, não.
    É nesse ponto que devemos tomar cuidado para não fazermos pré-julgamentos ou nos acharmos donos da verdade só por não concordar com os atos de outra pessoa.

    Foi uma ótima reflexão pra essa semana em curso.
    Abraço e até a próxima.

    ResponderExcluir
  18. Bem, eu sou espírita (espíritas são cristãos tb tá?!) e acredito em outra vida... Pelos motivos que vc msmo citou!

    Whitney se matou e contrariou uma das coisas que mas falamos no espiritismo, não se tira uma vida, isso é comprometer o crescimento espiritual e está errado! Mas tb acreditamos no LIVRE ARBITRIO, ela quis assim, ninguém deve criticar.

    Ninguém estava lá para ver o quanto estava dificil e o que é dificil pra um não é pra outro... Ela vai ter que resgatar isso, mas ai é outro assunto!

    Acho que a dúvida trás reflexão Dé! Se vc tá pensando nisso, procure ler mais sobre o tema, quem sabe vc não encontra respostas!

    Bjossss!

    ResponderExcluir
  19. ...Olá meu querido amigo!
    Tudo já se falou e todos tem uma forma de pensar e de agir diante deste planeta chamado terra...já encontrei no meu caminho pessoas leigas,intelectuais,ricos,pobres,pretos e brancos...mas todos com alma...
    Encontrar vc no meu caminho...quem poderá falar por nós...
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    só te peço uma coisa ;quando fores no meu blog,´por favor não condene a música atual,pois foi um pedido de uma pessoa que gosta muito de ti,kkkkkkkkkkkkkkkkkk,SILÊNCIOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO
    BJSSSSSSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  20. PEssoas como a siá Whitney, temos aos montes. Sem controle emocional para saber lidar com os pesoas que a vida apresenta. Mas, cada um sabe onde seu calo aperta, né? O problema é que, de fato, temos pessoas aos tantos que só sabem julgar e, como vc disse, esse não é o caminho.

    Eu até fico com pena, mas sou do mesmo pensamento que o Jim, se for para ter piedade, terei de quem de fato precisa dela. Sei lá!

    No entanto, sim, a siá da vóz bonitona deixou um buraco na música mundial. Pra tentar suprir(se é que dá pra fazermos isso), vamos escutando o que ela nos deixou.

    bjks

    ResponderExcluir
  21. A ideia dela levando uma calcinha para o Wando no além foi ótima, fico até imaginado um dueto entre ambos

    P.S. eu também concordo com o pensamento do Jim, não tem como plantar laranja e querer colher maçã...

    ResponderExcluir
  22. É... A vida: tão linda e tão cheia de mistérios! [...] Penso que por ela ser tão bem elaborada, não tenhamos que apenas nascermos e morrermos, simplesmente... Acredito na "evolução humana" e penso q se Deus nos criou à sua semelhança, estaremos vivendo diversos ciclos da vida para nos aprimorarmos...

    Ri muito da relação Wando-Whitney! Hilário!

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!