quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

O sol de Allah


Eu assisti a um programa esses dias que ficou discutindo se o deserto do Saara já foi um lugar fértil e com abundância de água. Durante o programa eu descobri que a cada 20.000 anos a Terra dá uma inclinadinha e a água que está em outros lugares inundam o deserto que acaba se tornando uma floresta tropical por pelo menos uns 5.000 anos! Durante esse período se formam grandes lagos no deserto e rios que interligam esses lagos. Os cientistas chegaram a essa conta porque pegaram um submarino que tem uma broca que cava e retira do fundo do mar próximo ao deserto um tubo com amostras de terra que podem chegar até a 150 metros de profundidade no subsolo marinho. Então eles vêem que a areia que o vento joga pro mar vai se depositando ali com o passar dos anos e analisando o solo até cada vez mais profundamente eles chegam a uma camada que não tem areia e então descobrem que dali pro fundo o deserto não jogava areia então ele deveria ser um pântano... Entenderam?
Eles calculam quanto tempo demoraria pro vento jogar aqueles metros de areia ali e chegam na conta de 20.000 anos. Eles analisam também o carbono 14 de algumas conchas que encontram pelo deserto e até de ossadas de peixes e de baleias que certamente invadem o Saara quando a água que inundou o deserto se encontra com o mar.
- Que legal - eu falei pra minha esposa assistindo o programa - os caras são fodões mesmo hein!
É realmente os caras são fodões. Um geólogo de Israel que é uma das maiores autoridades no assunto deserto do Saara, entrou numa caverna e viu a marca de uma mão nas paredes da caverna e uns risquinhos debaixo da mão. Ele falou que aquele desenho representava a mão do deus da chuva e aqueles risquinhos eram a chuva caindo do céu. Então ele afirmou categoricamente que aquela caverna era usada pra rezar pro deus da chuva e que com isso fica comprovado que naquele tempo chovia bastante naquela região, pois hoje em dia a pessoa dali pode nascer e morrer com idade avançada sem nunca ter visto uma gota cair do céu! Olha só... Os caras além de fodões tem uma imaginação muito legal!
Eu que sou orelhudo me diverti assistindo o programa e achei interessante mas não consegui encontrar um verdadeiro significado pros governos gastarem milhões querendo saber quando o Saara vai ficar fértil de novo, quando o mundo vai dar essa inclinadinha, quando a chuva vai voltar pra'quelas bandas e porque eles não gastam esse dinheiro todo ajudando as pessoas que moram por ali e estão passando por dificuldades hoje! Beduínos e tribos nômades e comunidades inteiras que passam fome e comem poeira. Que vivem de oásis em oásis em tendas armadas aqui e ali e que por tradição e desconhecimento e talvez até falta de uma mão amiga, só conheçam esse mundo árido e terrível de se viver. Além dos nômades também tem perto dali os somalis, os etíopes, as tribos das savanas, a periferia da Angola, da Nigéria, e mais uma porrada de africanos vivendo em estado desumano de subnutrição e total abandono.
Pode ser que os cientistas e os governos não achem interessante gastar dinheiro com esse povo hoje porque segundo eles a natureza resolverá o problema sozinha e pelas contas dos caras (e olha que eles são fodões) faltam apenas 15.000 anos pra uma próxima inclinadinha... Então, pra quê esquentar a cabeça se falta tão pouco?

27 comentários:

  1. ARRASOU...cacara colega, vc arrasa com seus textos.
    Adoro documentários,mas as vezes eles nos trazem hipocrisias como essa que vc tão bem expôs aqui.
    Certo que o estudo do clima, das eras e das coisas são importantes, são necessárias muitas vezes para prever catástrofes, mas também é necessários medir a água com o fubá, de que adianta muito estudo, milhões gastos e um continente inteiro passando fome não é?
    A pessoas se calam quando as reportagens filmam crianças nuas subnutridas, cheias de moscas, morrendo largadas por toda uma burocracia, por guerras civis sem sentido, não querem ver, eu mesma, quantas vezes preferi fechar os olhos, já que não podia ajudar financeiramente.Mas não adianta, o destino não arreda 20.000 anos, nem 5 minutos, para que toda essa miséria seja resolvida.

    Beijos André.

    Viviane
    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
  2. Sim sabemos tudo isso, que Bilhoes são gastos com pesquisa, com homens indo a lua e etc...o que não sabemos é para onde vai parar a outra parte do dinheiro que é desviada. Tudo parece tão complicado do nosso angulo não ?Sabe André...tem horas que não gosto nem de pensar que uma criança de 4 anos pode estar morrendo de fome na Africa.

    Espero que na porrada com seu amigão, você não tenha se machucado. Na hora do futebol, voltamos a ser neandertals não é verdade ?

    Antes de tudo, gostaria de agradecer as visitas que sempre faz ao meu canto. As vezes é tão dificil retribuir ,ainda mais nessa fase da minha vida, que tenho trampo,estagio, inglês,projeto pessoal e namoro. O tempinho que tenho de net anda tão escasso que tudo que posso fazer por meus amigos é comentar e visitar os blogs quando posso. Mas eu ja disse isso antes né ?
    De qualquer maneira obrigado. volto sempre para saber de suas verdades e ouvir suas bobagens !

    ResponderExcluir
  3. Anônimo23.2.12

    Os Tuaregues que o digam..hsuahsua

    Abraço

    ResponderExcluir
  4. Pois é meu caro André, veja a coincidência: eu acabei de ler hoje o livro "os exilados de capela" e nele conta exatamente essa história do Saara só que de outra perspectiva, com direito a mapa e tudo. Vale a pena conferir !

    Abraços, Flávio.

    ResponderExcluir
  5. Incrível,André.Lindo texto e realmente há coisas que nossa inteligência não "alcança"!!! rs abração,chica

    ResponderExcluir
  6. Concordo, é assim mesmo infelizmente, gastam dinheiro em pesquisas (que é muito importante também) , mas não é mais importante do que o progresso de uma nação ( nos índices de educação e etc..). Amei seu post :D // spiderwebs.tk

    ResponderExcluir
  7. As pesquisas nos levam a caminhos novos, nesse mundo sempre em transformação. Mas também penso que muito do dinheiro gasto em algumas delas poderia ser utilizado para salvar vidas, hoje. Bjs.

    ResponderExcluir
  8. Oi André,

    Você é simplesmente demais! Dificilmente não me provoca um riso, mesmo focando assuntos sérios. Também não sou contra pesquisas que venham trazer resultados positivos para a nação ou o mundo, mas, paralelamente, há de haver socorro às situações mais urgentes e carentes.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  9. Sei não amigo, no que tudo isso nos ajuda...Tenho cá minhas dúvidas...Será que se investissem em pesquisas para encontrar cura para algumas doenças, vacinas, solo para plantio, sei lá...Sou talvez leiga para entender os motivos, mas respeito...Adorei seu texto como todos os que eu leio. Beijosss

    ResponderExcluir
  10. kkkkkkkkkk Só 15 mil anos, dá pr aguentar, vc que é esquentadinho kkkkkkkkkkk

    Porra, não aguento 10 minutos de sede e calor, imagina esse povo! Ahhh Dé, mais uma vez concordo com vc!

    Beijao e excelente final de semana pra vc!

    ResponderExcluir
  11. André, é o seguinte: muita coisa que você diz faz todo sentido. Mas somos desbravadores por natureza. Queremos sempre saber e saber mais. O nosso passado é quase uma obsessão. Então eu acredito que esses estudos têm seu valor, mesmo que muitas vezes, a metodologia seja meio estranha e duvidosa. rsss

    abraços

    ResponderExcluir
  12. Muito interessante este post. Eu confesso que desconhecia totalmente essa inclinadinha. Mas sou da mesma opinião. Para que gastar tanto dinheiro com esses estudos, se com ele podiam melhorar a vida de milhares ou milhões de pessoas?
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  13. Verdades e Bobagens também é cultura, brinque não, kkk. Cara, tu continua sarcástico como sempre, e te dou toda a razão, esses dias lá no trabalho eu levei minha coleção de DVDs sobre a 2 Guerra Mundial pra assistir (vendo tv no trampo, calma, lá dá sim nos momentos de folga, o tipo de trabalho permite) e mostrava como os alemães saíram da 1º Guerra arruinados, e quando começam a se levantar, investem todo dinheiro e mão de obra disponível para investir em mais uma guerra, ao invés de se erguerem como uma potência mundial deixando pra trás todo aquele rastro de destruição e miséria, a mesma coisa acontece agora com os Estados Unidos, onde em 2 décadas investiu horrores em várias guerras no Oriente Médio, e agora estão penando na crise sem dinheiro, cara, a humanidade é lasca. Ótimo texto mano.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  14. André, uma coisa te garanto, tudo que essa gente não está, é preocupada com a humanidade, principalmente os pobres seres humanos citados por você. Lamentavelmente essa é a realidade. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  15. Sempre bom passar por aqui e o que dizer com tantas respostas verdadeiras e cansadas por conta da humanidade.
    Bjs e passa lá tbm... ;)
    http://www.estigmaangel.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. É verdade André, sempre inventam algo para desviar a atenção de todos para um problema que não existe, deixando que as pessoas que realmente necessitam continuem submersos à um poço de descaso e esquecimento.

    Seguindo você! Ah! adoro o jeito humorado de explanar os problemas :)

    dedevaneios.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Querido amigo,

    Incrível a análise! Inteligente e divertida! Penso que o deserto nunca foi prioridade de ninguém, mesmo os que passamos. Penso que só Deus tem essa prioridade e envia maná.

    Quando li o seu texto, ficava pensando em outro foco para análise, tipo: nada é para sempre. Há bonança não só na tempestade, mas também na devassidão do sol.

    Assim, conseguiste me proporcionar uma revisão de vida ou um olhar para as possibilidades que ainda não enxergo, mas estão no fundo.

    Beijos da sua amiga Lu!

    Mande notícias do Samuelzinho!

    ResponderExcluir
  18. Como diz Bertold Brecht, o homem vai à lua, descobre a cura de doenças, cria maquinários incríveis e... milhões ainda morrem de fome, nem por isso o pão ficou mais barato.
    O homem não ajuda o homem.






    http://alteregodonuti.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  19. Mudou a minha vida, agora posso dormir em paz.

    Falando sério, acho interessante as conclusões científicas, mas elas não me afetam tanto assim... acho engraçadinho... o bom é que você transborda a superficialidade dos temas e nos leva a outros lu(g)ares allahllahllha ôôôzísticos!! Essa fragmentação é que vale a pena encontrar aqui, pois de resto, os temas da hora são todos banais e repisados e sem graça.... a graça toda quem dá é você, porque É você, e NÃO OUTRO.
    EU APRECIO A SUA VOZ.

    ResponderExcluir
  20. Eu também vi esse programa e tenho a mesma opinião que você. Mas olhe por outro lado, também temos aqueles programas tentando salvar macacos e outros bichos, que pelo visto são mais importantes que seres humanos. Será que esse dinheiro investido em animais não seria melhor se fosse investido em nós? Esse tipo de pesquisa é bom quando feito com o dinheiro alheio, duvido que alguém colocaria do próprio bolso. Isso tudo é pura hipocrisia. Se educassemos nossas crianças, não seria preciso nada disso. Aí sim o mundo se salvaria por si só. e tem mais, o Nasi foi prá você. Abraços.

    ResponderExcluir
  21. Pois é, Andrezinho... é tanta grana gasta e tanta coisa por fazer, né? Fica a dúvida. Eu concordo que é necessário dar respaldo para as pesquisas, por meio de investimento. Aliás, eu super apoio. Mas, concordo também com vc.

    Ah, percebi que o blogger está de onda comigo. Eu atualizei meu blog, mas aqui no lado direito do seu bloguinho não está aparecendo a atualização! :/ Puxa, que puxa... sacanagem com o Umas e outras... então, apareça lá, visse? Pois tem postagem noooooova! :D

    bjks JoicySorciere => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  22. Durante o dia Deus enviava uma nuvem para cobrir seu povo no deserto e a noite uma luz. É isso, confiar em Deus, olhar para o alto, esperar bençãos e esquecer o Deserto, que é o mundo.

    O anõnimo solo io, ñ estava em casa...rs

    Abraço

    ResponderExcluir
  23. Concordo com o amigo: deveriam investir em algo mais concreto do que em especulações. Bela aula sobre H2O!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  24. andré, meu querido amigo,
    se é verdade que a investigação é fundamental para que o homem se compreenda e compreenda o que o rodeia, não o será menos que nada disso tem sentido se invertermos as prioridades. saramago dizia qualquer coisa como "enviamos sondas a marte, mas não conseguimos chegar ao coração daqueles que sofrem ao nosso lado".

    uma abraço!

    ResponderExcluir
  25. http://amanism.blogspot.com/

    Teu primo das arábias?

    ResponderExcluir
  26. Bom domingo meu amigo carinhoso!
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Nestas últimas semanas estive afastada da net,escondidinha num lugar maravilhoso,mas sem comunicação com o universo virtual.Mas nem por isso deixei tudo parado,aproveitei para escrever coisas lindas da qual já começou à aparecer nos meus posts...
    Agradeço sua passagem por lá.Como sei que és resmungão comigo.Cheguei para segurar tuas mãos e dizer que estou de volta,que vim te ver para matar saudades,kkkkkkkkkkk,pois estava morrendo de saudades desse menino grande.Como vai o Samuelzinho e sua genitora.
    Como o ano agora vai começar de verdade,quero te ler muitoooooooooooo
    Ai meu Deus!!!!!!!!!!!!!!
    já começou falando maus deles.deixa eu ajudar tbm a falar mal,kkkkkkkkkk,
    Tá faladooooooooooooooooo!!!!!!!!!!!!!!!
    bjs meu querido amigo!

    ResponderExcluir
  27. De vez em quando eu assisto algo sobre estes assuntos e percebo que um assunto que era para durar no Maximo cinco minutos dura até uma hora de tanto se encher lingüiça.
    Mas gosto de saber sobre pesquisas apenas por uma questão de curiosidade.
    Tentar entender a ciência é bom porque está sempre se ‘desdizendo’ e sempre tem uma opinião final “até a próxima pesquisa” e o cientista é um curioso por natureza e vocação.
    O deserto do Saara é curioso e intrigante com suas pirâmides, esfinges, peixes petrificados, ossadas, sarcófagos e tantas outras coisas como tribos, pessoas e historias e para o curioso é um prato cheio.
    Abraço.

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!