domingo, 2 de outubro de 2011

Perdendo dentes



 
                                                         As brigas que ganhei
                                                           Nenhum troféu
                                                           Como lembrança
                                                           Pra casa eu levei

                                                           As brigas que perdi
                                                           Estas sim
                                                           Eu nunca esqueci


Esses versinhos aí são da música Perdendo dentes da banda Pato Fu... Eu tenho um probleminha de ser brigão, de me meter onde não sou chamado quando vejo alguém ser prejudicado, de não me deixar ser ludibriado quando estou com a razão e de comprar brigas de graça. Realmente eu tenho que melhorar quanto a isso...
Tem um blog maravilhoso de uma amiga nossa aqui da blogsfera que bate sempre nessa tecla, é um blog de bons pensamentos de boas idéias e boas impressões do ser humano pelo mundo, é o blog daVera http://nuvemdeestrelas.blogspot.com/ que eu indico pra todos os esquentadinhos assim como eu e também para os normaizinhos...
Olha como o mundo parece dar uns toques na gente de vez em quando e a gente as vezes bem percebe e passa batido pelos ensinamentos de Deus, ou da natureza, ou dessa engrenagem que se chama vida. Ontem eu fui a um show espetacular de chorinho de uma banda chamada Choro das três http://www.chorodas3.com.br/  que é uma banda formada por três irmãs, o pai delas e um mocinho começou esse final de semana a tocar junto com a banda. Quem puder acesse o site delas aqui que é muito bom. Acontece que lá pelo meio do show uma das irmãs falou umas palavrinhas mágicas que me fizeram viajar na maionese, ela falou que em todas as reuniões de pessoas desde que se tem notícia da civilização humana sempre existia uma forma de arte, ou uma dança, ou uma música, ou algum tipo de pintura e que certamente a pessoa que é criada tendo contato com a arte acaba sendo uma pessoa mais sensível e mais humana e consequentemente sendo uma pessoa melhor.
Aí hoje cedo eu entrei no blog da Vera e ví uma linda postagem falando em melhorar o mundo a partir de se melhorar como pessoa, esse post dela me tocou muito e eu comecei a pensar se essas brigas e esse nervoso que eu acabo passando sem motivo algum não é uma coisa nociva a minha própria vida... Aí como num passe de mágica eu coloquei o cd do Pato Fu pra tocar e esse versinho dessa música entrou nos meus ouvidos fazendo alarde e se ligando a todas essas coisas que eu falei aí em cima... Puxa! Que coisa estranha e boa né? Eu acho que são toques de Deus mesmo... Eu estava precisando de uns toques desses pra deixar a minha vida um pouco mais leve e meos extressante... Tomara que esse texto também seja um toque pra você que está lendo, e assim nós vamos vivendo, uns ajudando os outros e tentando ser cada dia mais feliz, nessa engrenagem que se chama vida!

23 comentários:

  1. E ainda há muito para perder...

    Em relação ao seu último comentário, devo dizer que escrevo o que quer ser escrito, não me importo muito se vai ficar 'bom' ou se os outros vão gostar e tal.
    Não vivo para corresponder às expectativas dos outros, nem faço nada para me sentir aceito.

    FU deu: PATO.

    ResponderExcluir
  2. é bom ter uns toques assim, é como se fosse um sinal. O legal é que vc foi ligando uma idéia com a outra, de um blog com outro, e pela música do Pato Fu.

    ResponderExcluir
  3. Adorei a lubrificação de uma das muitas engrenagens que faz tocar o motor da vida. Gostei muito também da construção textual e o rumo que a ideia tomou... Perefeito!!!
    Abração Andresão!!!!

    ResponderExcluir
  4. Dedé, tudo bem?
    Não vai ficar nervoso, tá bom?
    Mas se eu colocasse um CD do Pato Fu @#$%&* rrrrr...., eu é que ia ficar nervosa! rsrs

    Mas sério, concordo a arte tem disso, ela "salva vidas" e pode deixar todo mundo um pouquinho melhor!

    Para me acalmar? (também sou que nem você), sabe o que faço? Uma das coisas: ler meus amigos da blogosfera!

    Abração, amigo! :)

    ResponderExcluir
  5. Oi André!

    Saudades enormes de vc! Como vão as coisas Amigo!? E a Frida? A Chambinha? E sua esposa? Espero que esteja tudo bem!

    Seu texto ficou reflexivo... gostei! O caminho do "meio" como ensina no Budismo, é esse "detalhe" tão importante da vida, o equilíbrio e a visão humanística sobre todas as pessoas e coisas desse planeta. Cultivar a paz e a tranquilidade em nós mesmos é fazer florir os jardins de esperança para um mundo melhor, justo e digno.

    O Budismo também ensina... "Tudo começa com uma única pessoa." Seja de bom ou de ruim. Uma "única" pessoa tem uma força extraordinária.

    Beijo grande e doce. E uma semana iluminada!

    Com carinho

    Sil

    ResponderExcluir
  6. Oi querido,
    Você nem imagina como fiquei feliz com suas palavras, principalmente com o destaque que você emprestou ao meu Recanto. Este é o objetivo pelo qual o meu blog foi criado e saber que suas mensagens podem estar levando uma reflexão positiva aos seus leitores é altamente gratificante.
    Nada acontece por acaso e os alertas Divinos sempre nos chegam às mãos de diferentes formas, basta que tenhamos sabedoria e sensibilidade para percebê-los.
    Obrigada!
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  7. Que legal e recebemos recadinhos nas formas mais inesperadas. E que bom quando os percebemos,né? abração,chica

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Parabéns pelo blog! Estou seguindo.
    Segue lá também..

    http://estanteseletiva.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Adorei o Texto, Andre \o
    Olha eu faço pinturas em azuleijos e em paredes, e é verdade isso acalma mesmo!
    Mas quando eu tou stressada e o assunto envolve "Família" aí só o blog mesmo!

    Abraços e tenha um Ótimo Domingo!

    Rock tbm me acalma! G_G'

    ResponderExcluir
  10. Andre meus comentários não estaum indo ou eu q tou ficando louca [?]
    D=

    ResponderExcluir
  11. É meu amigo, o negócio é estar atento, pois Ele não manda "sinais", Ele joga é um "farol" no nosso rosto e a maioria das vezes a gente não vê, não percebe, não quer saber, sei lá... Perseverar, e vigiar, é uma boa. Postagem espertíssima, bem feitinha para mim, que não deixo nada sem resposta, e às vezes termino cheia de culpa... Ahahah...

    ResponderExcluir
  12. Está havendo alguma coisa com meus comentários?eles estão indo? Vou da uma olhada por aí, pois antigamente tinha um aviso e agora, simplesmente eles somem.

    ResponderExcluir
  13. De fato, André, às vezes somos invadidos por esses toques. Pena que poucos são aqueles os percebem e tiram deles alguma lição!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  14. Vou voltar pra te ler om calma..meus olhos não querem mais ficar abertso..rs
    bj

    ResponderExcluir
  15. Fala André,
    Tá nervoso? Vai ler um livro...eheh
    Cada uma....
    Abraço e um ótimo dia pra você.

    ResponderExcluir
  16. Sou louco pelas músicas do Pato Fu!! Simplesmente MARAVILHOSAS..."Perdendo Dentes", então!! Nem se fala!!!

    ResponderExcluir
  17. Juro que nunca parei pra ouvir Pato Fu, farei isso agora, Quanto a ficar nervoso com algumas coisas... normal. Ultimamente ando nervoso com hipocrisia na blogosfera. Abração!

    ResponderExcluir
  18. Hum, tá nervosinho o neném é? kkk. Gostei do texto, e mesmo não querendo, esse ritmo frenético que a vida se tornou nos deixa realmente estressados, e há situações em que, mesmo não querendo e contra a nossa vontade, saimos do sério, é preciso muito auto-controle para não chutar o pau da barraca. Gostei da escolha dos vídeos, muito legal.

    Abração pra ti.

    ResponderExcluir
  19. André, que post legal... vou lá agora conhecer esse blog que vc indicou e ouvir a música!
    Eu sou assim também, esquentadinha, e todos a minha volta acabam sofrendo um pouco com isso! Preciso mudar e vou entrar nessa "dieta" com vc. Será a DIETA DAS ATITUDES, acho que fará bem pra nós e pros outros!
    Bjos

    ResponderExcluir
  20. Andre vc não está sozinho, eu tbm, sou brigona, compo briga que não é minha e me meto se vejo injustiça, e no final acabo me dando mal e sou sempre a errada, mais não me importo cada um age da melhor maneira e eu sou assim. Amei a banda e Pati Fu é tudooo!! Bjs

    ResponderExcluir
  21. Andre..voltei..

    Acho bacana a manei informal como vc escreve. Parece que vc esta escrevendo para cada um de nos individualmete.

    Sempre Deus nos da uns toques. temos que estar de mente aberta para ouvi-los.

    AS vezes temos muita energia represada. e acabamos por transformar esta energia em agressividade.

    Mesmo sendo uma pessoa do bem como vc, vc em seus momentos de nervosinho.

    Que nao leva a nada. E se vc pensar o mais prejudicado e vc.

    Bom que vc tem auto critica. Bom que vc se alia a pessoas que tem bons pensamentos.

    E por ai mesmo o caminho...

    Amei..

    bj

    ResponderExcluir
  22. E´Andresão..tambem fui um desses briguentos que vive por ai perturbando por qualquer coisinha...mas depois de conhecer Gandi...descobri que os homens apanham na alma, e doi mais. O lance é tentar sempre ficar de boa, como dizia o Cazuza, ainda me pergunto daquele garoto que queria mudar o mundo e agora ve tudo de cima do muro. De cima do muro vemos melhor !

    Abraço.

    ResponderExcluir
  23. Que belo instrumental... Hummm... Ouvia mto Pato Fu quando estava lá do outro lado do mundo...

    Pois é, André! Nem mesmo O Ser Supremo gostava de "murmurações", não é verdade?

    Penso q o bacana mesmo é aprendermos a conviver bem com as coisas que não podemos modificar.

    Lindo post!

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!