quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Incêndios



Eu apago fogo.
Virei bombeiro.
Apagador de incêndio...
As vezes apago com a água da apaziguação.
As vezes apago com gasolina.
Isso acontece quando meu sangue está envenenado.
Quando meu humor está infectado.
Quando meu dia está inflamável...
Mas... Eu apago fogo.
Fogo e incêndio alheio.
De pessoas que tem muita lenha pra queimar.
De pessoas que tem prazer em incendiar.
A vida, os dias, as pessoas...
Pessoas que botam fogo ao redor de nossas vidas.
Ao redor dos sentimentos.
Ao redor dos nossos sonhos.
Dos nossos lares.
Pessoas que botam fogo descontroladamente.
Descontrolando, descontroladoras, descontroladas...
Ateiam fogo.
Ateiam fogo!
E eu?
Enquanto isso...
Eu apago fogo!
Socorro um foco de incêndio aqui...
Socorro um foco de incêndio acolá!
Virei bombeiro apagador de incêndio.
Virei bombeiro apagador de incêndio.
Assim estou.
Apagando incêndios alheios...
Por enquanto. Enquanto consigo correr. Enquanto tenho fôlego. Enquanto tenho vontade...
Enquanto tenho fé...
Mas meu cantil está esvaziando.
Minha água está secando.
Meu extintor está se extinguindo.
Minha vontade de correr atrás do fogo está se acabando!
Eu tenho vontade de deixar queimar, mas não posso.
Tenho vontade de deixar que se queimem, mas não posso.
Virei bombeiro apagador de fogo.
Enquanto elas queimam, eu socorro!
Enquanto elas incendeiam , eu socorro.
Eu socorro...
Eu socorro!
Eu, socorro...

35 comentários:

  1. Esta cheio de gente colocando fogo por ai rss
    adorei seu contar.
    beijo

    ResponderExcluir
  2. Meu querido amigo !!!!!!!
    Venho trazer minha amizade e dizer que estou com saudades,por isso vim trazer meu alento...e no poetar vc tbm se supera ,aplausosssssssssssss
    Vindo aqui aproveito para te convidar para apoiar juntamente comigo o OUTUBRO ROSA,incentivando as pessoas conhecidas a fazer o exame de mama, prevenindo do câncer que é responsável por 52.680 novos casos no Brasil neste ano!Quero que você esteja junto comigo nesta luta,apoiando esta causa. Vamos a cada dia plantar esta ideia na cabeça das pessoas...EU, do blog FOLHAS DE OUTONO,agradeço todo o apoio E comentário deixado lá em prol da minha nova postagem.Peço que ao passar leve uma mensagem de positividade.

    ResponderExcluir
  3. Que maravilha!!ADOREI!! E nunca podemos deixar nosso cantil secar...Há sempre quem precise e cada vez mais somos "chamados" a ajudar... abração,lindo dia!chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Chiquinha, mas as vezes ele teima em secar né?

      Excluir
  4. Que boa inspiração André!!! Adorei! Realmente vivemos em meio a labaredas!
    É incendio pra todo lado...nosso cantil não vence! rs.
    Beijão e muita paz neste belo dia!!
    Mariangela

    ResponderExcluir
  5. Oi André
    Vc é realmente um escritor versátil! Escreve crônicas, contos e poemas! Adorei! Muito criativo e divertido.
    Bjão. Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  6. André o/
    Olha só..agora entrando no estilo poético..muito bom! Você escreve poesias muito bem, assim como escreve contos.
    Cara, espero que esteja tudo bem por aí e que você nem pense em abandonar seu blog, não pode fazer isso u.u Seu blog é original e muito legal.
    Acho que a pequena queda de acessos nos blogs se deu tanto pelas redes sociais quanto pela falta de tempo da galera. Bom, pelo menos penso que seja isso.
    Ah minha surpresa para o blog sofreu um atraso! Por conta das férias acabei deixando as coisas para fazer acumularem e estou ficando louca rs. Acabei atualizando o blog com outro tema mas aí na próxima pretendo abordar a surpresa no blog.Aprendi que não devo deixar para amanhã o que posso fazer hoje kkkk.
    Olha André, sabe que eu já cheguei a pensar sobre isso vcom relação á queda de acessos no blog? De eu só aparecer quando atualizo e etc....tentei reverter a situação mas acabou que não deu certo. Porque já tenho um tempo corrido e se vou nos outros blogs, deixando de responder as comments as coisas vão se acumulando e ai como demoro um pouco mais para atualizar meu blog, a pessoa acaba comentando sempre no mesmo post. Mas vou tentar reverter a situação de algum jeito. Mas o caso é que o tempo curto é que complica.
    Também gosto muito de ti! Valeu pelo toque!
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahhahaha agora Tsu? Hahahahahaha, tem vários poemas meio totos aqui no blog, hahahahahahaha.

      Excluir
  7. Olá!Bom dia!
    Dedé...meu amigo...
    ...muitas vezes é difícil saber onde, quem e como começou, entretanto, as proporções dos estragos são de causar pavor e tudo que o fogo consumiu nunca mais será como antes....
    muitos não enxergam o que não deveria ter sido dito,ter sido feito, que não trouxe qualquer edificação pessoal e alheia, que inflama a si mesmo e a outrem, que contribuiu para separar pessoas em vez de uni-las, que maculou a imagem de alguém em vez de enobrecê-la, que produziu ódio em vez de amor, que criou novos inimigos em vez de amigos, que destruiu em vez de construir...
    Haja paciência para tentar ser o bombeiro e tentar apagar esses incêndios... Atitude esta que, obviamente, é precedida pela sensibilidade necessária para admitir se pode ser totalmente apagada, ou se eu simplesmente ignoro...
    Obrigado pelos seus comentários sempre carinhosos para esse seu amigo, tá?
    Boa sexta feira!
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Felizão! Obrigado por comentar tão coerentemente!

      Excluir
  8. Antes de mais nada, li seu post anterior e gostei muito!! daria tudo para te ver tocando guitarra com o cabeleão ao vento num frenético balançar de cabeça num grupo de rock de garagem...rsssss

    é isso aí, rapaz, vai apagando os incêndios. só cuidado para não se queimar muito na operação. eu acho que as vezes é melhor manter certos incêndios(e quem os provocou) à distância.

    abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ah, esqueci de dizer: tu és um grande poeta.

      Excluir
    2. Que cabelo Dudu? Hahahahahahahahha.

      Obrigado por aparecer!

      Excluir
  9. Eu ja notei que vc é um bombeiro nato!
    Eu acho que deveria ficar feliz por isso!
    Adoro vc meu amigo!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. André, fiquei surpresa com esse seu texto. Gostei demais da analogia.
    Eu também tento apagar certos incêndios, mas parece um esforço vão. Eles sempre acabam reacendendo.

    Beijos,
    http://ideias-defenestradas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Gostei de ver a variação no estilo da escrita...

    De fato, a mudança de nosso temperamento faz com que mudemos as atitudes.

    JoicySorciere => CLIQUE => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  12. Muito legal esse poema, ou seria crônica? O certo é que vc tem uma versatilidade e inspiração impar, a cada post tem algo legal e divertido.

    Abração pra ti mano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Crônica poemificada é o nome! Hahahahahaha.

      Excluir
  13. Enquanto somos bombeiros estamos contribuindo para a harmonia. Algumas vezes basta pouco para apagar as fogueiras que criam perto de nós. Gostei!!! Bjs.

    ResponderExcluir
  14. KKKKKK! É duro ter que apagar tanto fogo, né? Às vezes cansa...
    Mas antes ser o "bombeiro" do que o causador de incêndios...rsrsss
    Que Deus continue te dando forças para apagar muitos incêndios! rsrs
    Um grande abraço fique com Deus.
    Adelisa.

    http://adelisa-oquerealmenteimporta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O duro e´que vc tem razão Adelisa!

      Excluir

  15. Oi André,

    De certa forma, creio que muitos de nós vivem apagando incêndios. Ainda bem que existe "apagadores de fogo", pois são muitos os que gostam de "ver o circo pegar fogo" (rsrsrs).

    Bacana. Gostei de sua construção.

    Meu abraço.

    ResponderExcluir
  16. Oi amigo,

    Tudo bem? De um lado, lembrei de um vídeo de treinamento corporativo que chama "De quem é a responsabilidade" que apresenta como é ´possível ninguém assumir o controle quando o cirso está pegando fogo, pois o normal é transferir a responsabilidade. De outro, penso também que algumas pessoas gostar de incendiar a vida, procurar chamas ou tocar literalmente fogo nas vida alheia.

    Enfim, um texto que nos leva a reflexão do cotidiano.

    Bom domingo e beijos em todos por aí.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Lú! Obrigado por aparecer!

      Excluir
  17. todo mundo tem que apagar o fogo de vez em quando, não tem jeito!

    ResponderExcluir
  18. Tudo bem amigo? Este poema não me agrada. Parece um grito de revolta e ao mesmo tempo um pedido de ajuda. Oxalá seja apenas a sua inspiração de poeta e não tenha nada a ver com momentos menos bons da vida.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!