segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Velhos conceitos

Velhos conceitos...
De mentes velhas.
Mesmo que em corpos novos
mesmo que em corpos jovens
mesmo que em novos corpos jovens...
Os conceitos podem ser velhos.
A reciclagem da vida
não encontra guarida na teimosia
teimosa
terrivelmente teimosa...
Mesmo que o mundo mude
mesmo que tudo mude
mesmo que o mudo fale!
Os conceitos
na cabeça
do teimoso, espuma menos que na cabeça do burro velho...
E o burro velho
mesmo que em novos corpos jovens
sofre!
Pois ele está aprisionado em si mesmo.
Em sua soberba
em seu orgulho...
E as novas idéias,
as novas cores
novos cheiros
nova vida...
Não encontra guarida na cabeça do burro velho...
Ele só enxerga o que quer enxergar
o que quer
o que quer
o que quer?
Não!
Ele só enxerga o que sua teimosia deixa
e ela não o deixa enxergar muita coisa
pois ele está aprisionado
em velhos conceitos
velhas idéias
velhas
velharias
inúteis e ultrapassadas!
Velhos conceitos
conceitos sem concerto
velhos
conceitos...
Inúteis e ultrapassadas, velhas, velharias,
pensadas
num tempo
onde essas idéias velhas
eram novas
mas o tempo
passa
tempo que passa
tempo que já foi...
Reciclagem!
Reciclagem de conceitos
reciclagem de velhas
velharias
reciclagem...
Movimento!
Idéias em movimento
movimento de idéias...
Novos conceitos!
Basta ter coragem
basta ter
basta ter novos conceitos
novos rumos
novas idéias...
Reciclagem!


38 comentários:

  1. Oi André,

    Tudo bem? Gosto de plebe rude, mas hoje li uma frase de F. Bacon que dizia assim: "A verdade é filha do tempo, não da autoridade". E assim penso que sejam os conceitos, pois autoridade não os eterniza, mas apenas o tempo.

    E a adversidade é o primeiro caminho para mudar o conceito. As vezes queremos mudar, mas quanto mais queremos consertar, mais granadas estouramos. Então será que não é melhor apenas continuar e deixar a coragem na geladeira.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei do sei comentário e das granadas! Valeu Lú Santinha!

      Excluir
  2. Dos velhos conceitos, só devemos guardar o que for bom. Valores bons esses podem permanecer sempre .Já os ruins, nem reciclados, só ao lixo mesmo! abração,chica

    ResponderExcluir
  3. É bom modernizar né?!

    ResponderExcluir
  4. Oi André!
    Há tantas coisas boas que aprendemos e que carregamos ao longo da nossa existência, que quase não se vê hoje.
    Mas há também certas coisas que carregamos, e que precisaria de uma reciclagem, de ter mais discernimento e bom senso.
    Mas não podemos parar no tempo!
    Abração e um bom dia!
    Mariangela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As boas com certesa devemos guardar né Mariangela! O descartável devemos descartar... Se não formos burros! Hahahahahahaha.

      Excluir
  5. Olá!Bom dia!
    André ...meu amigo!
    Plebe Rude...são tantos blogs que eu conheço,mas é a segunda vez que eu os vejo!Estou começando a gostar!
    Gostei do texto poético...
    ...sem dúvida que viver o presente é uma dádiva, mas podemos treinar este fato. É importante para isso, pensarmos nos valores que nos definem e aqueles conceitos que já possuímos, orientarmo-nos por eles e alinharmos de acordo com as nossas necessidades e objetivos futuros.
    Obrigadão pela visita!
    Boa terça feira!
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Plebe é bom Felisão! Muito bom.

      Obrigado pelo comentário meu amigo!

      Excluir
  6. Esta frase de Stephen R Covey penso que retrata um pouco seu grito sobre os velhos conceitos.
    "Se deseja mudanças pequenas, trabalhe o seu comportamento; se você deseja mudanças significativas, trabalhe seus paradigmas"
    Nota:
    Paradigma 'mapa mental'.
    Ou seja: O modo como o individuo percebe, compreende e interpreta o mundo ao seu redor.
    Seu poema vem de encontro a mudança de paradigmas.

    ResponderExcluir
  7. Ei André, é verdade, aquele que se aprisiona em seus conceitos fica stagnado no mundo da compreensão. Novas idéias não entram e não afloram. Essa teimosia chega a interferir no relacionamento humano (é só olhar ao redor). Essas pessoas precisam mesmo de uma reciclagem, mas para melhor. Vejo algumas alterando seus conceitos e ficando pior do que eram, parece que retrocedem...
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  8. todo mundo precisa rever seus conceitos de vem em quando...é bom ter novas idéias...

    ResponderExcluir
  9. Fala parceiro!
    Este é o segundo blogue que passei que tinha Plebe Rude no post (o outro foi do Flavio), achei legal a banda.
    Concordo com o texto, velhos conceitos, quando ruins e enraizados pela teimosia, só fazem pessoa se estagnar e estagnada, pouco pode realizar.
    Os velhos e bons conceitos, como enfatizou a Chica, é bom manter, mas há coisas que nem reciclagem resolve mesmo.
    Muitas pessoas que carregam velhos conceitos se acham cool e nem se dão conta de que estão agindo exatamente como seus pais, os quais criticam, como diria a música da Elis: "Ainda somos os mesmos e vivemos como nossos pais".
    Pode parecer que não o acompanho, mas ando sempre por aqui e achei super criativo o post culinário da receita de bacalhau. rs.
    Não li ainda o post do Papai Noel, mas penso que não vamos Papainoeizar (derivado de evangelizar e ateizar) um ao outro. ahahaa.
    Boa terça!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Chris! Obrigado por estar sempre presente meu amigo!

      Excluir
  10. Excelente poema. Podia-se adaptar perfeitamente ao governo português.
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHA ISSO AÍ ELVIRA!

      Excluir
  11. Amigo André,
    Há conceitos que nos são úteis, por isso devem ser conservados, mas há muitos que devem ser revistos, pois, muitas vezes não vogam mais, mesmo que não percebamos.
    Novos conceitos surgem e precisamos assimilá-los.
    "O sábio não tem conceitos inflexíveis. Adapta-se aos dos outros".
    (Lao-Tsé)

    Belo e sábio, poema, grande amigo.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Bentão! Te respeito muitão!

      Excluir
  12. Gostei muito desse, tem um ritmo, uma cadência muito boa, e trata de um tema significativo e de uma forma poética que não se vê muito pelos blogs. Aplausos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Puxa obrigado Rebel! Te agradar é difícil!

      Excluir
  13. Dedé, meu amigão Poeta!
    'Tudibom', menino!!!

    Tudo que é aprisionado, fica parado e não evolui. É mais cômodo, mas não nos faz crescer, e nem ao mundo.

    Adorei teu poema, assim como o Plebe Rude, acho que tem tudo a ver lincar com eles, que sempre mostraram uma nova possibilidade ao rock nacional; e assim, fica legal fazer essa relação com teu poema, também muito bom.

    Abração a ti, a Andréia e um beijinho especial no garotão Samuel!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Cissa!
      Especificamente essa musica da Plebe, fala de uma situação de mudança e de razões pré-estabelecidas.

      Um beijão a todos aí dos pampas!

      Excluir
  14. Gostei DEMAIS!!!!! Precisamos ser flexíveis se quisermos sobreviver sem queixumes diários. Confesso que sou teimosa, nunca orgulhosa. Mas preciso de clareza para substituir antigos padrões. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pior é que eu também sou teimoso e as vezes o sabão não espuma em minha cabeça! Hahahahahahahahahahaha.

      Excluir
  15. André, como vai meu amigo?

    Um poema?
    Fui surpreendido novamente, felizmente! (risos)
    Gostei muito do seu poema!

    É preciso ter muitos conceitos. Devemos manter os bons, mas só enquanto forem bons. Reciclar alguns e conceituar sempre. Pois os velhos conceitos nos desconceituam.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahhahahahahha de vez em quando eu dou umas cacetadas poeticas Nilson!

      Excluir
  16. Oi André
    Vc é muito bom mesmo, em crônica, em poema. É isso aí, temos que reciclar, não dá para ficar parado no tempo, achando-se dono da verdade, mudar para melhor é preciso.
    Bjão. Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  17. Conceitos nos prendem, fazem confusão nas nossas cabeças, prefiro ser livre e serelepe se sem pré conceitos de qlq tipo ou qualidade.

    Beijão Andre.

    Viviane
    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você está correta de pensar assim!

      Excluir
  18. Olá!Boa tarde!
    André!
    ..obrigado pelo carinho da presença em meu blog!
    Uma ótima quinta feira!Opa, já está chegando o finde semana de novo!
    Abração

    ResponderExcluir
  19. Mudar nossos conceitos, vez ou outra, é necessário e super significativo! Não é fácil... pois há sempre quebra de paradigmas nessas mudanças. Mas, quando acontece, é muito importante e pode fazer grande mudança! Gostei de ver!!! :)

    bjks em todos aíííííí... JoicySorciere => CLIQUE => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  20. Todos os velhos conceitos devem ser descartados para dar lugar ao que é novo, lembrando-se que os bons conceitos não envelhecem jamais. Às vezes teimamos em nos mantermos presos a ideais retrógrados que nos impedem de abrir os nossos olhos para o que de fato é real. O apego aos velhos conceitos me remetem ao mito da caverna de Platão e à ilusão que preferimos adotar de que as sombras que nos cercam são o que existe de real...

    ResponderExcluir
  21. Guardarco que ha de melhor e aproveitar o que foi bem aprimorado. Isso é evolução!

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!