terça-feira, 18 de janeiro de 2011

A hora do “click”

A gente era bem pobre quando eu era criança. Era pobre mais por causa das aventuras românticas do meu pai do que por causa da situação. Meu pai era eletricista de carros, era “o” eletricista de carros. A oficina dele vivia cheia e ele até dispensava serviço. Carros novos da época, importados e relíquias, quem tinha, só consertava na oficina dele. Ele era um bom cara, daqueles que sempre eram o centro das atenções em qualquer festa, ou em qualquer reunião de amigos, ele poderia passar a noite inteira contando piadas que ele não repetiria nem uma, (isso eu herdei dele), mas de tão legal, tão legal, tão legal, que ele era, ele não conseguia falar não para um rabo de saia, e os rabos de saia estão aí pela noite querendo te sugar até o último golinho da sua carteira...
Bom, então como a situação ia assim mais ou menos, nós fomos morar numa casa que era numa baixada, da rua para descer no quintal da casa tinha uns cinqüenta degraus, a gente descia tudo aquilo e lá em baixo era a porta da casa. Ao lado tinha um terreno baldio e passava um córrego ladeando a casa e que passava bem pelos fundos até desaguar uns dez quarteirões depois numa rede de esgotos.
Foi nesse córrego que brincando com meus amiguinhos que eu contrai hepatite, mas ainda bem que foi daquela fraquinha. Eu me lembro que ficava de cama o dia inteiro, comendo papinhas e chá de picão, que é um tipo de carrapicho que dizem que é um remédião contra hepatite.
Um dia choveu tanto, que o córrego transbordou e encheu nosso quintal, nossa casa, e foi até quase o meio da escada. Ainda bem que não tinha ninguém em casa, eu estava no prézinho, minha mãe e meu pai estavam trabalhando.
Minha familia perdeu tudo o que tinha, tudo mesmo... A TV Telefunken (olha só a marca), a geladeira, as roupas, sofá, cama e tudo mais virou lama, e esgoto do córrego. No outro dia parecia um pântano, com bastante lixo e umas pitadinhas de cocô dos esgotos dos nossos amigos vizinhos...
Sabem, desde aquela época o descaso das autoridades eram enormes com o povo que idiotamente os elege e os coloca no poder. Esse córrego invadiu mais umas dez casas de vizinhos meus, transbordou pelas ruas seguintes e fez um estrago, me lembro que mais de quinze anos depois eu voltei a passar por aquela rua e o córrego estava lá do mesmo jeito. Então vendo essas catástrofes que aconteceram esses dias eu fico pensando... Será que existe vontade política para arrumar as coisas? Será que existe vontade pública para cobrar as autoridades? Ou nosso povo é um monte de bananas mesmo que não liga pra nada e do jeito que colocarem nossa lavagem no cocho pra gente comer está bom demais?
Se um simples córrego totalmente canalizável eles demoram décadas pra arrumar, quando arrumam, o que diremos desses problemas muito mais graves do Rio de Janeiro e das marginais de São Paulo e de tantos lugares...
Bom, ainda bem que meu pai alugou uma casa melhor pra gente, essa tinha uns sessenta degraus, mais ainda bem que não tinha córregos em volta... E essa imundação em casa parece que deu um click nele, e ele foi aprendendo que não deveria brincar de ser pai de família, e sim “ser” um pai de família... Tomara que as autoridades movidas por essa tragédia também levem um click na conciência e aprendam a não brincar de governantes e sim que eles comecem a “ser”, os governantes em quem o povo acreditou e votou.

34 comentários:

  1. A impressão que tenho, André, é de que algumas coisas parecem que nunca mudarão. Alagamentos em ruas é uma realidade que vem se estendendo há tempos. A rua onde eu moro, se chover demais enche... Há uns cinco anos fizeram um supermercado aqui perto e isso piorou o problema; acredito que por algum desvio na ocasião da construção (sei lá, não entendo disso).

    Em paralelo a população não colabora e continua jogando lixo nas ruas e construindo em locais inadequados (talvez por desespero e falta de opção). Sinceramente, não sei onde vamos parar...

    Quando você relata fatos da tua infância, faz com tanto carinho, que sinto saudades da minha. Tempos que não voltam...

    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Realmente. De governantes eles não tem nada...Depois pergutam porque existem tantas pessoas sem esperanças...
    Infelizmente, isso é algo que está longe, mas longe mesmo de mudar.
    É lastimável.

    ResponderExcluir
  3. Andre, Todo ano é a mesma coisa, quando chegam as fortes chuvas e os desastres ocorrem, logo em seguida a situação é a mesma tanto do Governo Federal, quanto do Estadual e até mesmo do Municipal. São dezenas de promessas de chegada de verbas, de obras, de remoção de famílias, de construção de casas e mais uma vez o cenário se repete.
    É triste mas é a realidade brasileira.
    Abraços e Ótima Semana!

    ResponderExcluir
  4. Ai, André,
    É uma pena saber que os políticos não vão resolver esse problema justamente porque eles usam (e abusam) desta situação para se elegerem.
    É triste, desumano, mas o jogo de interesses é cruel, calculista e mesquinho.
    Bjos

    ResponderExcluir
  5. espero que as autoridades levem um click na conciência mesmo, nossa como que pode, a chuva é capaz de muita gente perder TUDO!
    pena que vc tbm passou por isso...pelo menos, ainda bem que não tinha ninguém em casa quando aconteceu né?
    ate mais!

    ResponderExcluir
  6. "Então vendo essas catástrofes que aconteceram esses dias eu fico pensando... Será que existe vontade política para arrumar as coisas? Será que existe vontade pública para cobrar as autoridades?"
    Essa é a pergunta que não quer calar,e que tenho me feito também.É triste,muito triste.

    ResponderExcluir
  7. E é a esperança de q uma hora esse 'click' aconteça q nos mantém de pé. Esperemos por tempos melhores.

    ResponderExcluir
  8. Você disse tudo o que penso.. Tudo o que está acontecendo é resultado de um descaso conjunto, é descaso político, é descaso da própria população (e estou totalmente incluída) que se acomoda, que não cobra (salvo em momentos como esse). Será quantas pessoas precisarão morrer nessas catástrofes naturais que serão cada vez mais freqüentes e serias, para tomarmos ou cobrarmos as atitudes necessárias ?.. Ótima postagem!!..

    ResponderExcluir
  9. André...

    Acho que falta muito para que todos os "clik's" necessários sejam ativados!

    No dia da posse da "presidenta" o povo lotou a frente do Palácio do Planalto... e agora? Será que tem alguém lá? Para reivindicar apoio para que aquelas pessoas possam "tentar" reconstruir suas vidas?

    E o próximo escândalo político? Que não demora e já chega por aí! O povo vai se reunir lá?

    O povo brasileiro é "@#$%¨&"!!!

    Linda noite Querido Amigo!
    Dias de luz e paz para todos nós!

    Sua Amiga
    Sil
    Com carinho

    ResponderExcluir
  10. Q triste amigo. Seu post guarda mto do que está acontecendo no Rio. Já ajudei da forma que eu podia. Gostaria de poder ajudar mais.
    (olha, Não me xinga não, mas o meu post de hj foi sobre uma coisa que vc odeia, kkk. Vê se não me detona ta?) Um bjão, amigo

    ResponderExcluir
  11. Fala André,
    Você contando sobre seu pai, me lembrou meu Avô que abandonou minha vó e filhos por um "rabo de saia"......eheh, que termo hein......
    Mas sabe, não são só os "menos favorecidos" que sofrem com esses problemas na sociedade. Claro, a grande parcela da desgraça recai aí mesmo.
    E os políticos, na verdade, não estão nem aí com isso. Mas não estão mesmo. Aparecem nessas horas em noticiários, sobrevoam os locais das tragédias, liberam verbas que nunca chegam onde devem chegar, e por aí vai.
    Enfim.....vamos convivendo com essa situação.
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  12. é uma tristeza, o desespero deve ser total. colega amei seu blog ta de parabens. to te seguindo me segue de volta http://desabafodeumalunatica.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Muito bom esse texto, me fez pensar um pouco na situação da minha cidade. Não temos um sistema descente de saneamento básico o que faz com que todas as casas tenham fossas nos quintais, o que faz com que a água subterrânea seja poluida, o que só se "compensa" pela cidade ter uma grante represa... mas quanto ao saneamento básico ou qualquer questão ambiental a prefeitura não está nem ai, não tem secretário de meio ambiente, muito menos agenda XXI. Agora o que me deixa mais revoltada são certas atitudes de algumas pessoas, um exemplo é uma rua perto da minha casa em que todos os moradores jogam o lixo no meio da rua (ou seja moram num lixão por vontade própria) dai vem o caminhão com os garis e limpa tudo, dois minutos depois chega um ser ilustre e joga um saco de lixo. Dai eu penso, é esse tipo de pessoa que não liga pra nada que elege os governantes que não ligam pra nada.

    ok falei muuito, tchau!

    ResponderExcluir
  14. É sempre assim, eu gostaria muito de saber como agir para exigir ação dos nossos digníssimos governantes. Me sinto e mãos atadas apenas com minha indignação. Imagino você que passou por isso.

    ResponderExcluir
  15. é deprimente saber que somos nós quem elegemos esses fdp!

    ResponderExcluir
  16. Nossa que crônica! além da crítica social a habilidade literária é enorme! Aproveitei!

    ResponderExcluir
  17. A propósito, não esqueça de dar uma bisbilhotada: gabriel-caetano.blogspot.com
    abraço!

    ResponderExcluir
  18. Eu acho que falta iniciativa política, sim. Mas as pessoas também são responsáveis pelo que está acontecendo, afinal é tudo consequencia das ações humanas. E a humanidade não é representada apenas pelos políticos que não fazem nada, mas também pelo povo que nada cobra e não faz sua parte.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  19. Dedé!
    Gosto como vc escreve e conta tuas histórias, parece q vc está falando comigo e não escrevendo, isso é espotaneo. Mas essa grandes tragédias da vida, as pessoais e as climáticas, somadas ao descaso de governantes, é de fato, são coisas a serem superadas. É o tal de bicho "ser humano"!!!
    Aparece por lá, estarei sempre aqui!
    Humoremconto
    http://anaceciliaromeu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. POIS É, ANDRÉ... EU REALMENTE NÃO QUERIA ESPERAR PARA QUE NENHUMA DESSAS AUTORIDADES DEMORASSEM TANTO PARA SE TER ESSE "CLIK" NA CABEÇA E MELHORAR A SITUAÇÃO DE MUITO DESSES LUGARES VITIMADOS.

    VC CHEGOU A PASSAR POR ISSO PELO SEU RELATO E SABE COMO É! VER TODAS AQUELAS COISAS QUE UMA FAMÍLIA ÀS VEZES LUTOU TANTO, ANOS ATÉ, PARA CONSEGUIR SENDO LEVADO DO DIA PRA NOITE (LITERALMENTE!) PELAS ENXURRADAS DA CHUVA. É MESMO TRISTE!

    COMO JÁ DISSE EM VÁRIOS POSTS SOBRE ESSAS TRAGÉDIAS DAS ENCHENTES, EU FICO COM PENA ATÉ MAIS DOS ANIMAIZINHOS... QUE DIANTE DA IGNORÂNCIA E DESCASO DOS HUMANOS QUE PODERIAM FAZER ALGUMA COISA PARA MELHORAR, SE VÊEM ARRASTADOS, PERDIDOS, ESFOMEADOS E ATÉ MORTOS DEVIDO A TUDO ISSO. OS ANIMAIS, PRA MIM, SÃO VÍTIMAS TANTO QUANTO UMA CRIANÇA E UM IDOSO.

    A IRRESPONSABILIDADE E O ABANDONO DAS NOSSAS AUTORIDADES, TALVEZ, SEJA MUITO MAIS PERIGOSO DO QUE FORTES TEMPORAIS!

    GRANDE ABRAÇO, ANDRÉ!!!
    www.vemaquinomeublog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. cara, excelente seu blog. Parabéns.......

    www.comunicademais.com

    Rodrigo

    ResponderExcluir
  22. Caro Andrée, sempre gosto de sus textos, preciso nem falar que sou frdiscutidoenquentador de carteirinha. Esse é um tema muito pertinente, e deve sim ser discutido e cobrado, afinal nossos representantes existem para isso mesmo, em vez que querer ganhar dinheiro só por ficar em casa dorminda, deviam fazeer que lhe cabe a responsabilidade.

    Abrç andré.
    Passa lá no meu, tem um novo post.

    http://essenciaego.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  23. Fala André,
    meu amigo, já comentei sobre o post e estou passando aqui para agradecer suas palavras lá no meu blog nesse dia de muita alegria para mim.
    Obrigado mesmo amigão.
    Grande abraço

    Ops.: Vai ser Fluminense e ouvir muito rock de qualidade......ahahahahahahah

    Inté

    ResponderExcluir
  24. Muita chuva sempre cai, agora o mundao tá ficando cheio de gente, e gente que vai morar em lugar que enche, que pode deslzar... com ou sem permissão das autoridades, isso é que é triste.

    ResponderExcluir
  25. Olá André, estava rabiscando a nova matéria para o blog do pena qndo lembrei q ainda não tinha lido a sua postagem dessa semana. Aí venho pra cá e me deparo com outro tema semelhante ao meu (mais dessa vez irei publicar assim mesmo, confere lá depois) e escrito de uma maneira bem leve, porém sem deixar de ser crítico e fazer as alfinetadas nos lugares certos. Parabéns pelo texto e saiba q já peguei tbém hepatite por causa de agua contaminada mais ainda bem q não tive q tomar nenhum picão, ouvi falar q a pessoa pode ficar viciada em levar picão e ainda tem o efeito colateral de fazer os cabelos caírem, será verdade? hehehe...
    obs: www.cinemeirosnews.blogspot.com atualizado com os comentários sobre o novo filmaço de Denzel Washington, confere já q tu é quase um cinemeiro mesmo, só falta ser seguidor p/ oficializar hehehe....

    ResponderExcluir
  26. Concordo com o FRANCOREBEL acima, é muito simples jogar toda a culpa em cima dos governantes!!!

    + também não podemos tirar uma parcela de culpa deles!!

    O povo faz cada construção em lugares proibidos onde corre o risco de deslizamento..etc! Lembra do caso em Angra.. lugar lindo de ter uma pousada.. vista UNICA de uma beleza impar.. mais não um lugar proprio para ter uma pousada!!

    Outro item que gostaria de levantar..
    O POVO PORCO VIU!! Povo não muda nunca.. ve que os esgotos estao entupindo cada vez mais e mais e mais e +++++++++++ +++++ +++++++++ e o povo continua jogando papel na rua (papel de bala.. o q for..) ESTAMOS CONTRIBUINDO PARA ISSO!!

    Fico triste com as mortes.. algo precisa ser feito!! URGENTE!!

    ResponderExcluir
  27. Destaco de novo, André. Porque destacar seus pontos fortes na escrita sempre me agradam muito: O jeito com o qual você mescla a sua escrita, a sua história, a sua mentalidade e a sua crítica; chegam a ser impecáveis. Você tem um "Dom" para ser o cronista, amigo. Eu também tenho certos problemas com meu pai, coisas com relação a bipolaridade diária dele. Mas eu já aprendi a conviver e me dar bem com ele, mesmo quando isso acontece. Que bom que vocês também conseguiram tomar o rumo de vocês, naquela época.

    ResponderExcluir
  28. Todo ano é a mesma coisa e eles não tomam providência alguma para mudar por falta de interesse.

    ResponderExcluir
  29. Sinto muito carinho pelo que você escreve. Até quando está relacionada a uma tragédia deste porte que aconteceu agora no RJ.
    Você coloca as palavras com sentimento e acabo me identificando as com suas narrativas.
    Sempre estou acompanhando seu blog.
    Abraços!!!
    Ivone Prates
    www.luacumplice.blogspot.com

    ResponderExcluir
  30. Legal, a preguiça alheia concorda comigo.

    ResponderExcluir
  31. Muito bom André.
    Quanto mais problema, mais liberação de verba e menos controle pela urgência urgentíssima, mais motivo para justificar o que não foi feito, mais motivo para mudar a prioridades, maior dificuldade para acompanhar o uso do erário, maior facilidade para convencer de que não viram os desmandos não perceberam as falcatruas que estava sendo arquitetada na sala ao lado, mais tempo de mídia para posar de bom mocinho (mocinha), mais facilidade para fazer média com os miseráveis ingênuos que ainda crêem em falsas promessas.
    Quanto mais desgraça menor a capacidade de reação do povo, maior a letargia que impera na sociedade, e maior a influencia das hienas que sorridentes jantam os despojos dos cadáveres e aproveitam o momento para fincar raízes mais profundas em fanatismos dos mais diversos.
    Quanto mais problema, menos verba para a educação, menos ensinamento e discernimento de um povo que também tem culpa e não percebe que a natureza devolve de uma forma ou de outra aquilo que lhe fazemos.
    Quanto mais adversidade e infortúnio, maior a separação (apartheid) social e quanto mais separação menor a capacidade de reivindicação porque a cultura humana esta muito ligada ao próprio umbigo.
    E é nesta adversidade que muitos aventureiros colocam em prática seus macabros ideais.
    Quanto ao seu pai só me resta a saudade.

    ResponderExcluir
  32. A grande verdade é que eles NÃO querem ver oque está acontecendo.

    ResponderExcluir
  33. Como costumo dizer, eles brincam com coisa séria, que envolve vidas e mais vidas!

    E fazem isso já há um bom tempo! Creio que se acostumaram, assim como muitos do povo se acostumam a sorrir das desgraças e começar de novo, do zero...

    Mas tenho comigo que existe uma lei muito mais forte, da qual não se pode fugir! Assim espero!

    Abraços meu amigo!

    ResponderExcluir
  34. É triste ver oq está acontecendo por esses dias, mas triste ainda pq ñ é a primeira vez e novamente vemos um filme de horror se repetindo, até quando isso vai continuar?

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!