sábado, 29 de setembro de 2012

Plantação

Olá amigos! Essa é mais uma re-postagem de um texto que escrevi a algum tempo e que agora volta a ter um significado em minha vida. Espero que pra quem já leu, o texto agora nessa releitura lhe diga algo diferente do que lhe disse da outra vez. E pra quem não leu ainda, espero que gostem e que ganhem alguma coisa de bom, pois essa é a intenção do texto.
Um abraço a todos e obrigado pelas visitas e comentários.





A plantação começou !
Começou no dia do seu nascimento. No dia em que você começou a interagir, a falar, a dar opiniões. Aí começou a plantação.
Nas frases que você falou, nas atitudes que você tomou, nas escolhas que você fez. Ai começou a plantação.
As vezes em que você teve a chance de ajudar e virou as costas, cada momento desses foi uma semente de ervas daninhas que você plantou. Em outras ocasiões em que você se fez amigo e útil, aí você plantou sementes de arvores frutíferas .
As vezes em que você no seu serviço, ou na sua escola, ou na sua igreja, ou mesmo no seu bairro, foi simpático, gentil, prestativo. Ai você plantou sementes de cereais e hortaliças.
As vezes em que você foi áspero, agressivo, mal intencionado, desleal, infiel e ingrato. Certamente você plantou sementes de espinhos, galhos secos e até plantas venenosas.
Um dia você vai começar a colheita... Pois cada uma dessas sementes que você plantou foram plantadas no coração de alguém! Alguém cultivou essas sementes plantadas por você, e as viu germinar e crescer no coração de seu intimo, e viu essa semente virar frutos ou pragas!
Um dia esse alguém vai te devolver a plantação e o mundo vai te devolver a colheita, e a sociedade vai te devolver tudo aquilo que você plantou. Só que multiplicado muitas vezes, afinal cada semente dá inúmeros frutos, cada semente se torna muitas outras e tudo voltará para você!
Pense bem... Ainda dá pra reverter, ainda dá pra passar o arado, tirar as pragas e plantar coisas boas, sementes boas em terra boa, em corações amáveis e amigáveis.
Pense bem... A colheita pode não ser tão boa. E tudo depende de você. Você nasceu para ser um plantador de boas sementes, e colhedor de boas colheitas.
Não deixe que a maldade do mundo se impregne nas suas sementes, assim se todos nós plantarmos só boas sementes, um dia não vai mais haver essa maldade. E o mundo todo e todos os corações vão agradecer por suas belas colheitas!
Pense bem... Agricultor!

34 comentários:

  1. Que bacana!!!

    Beijo,
    www.estanteseletiva.com

    ResponderExcluir
  2. Meu caro André, que texto lindo no seu significado, e que inspiração essa! Realmente as palavras ditas nesse texto são verdades que não deveriam faltar em nenhum coração humano. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  3. Amigo André,
    Seu texto é uma boa alegoria para a humanidade, sobretudo, neste momento.
    Temos a capacidade de somente plantarmos boas sementes para colhermos bons frutos, no entanto, a soberba, o egoísmo são as pragas que estragam qualquer plantação, seara.
    Muito boa mensagem, amigo.
    Ainda bom que você reprisou, pois ainda não tinha lido.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Puxa Bentão, fico feliz por ter gostado.

      Excluir
  4. Olá!Bom dia!
    André meu amigo...que bom q repostou essa mensagem!Verdadeira e de muita reflexão!
    Eu penso que toda transformação verdadeira ocorre de dentro para fora. A nossa mente precisa ser transformada para que o que sair de nossa boca sejam palavras que edifique a quem nos ouve, portanto, assim como não podemos plantar sementes de melancia e colher amoras, não podemos plantar egoísmo e maldades e colher amor e compreensão em nossos relacionamentos.Essa é a Lei da Semeadura, uma verdade bíblica!As consequências do que você faz com certeza virão sobre você e isso independe de fé. Por isso cuidado ao lançar uma semente no "chão", porque pode produzir o fruto que você não deseja.Cada um tem que fazer a sua parte...para um mundo melhor!
    Obrigado pelo carinho da visita!
    Bom domingo!
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo cometario e pela amizade Felisão!

      Excluir
  5. Dedé, meu amigão!
    Sim, me lembro desse texto, até porque leio todos teus posts e comento em todos haha Agora farei um stop, preciso mesmo.
    A mensagem é ótimo, e também acredito que o que plantamos, colhemos: é a lei da semeadura. E se as pessoas observassem mais isso, talvez não fizessem tantas besteiras.
    Abração ao povo daí, e um beijinho especial no Samuelzinho!
    Até :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você comentou em todos Cissa! Hahahahahaha.

      Excluir
  6. texto muito bem feito e afetuoso ;)

    ResponderExcluir
  7. Só para contrariar e defender meu sitio.
    Até a tiririca, carrapicho, urtiga, picão e muitas outras ervas daninhas e venenosas tem lá sua serventia depende muito da aplicação e quantidade, muito embora gostem de terra mais infértil, arenosa e árida.
    Porém terra infértil com o passar do tempo em revolvimento, adubação, capricho e água pode deixar sua acidez e se tornar fértil e produtiva mesmo que de forma tardia.
    Depende realmente do agricultor e da semente da próxima safra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehehehehehhehe esse é o Tiugo!!!!!!

      Excluir
  8. Só podemos dizer que tudo o que plantamos, de fato é o que iremos colher!!!

    Excelente re-postagem!!! :)

    Abração

    JoicySorciere => CLIQUE => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  9. Maravilhoso,André!!Inspirações antenadinhas as nossas,rs Gostei.,Verdadeiro! abração,linda semana!chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehehehehhehe isso aí Chiquinha!

      Excluir
  10. Re postagem. Ótimo! Esse tema então é digno de muitas rés rés...rs...
    Tem a colheita que fazemos que é encomenda nossa realmente...
    Mas tem a colheita que recebemos sem termos encomendado...
    Tem também a colheita que fazemos pelo outros por estarmos envolvidos demais com problemas alheios ou por defender a alguém ou sua ideia...
    E muito mais...
    São tantas as sementes, tantos os frutos... de sabores doces, amargos...
    Tudo depende do agricultor e da terra que ele elege para plantar, as sementes que usar e as ferramentas que escolher.
    Abraços,
    Theka.
    http://www.comigomesmasim.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De vez em quando eu re-posto algumas coisas Thereza! Obrigado!

      Excluir
  11. Essa vale a pena Dé!!! Parabens pelo texto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahhahahahhaha valeu Camila!

      Excluir
  12. Oi André
    Ainda bem que vc está postando novamente estes ótimos textos, já disse e repito isso! Eu sempre digo isso para os meus filhos, o que a gente planta a gente colhe. É uma verdade verdadeira meu amigo.
    Bjão. Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  13. Oi amigo,

    Tudo bem? Um texto comovente que reflete que o mundo é inspirado na lei do retorno. Claro que nem sempre o retorno é no nosso tempo, mas é no tempo que deve ser. Essa questão é bem entendida na parábola do semeador, inserida em Mateus 13. E, assim, o que foi semeado em boa terra dá fruto. Pode ser que em algum momento, haja espinhos, mas acredito na semeadura.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A lei da semeadura é infalível! Obrigado por aparecer Lú!

      Excluir
  14. Seu texto será sempre pertinente e atual. Não se pode plantar sem refletir, pois colheremos e seremos responsáveis pelas consequências. Escolhendo boas sementes estaremos contribuindo para sua multiplicação e, consequentemente, por um mundo melhor. Bjs.

    ResponderExcluir
  15. Quem dera amigo que todo o mundo passasse o arado sobre as coisas más e semeasse apenas boas.
    Talvez o mundo não fosse tão injusto.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  16. Oi André...meio atrasadinha mas não poderia faltar em vir aqui!!!kkk
    Que texto verdadeiro e muito inspirado!
    Pois, como poderemos colher ótimos frutos se usarmos sementes de péssimas qualidades e semearmos em terra ruim?
    Sem contar com as pragas que devemos cuidar...
    Abração André!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda bem que veio Mariangela! Obrigado!

      Excluir
  17. Penso que o mais difícil, mesmo que estejamos lutando para manter uma boa plantação, por vezes surge um "mau" vizinho querendo detonar sua agricultura. rsrsrs. É preciso saber lidar com as pragas ou de nada adianta semear coisas boas.

    ResponderExcluir
  18. Então André, eu já não acredito tanto na lei do retorno, não creio que tudo dependa de nós mesmos, mas ainda que não haja retorno, ainda que não sejamos beneficiados por tal, devemos buscar um comportamento virtuoso e compartilhar boas coisas em cada um de nossos relacionamentos.

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!