sábado, 11 de junho de 2011

Felicidade urgente!



Quando eu era criança a moda era ter um Kichute! Puxa vida... Eu que era mais "pobrinho" tinha Conga, se você nasceu depois de 85 mais ou menos certamente não se lembra do Conga, mas dá uma googlezada aí pra você ver que coisa feia no mundo! Mas os meninos mais pobres geralmente tinham Conga e o pior é que eu tinha um vermelho de solado "amarélim", meu Deus, parecia o tenis mais cafona da história dos Congas!
No comercial do Kichute tinha um menino que colocava um e corria mais que uma pantera e saltava de uma montanha pra outra porque o Kichute dava esses poderes! Então quando finalmente o meu pai me deu um, eu não tive dúvidas, subi em cima da casa e pulei querendo voar até a casa do vizinho... Ainda bem que tinha um monte de areia pra amenizar o impacto senão era hospital na certa... Eu passei um tempão achando que meu Kichute estava com defeito...
Quando eu comecei a namorar com a Andréia (minha esposa) ela tinha uma bicicleta velha mas que servia para ela andar feito uma maluca pela contra-mão, passando em sinal vermelho, descendo as ladeiras sem segurar no guidão, ela esmirilhava essa bicicleta feito uma doidinha, um dia eu de moto corri atrás dela vários quarteirões até conseguir alcançar e falar umas abobrinhas pra ela deixar de correr daquele tanto... Ela trabalhava num lugar que era uns 10 kilômetros de onde ela morava e ela ia e voltava com essa bicicleta sem problema algum...
Quando a gente estava construindo nossa casa eu falei pra ela ir na loja escolher as janelas e ela disse pra eu mesmo escolher sózinho.
Eu fiquei nervosão e achei que ela não estava nem aí pra nossa casa e fiquei bravo e falei um monte de coisas pra ela, então ela me olhou chorando e disse: - Eu nunca achei que iria ter uma casa na vida, ainda mais que eu teria que escolher as janelas...
Puxa... Cortou meu coração...
Sabe gente, eu passei por algumas dificuldades e acho que todo mundo passa, eu queria ter umas coisas que não tenho condições pra ter e sei que você também queria... Mas uma coisa eu posso falar, eu nunca deixei de ser feliz por isso! Nunca deixei de sorrir, de cantar no chuveiro, de brincar com minha cachorra, de amar minha esposa, de amar meu pai e minha mãe, e de sonhar... Sim! Porque aos poucos a gente vai conseguindo melhorar e as coisas vão ficando melhores e mais fáceis na vida da gente e olha que geralmente isso acontece com todo mundo. Eu sei que tem gente que mora debaixo das pontes e vive desumanamente e sei que o futuro pra eles vai ser difícil e talvez nem exista... Mas pra gente que tem uma condiçãozinha melhor eu acho que não dá pra viver choramingando pelos cantos porque seu carro não é zéro, ou porque sua namorada não é top model... O mundo é melhor que todas essas besteiras, basta a gente viver!
Outro dia um bobinho comentou num post meu aqui que me odiava porque todos os meus posts sempre acabavam com algum tipo de pensamento bom e que o mundo era lindo e que eu me fazia passar por feliz! Desculpe, mas realmente eu acho que mesmo nos momentos mais precários da nossa vida ainda dá pra tentar ser feliz!
Felicidade urgente!!!!!

22 comentários:

  1. Peguei saindo do formo!!!rsrs


    Que legal e verdadeiro teu depoimento aqui,André!

    Meus filhos até hoje não podem nem lembrar das congas, mas os kichutes eles lembram bem...gostavam deles.

    Era o máximo!!!

    E tens razão!" Todos passamos por momentos de muita peladura até, mas nem por isso perdemos a alegria. Nós aqui em casa com 4 filhos pequenos, na hora de comprar uniformes, materiais e tudo mais para escola era um sufoco e lembro que essa época coincidia cm a mudança do verão para o outono, o que exigia novas roupas. Era foooooooooogo! Se apertava daqui e dali mans dava e éramos muito felizes se sem problemas.
    O resto , no mais, é frescura pura! Inventam tantas coisas,credo!!!
    Bobagens e mais bobagens! Nós sempre gostamos de simplicidade e procuramos ensinar a criançada que um carro, p.exemplo, não precisa ser fino ou modernoso, cheio disso daquilo.Basta que ande e nos leve onde se precisa ir. Até hoje, temos apenas um carro e olha: um corsinha sem frescurada nenhuma!

    bem estou fazendo um jornal aqui,srsr...
    Um abração, adorei teu tema e como desenvolveste! abração,lindo dia dos namorados pra vocês,chica

    ResponderExcluir
  2. Nem se preocupe com esse sem graça querendo te dar lição de moral sobre a vida. Continue nos trazendo luz, digo nós seus verdadeiros leitores, não esse babaquinha que aparece uma vez ou outra só para apontar para onde nem ele sabe onde. Continue nos alimentando e pense que, se ele disse que em todos os seus textos tudo acabava bem, é sinal que ele acabou se contaminando com o seu otimismo, pronto, mais uma alma amargurada que foi salva. Como sempre, gosto da espontaneidade de seus textos e sou viciado no que escreve. Tomara que continue assim, com seu bom humor e quebrando nossas utopias. Quantas vezes eu entrei aqui ou lá no blog da Cissa e saí totalmente renovado. Isso sim que é a manutenção da felicidade, isso é que se permitir ser feliz... Abração, Andresão!!!!
    http://www.cronutopia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. kkkkk dei a googlezada que você falou achei isso: http://nostblog.wordpress.com/2010/02/07/conga-o-tenis-que-dispensa-apresentacoes/
    :D

    Muito fofo esse post *-* haha
    Gostei!!

    ResponderExcluir
  4. Excelente post André! Acontece que tem gente que acha que ser feliz é "ofensa pessoal". Melhor ignorar e continuar sendo! Bjo!

    ResponderExcluir
  5. Felicidade está no modo de ver as coisas. Você, só por ter esse blog, já expressa sua felicidade, ora!
    Tem cada coisa, viu!

    ResponderExcluir
  6. André! o/
    O que? Como assim minha entrevista não foi reveladora? Rs. O post recente que fiz no blog foi bolado ás pressas assim que vi a entrevista no blog do Chengão..tipo, fui colocando as palavras aleatoriamente no teclado antes de sair pro rolê por isso ficou curto e corrido. E pra não ficar um post vazio, comentei sobre o evento e talz.
    bjs e excelente domingo!
    Ah e desde já, muit obrigada pelo comentário deixado no blogdo Chengão! Sei que temos nossas diferenças com relação á religião mas fico muirto feliz de saber que sabmeos contornar a situação e levamos na boa! Te considero um grande amigo já e quem sabe um dia não nos esbarramos pessoalmente?

    E sim, eu digito demais ahshashahsas...e escrevo no papel também..tenho tanta coisa pra digitar que fico ate com preguiça de começar!

    Sobre seu post...essa pessoa que criticou seus posts provavelmente deve ser uma pessoa que quer ser infeliz e que só enxerga o lado negativo das coisas, talvez por ser mal amado, endividado ou mal comido.
    Sério, seu blog muitas vezes me alegrou, eu fico ansiosa pelos seus posts..lembro que uma vez no serviço que eu queria sair, li seu artigo e me senti bem pra aguentar o resto do dia.
    Existe uma espontaniedade em você e talvez isso incomode as pessoas. Muitas vezes quando somos simpáticos e animados em demasia atraimos a inveja de outras pessoas.
    Mas ignore e continue sendo sempre assim!

    bjs e excelente domingo!

    http://www.empadinhafrita.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Claro que dá pra ser feliz André! O amor, a união, paz, saúde, fé e valorizar o que se consegue com sacrifício dá muito prazer. Este tal de Kichute, dei um ao meu filho na ápoca, era do Rambo...Ridículo...kkk Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi Dedé!
    Que post excelente!
    É tudo o que eu tento passar lá no meu blog!
    Sinceramente, estou cansada daquele tipo de texto, que é o que mais se vê, que apresenta a "problemática, não a solucionática".
    Ontem de madrugada, descobri que um artigo meu tinha sido publicado num jornal super difícil, "Diário Popular", super lido, da cidade de Pelotas, aqui do RS. Texto sobre corrupção política, mas que tento dar um alto astral no final. Pois tinha um comentário no site deles, de um cara que não sei quem é, se dizia professor da univeridade de lá, e disse: "textos desta natureza... eu creio que pelo menos dão uma pequena sobre-vida para a esperança da população".
    Parece pouco, mas chorei muito!
    Abração para ti e a Andréia, namorem muito por aí!

    Humoremconto
    http://anaceciliaromeu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. O que o bobinho critica e não gosta é uma das coisas que seu Blog tem de mais fascinante:VOCÊ e esse seu jeito de escrever - bem à beça- , essa maneira educada de conduzir as postagens e receber críticas e o fato de ser um garoto do bem.Sua postagem hoje é popular, todo mundo teve, todo mundo passou e passa - não importa o tamanho da grana que tem - já ouviu dizer que quantomais se tem mais se gasta? E a sua conclusão é perfeita, quem não se acha feliz, deveria depois de te ler considerar a possibilidade de tentar ser feliz com o que tem.

    ResponderExcluir
  10. Se estou triste venho aqui e saio assim:
    Feliz
    Gostei do texto.
    Felicidade urgente, é o que o mundo precisa

    escarceu-pre-datado.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Seu blog é muito interessante...
    Estou te seguindo.... Tenha um Lindo Dia!
    Siga meus Blogs: http://cartasdeumcoracao.blogspot.com/
    E http://deusemminhaalma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. A felicidade é um estado transitório.

    ResponderExcluir
  13. Sim, em meio as nossas aflições a gente tenta ser felz, não é. Mas muito sincela a história, não sei se é vc. ou um personagem, enfim, do cara com a esposa e tudo mais, esses momentos simples e com ou sem bicicletas velhas , mas que fazem toda diferença.

    http://www.pequenosdeleites.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Oushe André, eu sou de 84 e tive um Conga. Ía para a escola com ele e ficava me achando a 'rainha da cocada da preta'. Tadinha d'eu...
    PS> Eu quero sopaaa!!!

    ResponderExcluir
  15. que bonitinho o post tio andré!!
    e é vdd mesmo isso... vc viu aquela menina com cancer terminal que colocou a lista das coisas q ela queria fazer antes de morrer e deu a maior repercussão?
    e ela está lá, feliz. enquanto uns e outros ficam de cara virada pq o cabelo amanheceu ruim, pq ama e não é correspondido, etc...
    esse povo não sabe o q é sofrimento!
    e sempre tem uns idiotas q fazem esses comentários. a verdade é: inveja pura, recalque.

    ResponderExcluir
  16. Sinceridade e alegria, é o que você demonstra nesse seu texto. Simples assim.
    Grande abraço e ótima semana.

    ResponderExcluir
  17. Cara, linda a tua história de vida André, me inspira muito, eu que daqui a 1 mês vou completar 2 anos de casado somente. E como vc já está bem estruturado é exemplo pra caras como eu que estou no início de uma vida a dois.

    Bicho, tu lembrou dos kichutes e congas, eu usava tudo isso quando era guri, era demais. Outro dia vi um cara usando na tv um conga, e disse, caraca, estão comercializando de novo esse tênis, e dei uma procurada pelas lojas pra ver se garantia o meu, mas não encontrei.

    Ótimo texto, gostei muito Dedé.

    ResponderExcluir
  18. Conheço muito bem a Conga e o Kichute...rsrs,e voava pelas avenidas de bicicleta,sabe pq?Não havia esse transito maluco de hoje em dia.Agora confio mais em minha pernas,a caminhada de todos os dias,do que numa bike.
    Quanto a tua historia com tua esposa e td a dificuldade que vivestes,é a mesma mas com roteiros diferentes de quase tds os brasileiros desse país.Sangue,suor e lagrimas,mas com muitos risos,musicas,e esperança.Da pra ser feliz em todo momento.A gente tem que ser feliz por estar vivo!
    Boa semana,guri.
    Bjka

    ResponderExcluir
  19. Lembrei que uma época,lançaram um tênis que vc encaixava a "parte de cima" no solado e assim ia trocando,tendo acho que uns sete "modelos"...eu queria porque queria um daqueles,mas minha mãe me dava o que podia,e ficava me explicando..."Filha,esse é muito mais bonito!"...Enfim,mas só depois de muito tempo que entendi que Valor é diferente de Preço!
    E é isso que conta,os valores!
    E,Anfré,tem gente que quer ver mais é todo mundo reclamandoe se dando mal,pra se sentir "melhorzinho"...Me vem até música nas idéias pra ilustrar isso :Blues da Piedade,do Cazuza!
    Liga não,e mantenha esse astral sempre lá em cima \o/

    ResponderExcluir
  20. André o/
    Ah que isso André! Até daria pra você opinar sobre os ninjas só de olhar nas fotos!
    Mas gostei do seu top 7 de vilãs e heroínas...sabia que a maior cosplayer do mundo, a YaYa fez cosplays perfeitos e impecáveis da GFeiticeira, Gata Negra e Mulher-Maravilha? Eu prometo que irei postar as fotos e você certamente vai ficar embasbacado. Mas na tua lista faltou a divina Rainha Branca dos x-men.
    Caramba, essas guloseimas!! Eu adooooro!!
    Dadinhos doces! \o/ Eu amo dadinhos doces! nossa, bala chita! ahshahshahs quanto tempo não ouvia isso. E as pipoquinhas de saco rosa é eterno....mas não esqueçamos dos cigarrinhos de chocolate com o neguinho sorridente na embalagem que não existem mais u.u
    bjs
    http://www.empadinhafrita.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. É isso aí...n podemos viver o tempo todo reclamando e lamentando das coisas que n deram certo ou n conseguimos. Acho que precisamos tb saber agradecer por tudo o que temos e se quisermos chegar mais longe, que façamos por onde.

    Um forte abraço, meu amigo!
    Tenha uma ótima semana!

    Te espero lá no blog ;)

    www.nicellealmeida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. Que belo texto, faz me lembrar de muitas coisas vividas.Todos passamos por momentos assim meio na lona. E quem não passa? Acho que s os políticos Não... rs? A conga era muito legal,mas as criançada não gostava... Os Kichute era o calçado da moda. Hoje está tudo mudado. Parabéns pelo seu blog. Gostei muito.Vou seguir seu blog pra voltar mais vezes. Um abraço!

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!