terça-feira, 28 de junho de 2011

Doutorados em viver bem

Existem algumas pessoas aqui na minha cidade que quando chegam num lugar só falta algum serviçal vir correndo e desenrolar o tapete vermelho pro cidadão de sangue azul ("duque", ou "marquês", ou talvez seja "senhor feudal") entar com toda a pompa ao som de trombetas e rufar de tambores... Uma vez eu atendi um cidadão desses aqui na loja onde trabalho e fiz uma nota fiscal pra ele com o seu nome correto que era "José Paraguaçu", então ele com seu ego atingido e golpeado pelo ódio, se virou pra mim e disse bem alto para toda loja escutar: - Ei seu vendedor! Póde cancelar essa nota! Eu quero que escreva J. Paraguaçu, porque João e José todo mundo é! Uia! Que reizinho nervoso!
Tem um outro cidadão que sempre vem aqui na loja e faz questão de ser chamado de DOUTORRRR Siqueira, então outro dia eu perguntei pra ele se ele havia feito doutorado em alguma coisa e ele me respondeu que não, mas que ele era DOUTORRRR engenheiro... Óia só qui belezinha! DOUTORRRR engenheiro!
Esses dois aí são dois chatinhos e não merecem mais do que essas poucas linhas, mas agora eu vou falar pra vocês sobre dois doutores que conheço! O doutor Chapéu Preto e o doutor Homérim...
Chapéu Preto é doutor mestre de obras e pedreiro, tudo o que ele fala que vai contecer em uma obra realmente acontece, uma vez tinha um engenheiro conversando com o cliente dele aqui na loja enquanto eu os atendia e o Chapéu Preto estava do lado me esperando, o engenheiro falava que o serviço tinha que ser feito de tal maneira e explicava o dono da casa, depois de escutar o que o homem falava o doutor Chapéu Preto falou: - "Voceis" me desculpem de entrar nessa conversa aí, mas desse jeito que o senhor falou aí não vai dar certo não... Esse serviço tem que ser feito assim...
Depois de alguns dias o dono daquela casa me pediu o endereço do Chapéu Preto pra ver se ele iria lá na sua obra mostrar como era o certo pois a obra tinha dado errado. Exemplos iguais a esse eu já ví o dr. Chapéu Preto fazer várias e várias vezes, e sempre que alguém tem alguma dúvida ou dificulade com alguma coisa em alguma construção eu indico esse doutor tão sábio e tão humilde, que em inúmeras vezes nem cobra nada para ajudar os outros...
O outro doutor é o Homérim ("seo" Homéro), um doutor em sabidência e vivência, ele é um senhor de 75 anos que trabalha comigo, negro, de familia pobríssima, que venceu na vida e hoje está "com o burro na sombra", mas que ainda trabalha aqui com a gente porque sempre trabalhou na vida e um homem não pode ficar parado, como ele sempre diz. Você pode ir conversar com o Homérim com qualquér problema que você estiver e com o astral mais baixo possível, você sempre vai sair da conversa com uma luz sobre a situação e com o astral renovado e com a alegria de viver voltando ao seu coração!
Esses dois caras são humildes ao extremo e são verdadeiros doutores pra mim, nas atitudes, no caráter e na inteligência! Só que são formados na faculdade vida, e dai? Não está bom assim? Pra mim está perfeito!

20 comentários:

  1. Clap,clap(isso é o que encontrei pra meus aplausos, já que o tico e teco não chegaram a um acordo,srsr) O que vale é que quero te aplaudir!!!

    Foste genial e de forma agradável e simples, mostraste grandes verdades.

    Detesto quem se ACHA e exige ser tratado disso ou daquilo...Não dá pra querer. Muitas vezes, como o tal engenheiro, só sabem falar pois na prática,são ZERO!!!

    Pior é que o mundo tá cheio desses doutorezinhos de ..... que se acham e se gabam, sem nada saber.Que nojo tenho disso!

    E outros simplesmente como os teus amigos aí citados, sabem porque vivenciaram, tem a experiência daqueles que metem a mão na ação, fazem e não apenas mandam , decorando as teorias tantas vezes burras...

    Adorei teu post!

    abração,lindo dia,chica

    ResponderExcluir
  2. Sem dúvida André, tem muita gente que acha que um diploma patético e fútil faz alguma diferença sobre a forma como as outra pessoas o enxergam.
    Aqui no Brasil mesmo, o que mais tem é político engravatado corrupto até a (inexistente) alma que adora ser chamado de Doutor.
    Deve-se julgar uma pessoa pelo que ela faz e não pelo que ela tem.
    Quanto mais sabedoria adquirimos, mais nos damos de conta daquilo que não sabemos, assim, nos tornamos humildes e passamos a dar valor ao que importa de verdade: amigos, família e pessoas que nos querem bem.
    Parabéns pelo texto e até a próxima.

    ResponderExcluir
  3. Já morei no interior,e é bem assim,o povo chega bradando o sobrenome :Fulano de TAL e TAL e TAL...e se sentem,afff...Estudei em um colégio,que tinha vários "herdeiros" dessas familias,e a gente sempre tinha que se referir à eles citando o nome e sobrenome,pode?
    E por outro lado,pessoas simples,de nomes "comuns",trazem mesmo essa sabedoria que vc citou,se impõe pela simplicidade e doçura.
    Amei o post ^^

    ResponderExcluir
  4. Perfeítíssimo!
    Mais nada a acrescentar!
    hehehehe
    Mais uma vez parabéns. Texto ótimo, comos empre!
    Saudades... desculpe a ausencia, mas de evz em quando dou um jeitinho de aparecer!
    Tem postagem nova lá!

    Abração!
    http://evesimplesassim.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Isso é totalmente verdade!
    Eu posso ser jovem mas na minha opinião a faculdade da vida supera qualquer faculdade universitária!
    Eu vejo a sabedoria, humildade e simpatia em diversas pessoas. Meu padrasto não é formado mas ele consegue fazer tudo e tudo que ele faz sai bem feito! E minha mãe pode não ser formada em psicologia mas é uma ótima conselheira!

    Não é um diploma ou um nome que faz a pessoa. O que faz uma pessoa é o que ela é!

    Excelente post André!

    http://www.empadinhafrita.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Extrema verdade
    Há pessoas que preferem o Dr. a ser chamado pelo seu próprio nome...
    e já outros sem nenhum diploma, merecem bem mais que estes que se formaram numa faculdade..

    Post incrivel.
    Bom mesmo

    abrçãoo

    ResponderExcluir
  7. Dedé, tudo bem?
    De DOUTORRRR e louco, todo mundo tem um pouco!!!
    rsrsrs
    E olha que existe Doutor Escorpião às pencas nessa tua cidade, heim? rsrsr
    Beijos e ótimos dias próximos!

    Gostou do Brad Júnior? rsrs

    Humoremconto
    http://anaceciliaromeu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Suaas palavras são pura verdade, meu amigo. Gostei bastante do seu texto pq tb tenho experiências de grandes lições que aprendi em minha vida por pessoas humildes, mas que possuem um conhecimento que vai além de qualquer diploma.

    Um forte abraço!!!

    Tava sumida, mas agora voltei...a correria tá grande!

    www.nicellealmeida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Cara, adoro teus causos, e como me enoja essas pessoas que, com uma merda de status ou um diploma superior se acham melhores que as outras. E um exemplo de humildade sem precedentes foi dado por Jesus, sendo Deus e dono de toda a riqueza e sabedoria, se fez tão pequeno e nunca humilhou ninguém, e imaginem se nós tivéssemos um décimo da riqueza ou sabedoria do nosso Mestre Jesus? Com certeza sairíamos pisando todo mundo e se achando.

    Gosto de ouvir histórias de pessoas simples, porém vividas e sábias, esses são os verdadeiros doutores e sabichões.

    Ótimo post Dedé.

    ResponderExcluir
  10. Verdade meu amigo!
    Experiência não é o que acontece com um homem; é o que um homem faz com o que lhe acontece. (Aldous Huxley)

    ResponderExcluir
  11. tem gente que se acha tanto...o doutor engenheiro que não fez doutorado..rsrs, acho que algumas pessoas "se acham" porque sonham serem alguém que "pode", alguém importante, mesmo não sendo.
    Tem muitas pessoas ae que não tem muito estudo, fez só ensino fundamental, ou as vezes nem isso completou e são inteligentíssimas e até muito mais cultas que muitas pessoas estudadas por ae.

    Obrigada pela indicação do post da condessa Bathory no blog da Empadinha Frita. Eu já conhecia a história dessa condessa, inclusive também já postei no meu blog há muito tempo. Recentemente vi até o filme baseado na história dela "A Condessa Drácula" que matava várias garotas para se banhar no sangue delas e ficar mais jovem.Aliás,já faz um certo tempo que estou com a idéia de colocar um post sobre uns filmes baseados nessa condessa e colocar download.
    Até mais!

    ResponderExcluir
  12. Verdade André! Acho ridiculo essas pessoas que querem ser melhores que as outras, enchem a boca pra falar que são doutores se nem sequer sabem que para serem isso, precisam estudar durante quatro anos e defender uma tese diante de ilustres pesquisadores.
    Bom lembrar também, que somos todos iguais, e "doutor" é apenas um titulo. Vamos morrer e ir pro mesmo lugar.
    E mais exemplo de sabedoria...Jesus mesmo dizia: "Tu ocultastes dos mais grandes, o que revelastes ao seus pequeninos"

    Mto bom o texto, como sempre. Bjos.

    ResponderExcluir
  13. Texto extremamente interessante, vai aqui meu abraço aos dois doutores reais, àqueles que sim, fazem toda a diferença. E a vc, pelo gesto, pelo carinho e pela merecida homenagem. Grande abraço

    ResponderExcluir
  14. Olá menino Andre
    Realmente não existe faculdade melhor que a vida, mas a maioria é reprovada. Prepotência é uma das coisas que mais me irritam, não dou conta de conviver com pessoas assim.
    Mais uma vez seu texto foi brilhante.
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  15. Não deixe que sua arrogancia esteja aliada a sua prepotencia.
    Nem que sua humildade esteja aliada a sua falsidade.
    Ambos podem representar significativas mentiras.

    ResponderExcluir
  16. Também não entendo essa exigência que as pessoas insistem em fazer de apresentarem-se ou serem classificadas por títulos... Enfim, acredito que esteja relacionado a auto-estima. E gente simples tem isso de sobra, não precisa ficar por aí afirmando a torto e a direito!...

    Até, André!

    ResponderExcluir
  17. Sempre bom vir a seu blog!

    ResponderExcluir
  18. Esse José Paraguaçu é irmão do Odorico?
    Não sei como ninguém fez essa pergunta no estabelecimento.
    Abraço meu amigo e ótima sexta feira aí pra vocês.

    ResponderExcluir
  19. Esses que o amigo citou no final, a meu ver, são os verdadeiros doutores que a vida nos dá de presente!

    Abraços renovados!

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!