sábado, 9 de abril de 2011

O caldeirão do capeta tá transbordando!

Quando acontece uma tragédia como essa que aconteceu essa semana, as pessoas se comovem e muitas vezes deixam sua emoção falar mais alto que a razão. Uns falam umas coisas que parecem que foram eles que descobriram a roda, falam do governo, falam da moral das pessoas, e decretam que a pessoa que fez a encrenca toda já está queimando no inferno e ponto! Não tem como escapar do inferno e certammente o capeta já está esperando com o garfão apontado pro cara e com o caldeirão borbulhando...
Se fala que as escolas não tem policiamento, que os professores não servem pra proteger seus filhos, que existe droga dentro das escolas, que o bulling está sendo o câncer da sociedade, e que desse jeito o Brasil não vai ter pra onde correr! Uai... E algum dia foi diferente disso? Será que todo mundo não sabe que nas escolas não tem mesmo policiamento adequado? Será que todo mundo não sabe que professor é pra dar aula e não pra proteger aluno nenhum de bandido? Será que droga na escola não é uma coisa tão antiga quanto Geração coca-cola do Legião Urbana? Pelo menos é de onde eu lembro, e provavelmente antes disso já deveria ter drogas rolando nas escolas por aí...
Agora falam que o tal Wellington era muçulmano!!!! Isso é gozação né? O cara na carta falou mais de uma vez em Deus e não Alah, e falou sobre quando Jesus voltar... Pelo que sei o muçulmano não está esperando a volta do messias para ser julgado e salvo ou ir pro caldeirão junto do Wellington.
O problema maior de tudo, é que amanhã ninguém mais vai falar nada desse caso, ninguém vai ligar pras drogas na escola, nem para os políticos que roubam, nem pras viaturas caindo aos pedaços, nem pra nada do que estão falando agora. E sabe o que é o pior? Pessoas vão ser bullingadas nas escolas como sempre foram, mas só que hoje o mundo mudou, antigamente eu era gordo-baleia-saco-de-areia mas era feliz e revidadava as gozações e pronto, hoje não, hoje as pessoas que não tem mais amor de pai nem mãe, que não tem mais amigos reais, só virtuais, que não tem apoio moral de pesoas que os amem, vão criando uma barreira para o mundo, vão criando infernos particulares, vão psicológicamente se magoando e se fechando dentro de um casulo que na hora que explode pronto... Acontecem merdas iguais a essa aí do Rio de Janeiro essa semana...
E quando acontecer de novo os inventores da roda começam a falar e mandar pessoas pro caldeirão do capeta de novo.
Ah, mas esse cara tá escrevendo bobeira - você deve estar pensando - o que ele dá de opção então?
O que eu dou de opção, é para que EU e você meu amigo, principalmente você que fala que é cristão, prestemos mais atenção as pessoas que conhecemos, que talvez esteja sofrendo e precisando de um ombro amigo, de um momento de carinho e atenção, de uma conversa franca... Parece que não, mas isso pode salvar uma vida, ou várias...

32 comentários:

  1. Gostei mesmo...
    É bom termos pessoas maduras e que não se impressionam com verdades semeadas ao vento... Vi em seu facebook que é formado em História, percebe-se, uma vez que são vocês (os historiadores) os indivíduos mais lúcidos da sociedade, pois conhecem todo o processo que a gerou. É sempre um prazer lermos textos fluentes e de qualidade como esse aqui. Penso que ao invés de sairmos por aí dando tiros ao léu (como a mídia fez neste caso e em outros mais) deviamos ler e ouvir mais gente do tipo que escreve suas "Verdades e Bobagens" aqui, prefiro, siceramente essas verdades do que aquelas bobagens loucas...
    Perfeita sua posição, solidarizo-me com ela!!! Um abraço e como diria o estóico, Sêneca: "não há nada mais grave do que alguém que rouba nosso tempo, pois é o único elemento do mundo que jamais poderemos restituir". Obrigado por me fazer ganhar tempo. Genial!!!
    http://cronutopia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Mansim, você tem uma visão global de tudo e ainda consegue expressar bem no texto e no contexto.
    Você tem razão: o Diabo tem a costa larga, pois é culpado sempre por tudo que acontece de ruim com a humanidade.

    Parabéns pelo ensaio!


    Até mais!

    ResponderExcluir
  3. Querem traçar um perfil psicológico do cara que já morreu, gente...


    E viva a Sônia Abrão!

    ResponderExcluir
  4. Nada adianta agora descobrir o que levou o demente a fazer a desgraça que fez ou querer investigar o que era ou deixou de ser.

    Pra mim esse fato, me preocupa pois mostra a fragilidade da segurança nas escolas.

    Coloca-se os filhos e netos lá e nunca imaginamos que vai aparecer um "ser" que se diz palestrante ou o raio que o parta.

    Não interessa.

    TODOS que entram numa escola( ainda mais como ele ARMADO até os dentes) NUNCA poderia ter entrado se funcionasse isso realmente. Agora, adeus segurança nas escolas! Não confio mais!

    Esse foi o primeiro caso por aqui e podem crer, abre precedentes. Espero estar enganada!!! abraços e esse tema me revolta muito! chica

    ResponderExcluir
  5. Eu me afastei o máximo possível desse assunto e pensei em nem ler esse post, mas o último parágrafo o salvou. Muito bom.

    ResponderExcluir
  6. Não sei nem o q dizer. Concordo com quase tudo que vc falou e assino embaixo. Acho que as pessoas realmente se sensibilizam com as tragédias mas logo td cai no esquecimento. Aí não se cobra nada de ng mais, é como se nada tivesse acontecido, exceto pras famílias que sofreram as perdas que nunca mais será igual. Aqui no RJ tá todo mundo muito sensibilizado. Mas é como vc disse, tem certas coisas que sempre aconteceram... e tb acho que devemos observar mais quem está ao nosso redor. Esta é uma maneira de se evitar sim, muitas tragédias e muita coisa chata que vemos por ai.

    BeijO*-*
    http://evesimplesassim.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. http://tabernadoviking2.blogspot.com/2011/04/jogo-do-vamp-medo.html

    parabens ganhram um selo, vá busca-lo xD

    ResponderExcluir
  8. Concordo com você. Eu preferi o silêncio, repassei pelo e-mail tudo que recebi, coloquei um laço de luto no Blog, no Recanto coloquei uma palavra: DOR... Não há o que falar... Há o que fazer, como você no último parágrafo colocou e eu transformo nos dois mais importantes Mandamentos que Deus nos deixou:
    1º Amar a DEUS sobre todas as coisas (FÉ);
    2º Amar seu irmão como a ti mesmo (amar sem olhar a quem).
    Aplaudo você.

    ResponderExcluir
  9. Muito bom seu texto André, e os meios de comunicação parecem se aproveitar destes momentos para emburrecer e desinformar ainda mais a já débil sociedade acelerando os preconceitos, e os politicos (chacais e hienas)se deliciam com os despojos dos cadaveres em demagogias mirabulantes e falsas indignações.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  10. Queimar no inferno nada!
    Um traste como esse não tem religião nenhuma. Que Deus, que Alah, que nada!!!
    Esse crápula teve o que mereceu (a morte) e deveria ser enterrado em pé para não ocupar espaço. Ou cremar mesmo e jogar as cinzas no esgoto.
    No que mais você escreveu sobre as pessoas, concordo plenamente contigo.
    o cara era louco? Me engana vai....Ele por acaso se alimentava de fezes? Rasgava dinheiro? Ah, mas soube comprar armar e escrever uma carta.....huuuummmm.
    É o que você falou, daqui a pouco cai no esquecimento. INFELIZMENTE!
    Políticos chorando com o caso, que bonitinho....
    Olha, vou parar por aqui.
    Abraço e bom domingo.

    ResponderExcluir
  11. Pode não só salvar uma vida como várias delas porque com certeza existem muitas pessoas por ai que também precisam ser ouvidas, de um ombro amigo também. Hoje em dia, as pessoas estão tão preocupadas com o seu próprio mundinho que esquecem que vivem em um universo maior que elas e que o outro também é gente e tem problemas assim como ela.

    ResponderExcluir
  12. Oi,André! Não te preocupa com minha REVOLTA. Não é com teu texto e sim com as verdades que infelizmente ele encerra e a tragédia em si... Daqui a pouco vou ver tua entrevista lá! E tenho certeza, não é falta de assunto,srsr abração,lindo domingo,chica

    ResponderExcluir
  13. Não sei se o meu comentário sobre ele ir para o inferno te inspirou a escrever este texto, provavelmente isto acontecerá, mas por outro lado vc tem razão, ao detectar que, os indícios que foram sentidos lá trás fossem devidamente corrigidos, talvez não teríamos essa tragédia hoje.

    Também concordo que isso logo logo vai cair no esquecimento da sociedade, a mídia que tanto explorou este evento para dar ibope, logo vai arranjar outro massacre para cobrir e com certeza o governo não vai atuar de forma energica e multifocal neste problema.

    No que tange a religião Dedé, creio que ele fez aquilo por pura firula, para se ter algo palpável para deixar para a posteridade, como causa. Mas sabemos que por mais que ele citasse Deus, Jesus e o Paraíso, depois de uma atitude desta, ele tomou o caminho contrário.

    Espero que esta tragédia sirva para que nós como um todo, possamos fazer aqueli que está em nosso alcance e que aqueles que estão ao nosso lado, podem ser potenciais Wellingtons amanhã se não forem bem cuidados e compreendidos.

    Abração pra ti. Atualizei.

    ResponderExcluir
  14. Falou bobagem não,André!
    Falou tudo,e a opção que vc nos mostrou,é a única que temos,realmente.E o William,arrematou no comentário.
    Reflexão triste,mas necessária.
    Bjsss :)

    ResponderExcluir
  15. Andre meu querido, repito o que eu disse no Humor Negro:
    Não respeito pessoas que usam os próprios traumas como desculpa pro que elas são.
    As pessoas tem escolhas,Sempre!
    E são o que escolhem ser, independente do que aconteceu a elas.
    E é uma questão de escolher superar ou Não!

    Abraços meu querido e Ótimo Domingo!

    ResponderExcluir
  16. Caramba, André, disse tudo, hein? Não preciso comentar nada, porque você simplesmente falou tudo o que realmente precisava ser falado! Gostei bastante do texto e concordo com tudo o que você disse! Tudo o que está faltando é um pouco mais de amor, pensar um pouco mais no outro em vez de ficar apenas olhando para o seu próprio umbigo, mas é que hoje o mundo está muito individualista, muito mais do que outrora! As pessoas nem param mais para pensar que dois minutos de carinho e de ombro amigo podem fazer toda a diferença .. Parabéns pelo texto, André! Eu te admiro muito, obrigada pelas suas verdades e bobagens, muito mais verdade do que bobagem! :D

    ResponderExcluir
  17. Sim, teu texto tem mtas semelhanças com o que escrevi no meu blog, André. Concordo com o que disse: daqui há algum tempo, essa tragédia virará simples estatística, como sempre acontece (infelizmente).

    Esse rapaz só podia ser doente - o que não justifica, lógico, a sua atitude. Mas a maldade que sofreu repercutiu na sua cabeça que já não era muito saudável. Ele, que provavelmente não tinha com quem desabafar, virou um monstro e matou pessoas inocentes.

    É tão fácil colocar a culpa na escola, no estado, nos professores... difícil é analisar a situação friamente. Não falo em religião. Existem muitos ateus normais, felizes. Falo de valores, de respeito aos outros, de tolerância. Acho que nossa sociedade está perdendo isso tudo.

    Abraços e ótimo domingo!

    ResponderExcluir
  18. Olá.
    Muito bem colocado. Parabéns por tuas palavras.

    Abraço...

    ResponderExcluir
  19. É meu querido, sem comentátios, pois, vc já fez todos.....
    É para ler e pensar..............

    ResponderExcluir
  20. Eu ja falei sobre esse assunto no blog,mas vou discordar de duas coisas Andre,isso que aconteceu não vou foi merda e sim uma monstruosidade.E no meu tempo de escola,não aconteciam essas barbaries.A maldade humana sempre existiu e sempre existirá.Mas não nessa grande escala com filhotinhos de assassinos sendo doutrinados pela mídia e por essa tecnologia grandiosa que é a internet.
    Infelizmente a nossa sociedade não está pronta para tudo isso.
    Boa semana.
    Bjk

    ResponderExcluir
  21. Por que será que sempre concordo muito com vc? Será q é porque vc sempre tem muita razão? Será? Será?
    Tb fui vítima de buylling e não sou menos feliz hj por causa disso. Ainda hj sou chamada de seca da moda e não saio matando ninguém. Aliás pôr apelidos nos outros na escola é buylling e em casa, na rua, no shopping é o quê? Porque quem nunca, depois de adulto, pôs apelidos nos amigos que atire a primeira pedra. Acharam agora de tornar tudo proibido, feio e ilegal (como se fosse mesmo possível!).
    Vc tá certo em seus argumentos, certíssimo e eu reitero tudo que disse.

    PS. Os guris não são meus filhos (não os tenho), são meu alunos e já lí sua entrevista. Ficou bem boa e divertida.

    ResponderExcluir
  22. Que situação!
    O que devemos fazer é o que está ao nosso alcançe, como você falou no último parágrafo, tentar pelo menos fazer pelo próximo, o mais próximo, no sentido geográfico, inclusive.
    Quando a gente tem filho, a coisa piora, muitas vezes nos encontramos numa paranóia danada. Com medo que algo aconteça a eles, quando tu for pai, vai perceber isso. Tento me distanciar desses assuntos, embora é inevitável. Tenho que escrever humor, ou tentar, e educar e cuidar da minha "bebê" de 4 anos, grande desafio e dá medo!
    Parabéns pelo post!!!!! Te espeo lá!

    http://anaceciliaromeu.blogpost.com

    ResponderExcluir
  23. Postei sobre isso tambem não pude ignorar...culpar o welington é culpar a reação....como dizem nossos avos,quem planta vento colhe tempestade...o brasil ta plantando vento a muito tempo em relaçao a educaçãoe todas as suas vertentes.

    te vejo lé no cronicas meu amigo !
    abraço.

    ResponderExcluir
  24. Está na hora de prestarmos mais atenção uns nos outros, de acolhermos, de ouvirmos e de tratarmos quem precisa ser tratado! Temos de dizer não à omissão e à falta de afeto!

    ResponderExcluir
  25. Belíssima análise amigão, assim como vc eu tb escrevi um artigo sobre o assunto no mesmo dia só q devido a “motivos externos” ainda não consegui publicar, Ken sabe daki um mês hehehe... a grande verdade é q qndo isso acontece comove td mundo mais depois q passa u tempo, quem prometeu tomar providencia acaba esquecendo e sempre acaba sobrando para as vitimas, foi assim no inicio do ano com os moradores da região serrano do Rio e provavelmente será assim agora tb. Infelizmente só tomamos alguma providencia depois q acontece as tragédias e nunca antes de acontecê-las, infelizmente é assim e acho q vai continuar sendo assim por um bom tempo ainda. E não adianta tentar achar razões ou culpados de, pois q acontece só nos resta lamentar. Mesmo assim vou continuar o m eu sonho utópico de um dia ver nossa sociedade melhor e mais consciente.
    obs: gostei mt do seu ping-pong e já fiz os devidos comentários hehehe

    ResponderExcluir
  26. André, você sabe o quanto sou idealista e crítico de sistema horrendo. Pensei imediatamente após o ocorrido em criar um post sobre o fato, mas acabei desistindo pelo fato de eu mesmo estar exausto de ler e ouvir sempre as mesmas notícias, e como perfeitamente destacou, a HIPOCRISIA que nos rodeia é imensa. Tirou palavras da minha boca, o0s especialistas, sociólogos, psiquiatras, logo aparecem quando tudo já acabou, fazendo análises medíocres a respeito de algo tão óbvio, parecendo nos chamar de iditotas. Não há novidade alguma, os crimes, conflitos, confusões, acontecem todos os anos e nada muda, NADA. Após esse, outro virá e novamente veresmo e ouviremos as famosas ladainhas de sempre. Ao invés de decretar uma semana de luto e chorar pelas mortes, seria muito mais proveitoso que os políticos, sociólogos e especialistas se unissem e e de uma vez por todas começassem a combater a causa dos problemas e não os efeitos. Afinal, depois que a porta foi arrombada não adianta mais colocar o cadiado.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  27. Pois é, Agente Carequinha...
    Como falei lá no meu post, penso q nossa sociedade não produz leis sensatas, penso q nosso povo é um povo muito voltado ao "paternalismo" e ainda nos vem um presidente q coíbe o pai de dar "palmadas"!
    O q cerceia a nossa sociedade, não é a liberdade, mas a libertinagem: um substantivo q toma conta dos meios sociais de forma avassaladora...
    Ademais, percebo q a educação prima e privilegia o "conteúdo" e o educador sente-se escravizado por um currículo que não leva ao cidadão tão somente uma formação mecânica e que não se fundamenta na ética, na cidadania.

    Precisamos formar mais cidadãos e não somente profissionais (haverá menos profissionais pedófilos e afins); precisamos evidenciar uma educação de "afetividade" e nos aproximarmos mais das problemáticas dos nossos alunos!

    Estamos trilhando infinitos caminhos tortuosos ( os das leis (direitos/deveres), da educação, da ética (valores morais), da cidadania...).

    ... Toda esse "caminhar tortuoso", tem transformado o mundo numa "mula sem cabresto".

    Abraço,

    ResponderExcluir
  28. Tens razão meu sábio amigo!

    Precisamos fazer mais a nossa parte e acreditar mais No Homem Lá Em cima!

    Abraços renovados!

    ResponderExcluir
  29. Adriana Paula Moura14.4.11

    È André, realmente tenho que concordar com você. E o que mais me chamou a atenção foi quando você fala do bulling da nossa época, que nós revidávamos e pronto...eu sofri bulling e também pratiquei, sem saber é claro! Mas sobrevivi e não precisei matar ninguém! O que falta hoje André, é isto mesmo, amigos sinceros, pais presentes e amor ao próximo. Tá cada vez mais difícil. Foi muito boa a postagem, gostei muito.

    ResponderExcluir
  30. Ótimas palavras. Gosto muito do que tenho lido neste Blog.
    Parabéns, cara.

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!