segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

A linguagem dos poetas

Muitas vezes nós somos enganados pela linguagem rebuscada que os poetas usam para formularem seus textos. Se a gente for prestar atenção mesmo no conteúdo da coisa a gente percebe como a linguagem poética pode esconder umas coisas que muitas vezes se faladas na linguagem coloquial fica até meio feião de ler e de falar. Resolvi então traduzir para o coloquiês alguns exemplos do rebusquês.
Exemplo 1:
Sua tez enrubreceu, ao ver os contornos curvilíneos de sua amada. Seu coração bombeava emoções que sufocavam seu ser.
Ele teria que descarregar seu instinto animal e seus fluidos carnais urgentemente!!
Tradução: Ou esse cara dá uma rapidinho ou ele vai ter um tróço !!!
Exemplo 2:
Ludicamente a criança caminha num mundo de sonhos sobre o jardim em que sua mãe, feito uma artesã, criara sua mais bela obra prima...
Tradução: Eita moleque bagunceiro, estragou todo o jardim que a mãe penou pra deixar bonitinho!! Ah... vai apanhar na certa.
Exemplo 3:
Os alvos e parcos cabelos brancos que adornavam aquela cabeça octagenária, camuflavam seu falo em riste e seus olhinhos vivos que fitavam entusiasticamente a rebolativa e quase desnuda, arrumadeira da casa de seu derradeiro rebento...
Puxa... parece lindo né? Mas lá vai a tradução:
Que véinho tarado esse... Com oitenta anos, (de pinto duro) e de zoião na empregada do filho mais novo, e ela por sua vez, não tem nada de santa, com essas roupinhas curtas se mostrando e se insinuando, pra lá e pra cá .
Exemplo 4 :
Enquanto a boemia o levava aos braços calientes das damas da noite. A rainha do seu lar, preparava seu recanto e esperava numa noite de longos minutos, a fitar aflitamente o relógio que lhe respondia: Tic tac, tic tac, tic tac...
Agora deu vontade de chorar... Como é bela essa cena de amor... Mas traduzindo: O cara é putanheiro e essa mulher é uma tonta!
Então amigo, preste atenção nessa linguagem dos poetas, que esses caras são espertos, falam coisas que a gente não entende ou apenas querem passar despercebidos pela nossa cabeça de mamão e nossa linguagem chula e coloquial...

44 comentários:

  1. Eu já havia lido esse post, Mr. Mansim!

    Bakanão!

    ResponderExcluir
  2. Heheheheeh
    Na verdade, a linguagem poética quer demonstrar de forma mais - digamos - artística aquilo que se passa na alma de seu escritor...
    Em casos, nem sempre é belo!

    Muito bem bolada esta sua postagem!

    ;D

    ResponderExcluir
  3. Hm , na verdade a linguagem poetica quer demonstrar a verdadeira face do mundo kk
    falei merda :S kkk

    ResponderExcluir
  4. 1 jeitinho bonito de dizer tanta sacanagem...

    olha que uma vez até pensei nisso !

    kkkkk muito bom André !

    procurei um banner pra colocar no blog porque não tenho lista de lidos lá...pode fazer um banner que coloco lá sim como parceiro !

    ResponderExcluir
  5. ANDRE, MAS O LEGAL DA POESIA É EXATAMENTE ISSO!
    PAGEM COISAS COMUNS DA VIDA, TIPO ESSE VELHINHO TARADO AÍ, E ENCHEM DE CLASSE E BELEZA
    TÁ, NÃO O VELINHO TARADO, MAS O RESTO DÁ PRA PASSAR:D

    http://falandosobreall.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. KKKKKKKKKKKk. Ri mto. Nada a ver mas lembrei da charge do menininho q canta o hino Nacional, lá no www.charges.com.br. No final ele diz: Não fui que escrevi a letra, só traduzi, véio. kkkkkkkkk. Muito bom. Amei. Um bjo grande

    ResponderExcluir
  7. AUAHUAHUAHUAHUHA!!!!!!! Muito bom, André... super divertido esse post, cara!!!

    De fato, acho que muitos desses poetas eram meio devassos, safados mesmo, e utilizavam de um linguajar mais erudito e refinado para expor suas vontades libertinas e seus desejos tarados sem chamarem muita atenção! kkkkkkk

    É como essa frase: "AGONIADO DE TENSÃO ERÓTICA, COM O CORPO JÁ QUASE SE CONTORCENDO NUM REBOLIÇO INTERNO DE CALOR E TREMURA, MEU DESEJO CARNAL IRIA SE MATERIALIZAR NUMA FORMA LÍQUIDA QUE RESUMIA O MEU PRAZER MAIS ESCONDIDO!!!"

    Resumindo: olha a gozaaaaaaaaaaaaaaada!

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    Abs, cara!
    www.vemaquinomeublog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Tô com o Marcel aqui em cima! Acredito que els quisessem realmente dizer o que dizem, entretanto buscavam de uma forma mais trabalhada, mais caprichada e poética. A intenção é dar uma imagem diferente ao comum e (porque não?) confundir um pouco o leitor.
    A questão maior está no entendimento que se faz desse conteúdo: nem sempre o público entende o que é dito e se mantém somente no "achar bonito"...
    Até, André!

    ResponderExcluir
  9. Noooossa,
    eu ri demaais aqui!
    Parabéns pela iniciativa de traduzir para o coloquiês. Sempre tenho preguiça de ler esses livros com essa linguagem chata,mas acredito que esses autores na verdade quiseram mesmo era mascarar tais fatos,rs.
    Muuuito engraçado,
    voce é demais!
    ;]

    ResponderExcluir
  10. sahuuahshuasuha...Falou bem a verdade, meu querido.

    É nas linguagens rebuscadas que estão as mais profundas citações de si mesmo...Ri horrores.

    Muito bom teu blog, to seguindo aqui.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  11. kkkkkkkkkkkkkkkkkkk essa foi boa!
    Muito criativo seu post, meu amigo.

    Adorei =D

    Tem post novo lá no blog, me visita ;)

    www.nicellealmeida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Ahahahahahahahahaha... adorei!!!!!
    A linguagem coloquial... moderna, diga-se de passagem... tá show... bem assim, mesmo!
    E olha que se pegares algumas pérolas da literatura (adoradas por vários eruditos) tens tradução pra mais de ano... \o/

    ResponderExcluir
  13. "O cara é putanheiro e essa mulher é uma tonta!" Esse foi o verso mais bonito e mais bem escrito q já lí : D
    Vc e suas reflexões completamente inusitadas. Eu gosto!

    ResponderExcluir
  14. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!
    Adoorei, André! Sou mais você que diz tudo na lata! uahsuahsuhas
    Abraço! :D

    ResponderExcluir
  15. parabens pelo blog muito bom

    ResponderExcluir
  16. Genial, amei as traduções para o português popular! Bem criativo!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  17. André,
    eu confesso que tenho dificuldade em entender poesia e poemas. Por vezes, interpretamos de uma maneira diferente do que o autor realmente quer dizer. Acho que depende de contexto mesmo. Mas o Nelson Rodrigues já escrevia seus romances de maneira mais explícita, mesmo usando palavras "pesadas".
    Mas o que vale nisso aí, é a boa tirada que tu sacou com o texto aí.
    Grande abraço e ótima quarta feira.

    ResponderExcluir
  18. A língua portuguêsa é mesmo complexa e é de total inteligência o cara que consegue confundir as mentes com esses vocábulos!

    Genial!

    ResponderExcluir
  19. SAUHSAUHUHASSAUHSAUHASHUASUHAUHSUH
    MUUUITOOO BOM ISSO.
    Nunca tinha parado para pensar dessa forma.
    Parabéns, vc tirou toda pureza que eu achava que existia na poesia.
    HAHAHHA

    Parabéns amigo blogueiro!

    ResponderExcluir
  20. Dedé, que figuraça você!
    Essa autenticidade e diria até, coragem, é teu toque especial!
    Esses poetas, literam sobre os anseios de qualquer mortal. Dizer o que nunca se disse, sobre o que sempre se sente, ou se diz, essa é a função. Se vamos entender, ou não. Sabe de uma coisa, é melhor não entender, e pensar, criarmos nossa própria versão, o que o escritor quer dizer, é só mais uma das versões.
    Abração!
    Ah! Li teu post da água rsrsrsrs Muuuuito bom, só não comentei lá. Minha internet está !@#$%

    ResponderExcluir
  21. Apertando a tecla sap da prolixidade,adorei :)

    ResponderExcluir
  22. Ri muito aki.... boa essa, belas interpretações.... essa é a nossa linguagem, enfim.... ultrapassam diversos níveis de entendimento...

    ResponderExcluir
  23. #ri alto rsrs
    Uma bela forma de dizer "sacanagem"

    http://www.pensametorascunhado.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Muito bomm, é claro que numa maioria as palavras mais sutis nos caem até de forma mais ludica mas a interpretação que cada um tem vem da forma pessoal de ser ;)
    Passa lá tbm ...
    http://estigmaangel.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  25. quer dizer então que eu sou o doutor Destino ?


    adorei....kkkkk

    ta adicionado lá nos melhores para ler

    http://universovonserran.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. hehehe ótimo post, adorei. Apesar de adorar os clássicos, mas acho que temos sempre que levar em consideração a época...

    Abraço
    http://blogpedrojunior.blogspot.com/

    Suguidores serão bem-vindos! Grato

    ResponderExcluir
  27. UHAUHASU verdade.. mas eu amo essa linguagem poética, rsrs

    ResponderExcluir
  28. parabens, cabei de te indicar para o selo, vá buscar o/

    http://tabernadoviking2.blogspot.com/2011/02/momento-congratulations.html

    ResponderExcluir
  29. Andre,

    Seu link esta no meu blog sim.. ele fica no menu da direita!!

    Você foi o primeiro que coloquei la..rs..

    Acho que ele ta meio apagado... vou colocar ele num lugar melhor para uma visualização melhor!!!

    ResponderExcluir
  30. eu confesso que tenho dificuldade em entender poesia e poemas. Por vezes, interpretamos de uma maneira diferente do que o autor realmente quer dizer. +1

    A linguagem poética é linda, mesmo sendo complicada.

    ResponderExcluir
  31. Andre, meu Caro, esses textos são mensagens subliminares.
    asuhasuhashusahuasuhasuh
    Abraços e Ótima semana.

    ResponderExcluir
  32. isso é old, mas é gold. mto bom kra, parabéns
    <>
    visite-nos e comente tmbm
    gostando siga e avise que retribuiremos
    se seguir deixe o aviso no comentário
    deixando o seu link para retribuirmos
    <>
    grato
    <>
    http://mikaelmoraes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  33. Aproveito a oportunidade para informar que o seu blog foi indicado para receber o selo "Esse blog me faz sorrir". veja no meu blog : http://essenciaego.blogspot.com/

    abrç andré

    ResponderExcluir
  34. haha
    excelente post...Tens razão, viu.

    ResponderExcluir
  35. Eu amo a boa poesia, logicamente depende do momento do humor e do encantamento.
    Hugo.
    ------------------------------------------------

    Hei-de... ser muito forte como o vento
    Hei-de... ser muito forte como o mar!
    Hei-de... extrair o mal do pensamento
    Hei-de... ter novas forças para Lutar!

    Hei-de... suportar este meu lamento
    Hei-de... ter só sorrisos para te dar
    Hei-de... tornar mais belo o sentimento
    Hei-de... ter coração para te amar!

    Hei-de... manter no peito esta grandeza
    Hei-de... deter a mágoa, a agonia...
    Hei-de... dar-te o meu mundo de pureza
    Hei-de... compor para ti minha poesia!

    Hei-de...chegar talvez à eternidade?
    Hei-de... ter sempre o meu dom divinal
    Hei-de... ser um Luzeiro da Verdade
    Hei-de... combater fortemente o Mal!

    Hei-de... ser o farrapo que tu pisas?
    Hei-de... ter maior força de vontade
    Hei-de... dar-te o conforto que precisas
    Hei-de... ser teu brasão de liberdade!

    Hei-de... ser real musa de florais
    Hei-de... desabrochar tal como a flor
    Hei-de... beber em fontes naturais
    Hei-de sorver o aroma deste amor!

    Hei-de ... ser teu refúgio na dor
    Hei-de... ser sempre a tua companhia
    Hei-de... cantar bem alto em teu louvor
    Hei-de... somente amar-te POESIA!

    MARIA JOSÉ FRAQUEZA.

    ResponderExcluir
  36. Muito intrigante.. realmente não conseguirei mais ler poemas e trovas com o mesmo olhar puro novamente (minha mente está poluida!)
    Na boa... Tu inventou os versos ou eles de fato são de autores conhecidos? Eu não sou do tipo "nossa, que mullher culta", mas seria interessante saber quem escreveu e assim estimular o desejo de conhecer mais obras desses autores (considerando suas "existencias"). Beijos e adorei a postagem!

    E o Seu Blog ganhou OUTRO selo..
    ♫HOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO♫

    http://blogkawai2.blogspot.com/2011/02/selos-selos-que-venham-mais-selos-selo.html

    Vá pega-lo se quizer!

    ResponderExcluir
  37. Rindo até agora André! :)

    Vou recomendar aos meus colegas de e-mail, pois rir é a melhor coisa do mundo!

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  38. Vou te seguir, pois uma pessoa com esse humor e jeito de quem ri de tudo e até de si próprio, tem que ser muito legal. O seu post é bem real, pois os vate, às vezes, no exercício de seu estro usam uma linguagem mais clássica,quiça mais requintada e fica assim lindo, lindo... Traduzido às vezes é bobo, perde o encanto...AHahah... Parabéns pelo texto, muito bom.

    ResponderExcluir
  39. hauahauhauhauahuahauaa
    ADOREI O POST!
    realmente muito bom !!!
    Parabéns!
    bom final de semana!
    bjos

    ResponderExcluir
  40. ahahaha, adorei este post, cara, imagino como seria uma continuação dessas livres traduções em outros posts. Ficaria muito legal, inclusive. A brincadeira é válida e ainda serve para mostrar como era a criatividade dos poetas em brincar com o imaginário coletivo.
    abcs

    ResponderExcluir
  41. Nossa, que legal seu blog, adorei as postagens!!!

    ResponderExcluir
  42. Fala Mansim. Então, tocou numa feridinha aberta heim? A essa altura do campeonato é capaz de ter poeta frustrado te xingando! hahahahahah Enfim, eu gosto da linguagem que a poética e o lirismo te dão. E é justamente isso... "Enfeitar" o que é simples. Mostrar o sentimentos e a vivacidade do que às vezes passaria tão batido.

    ResponderExcluir
  43. Anônimo11.11.12

    You really make it seem so easy with your presentation but I find this matter to be actually something which I think I would never understand.

    It seems too complex and extremely broad for me. I am looking forward for your next post, I will try to get the hang of
    it!
    Check out my weblog Transfer Email From Yahoo Mail To Outlook 2007

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!