sábado, 2 de março de 2013

Anjos


Mais uma vez estou postando esse texto e acho que do jeito que as coisas vão eu postarei ele de tempos em tempos até o dia do final desse blog. Espero que vocês que já leram, leiam de novo e que falem sobre esse assunto com seus amigos, para que assim quem sabe um dia essa situação mude. Ouça também a música do vídeo, sei que é punk rock e que tem gente que acha agressivo demais, mas ouça e entenda a letra. Ela é um protesto e vale a pena se escutada! 




Zezé era menino.
Menino que não sabia.
Menino que não conhecia.
Zezé era um menino que não sabia de onde veio.
Não conhecia seu pai, era filho de pai sem mãe...
Não conhecia sua mãe, era filho de mãe sem pai ...
Zezé foi criado por uma irmã mais velha. Um ano mais velha. Marcia era o nome dela.
Comiam os restos das latas de lixo, dormiam debaixo da ponte, se cobriam com jornal, cheiravam cola e fumavam bitucas de cigarro.
Um dia acharam o corpo de Marcia num matagal, comida pelos vermes e pelos humanos.
A policia achou normal, afinal, era só uma menina de rua mesmo...
Zezé prosseguiu sozinho. Já tinha quatorze anos e uma mulher! Carol.
Carol, que já tinha treze anos. A oito meses grávida...
- Que legal, eu vou ser pai!
E foi!
Comiam os três restos de lixo, comida roubada ou ganhada, o mercadão jogava muitas verduras fóra.
Carol, desnutrida, não tinha muito leite, e quem tinha não dava. Afinal um centavo valia muito falou o presidente!
Um dia a polícia entrou no cafofo. Cafofo era a casa de Zezé, e de Jão, Zé, Cráudia, Alê, Xixa, Carol e mais um monte de moleque de rua.
Cheirador de cola!
- E esse nenem? - Falou o policial - vamos levar pro juizado!
- Meu filho não! - Falou Carol.
- Vai ele e você!
Carol se atracou com o policial que queria tirar o nenem do seu colo, e os outros moleques entraram na briga, foi uma confusão. De repente um dos policiais puxa a arma e atira!
Legítima defesa ele afirmaria no processo.
Zezé que já tinha visto muita coisa nessa vida, viu sua mulher e seu filhinho cairem no chão...
O tiro atravessou os dois.
Zezé matou um dos policiais a pauladas!
Mais polícia chegou, a televisão chegou, as pessoas chegaram... Mais policia chegou, mais televisão chegou, Os moleques foram presos!
Hoje Zezé está preso... Deflorado, surrado, usado, pisado...
Ele sonha com o dia em que vai sair da cadeia para menores infratores...
Legal né?
Ele sonha...
Afinal ele é criança, que sonha antes de dormir, afinal ele é criança e sonha com fantasias de criança... Criança de quinze anos...
Que sonha acordado!
E sonha com dias melhores... E sonha com os Anjos!


36 comentários:

  1. André, esse teu texto é lindo e tomara chegue o dia que ele deixe de ser atual, que tudo que falas não mais aconteça. Mas, falta muito!! Lindo! abração,chica e tudo de bom!

    ResponderExcluir
  2. Olá André, de fato este é um post que realmente merecia ser postado novamente, pois infelizmente o tema está cada vez mais preocupante, principalmente por conta da epidemia de crack...

    "DZK" é uma lenda do punk brazuca, música muito bem escolhida!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha o Brunão! Conhece DZK!!!!

      Excluir
  3. Oi amigão
    Triste, mas infelizmente é a realidade de muitas crianças, não só no Brasil , mas por esse mundo a fora. A música não podia ser melhor escolhida, completa o texto.
    Tenha uma linda semana
    Abração

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente, é um fato que faz parte de nossa realidade.
    Para o governo é só estatística, para mídia, sensacionalismo e para quem vê lamentável, mas para quem vive é a vida, a vida deles.
    Quiçá alguém que tenha o poder de modificar leis, atitudes, ações e acrescentar amor ao próximo possa fazer algo pelas nossas crianças compatriotas.
    É muito triste ver sua família destruída.

    Bom domingo, amigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito triste mesmo Jaqueline! Obrigado por aparecer!

      Excluir
  5. Dezinho, compactuo da fala da querida Chiquinha... espero que chegue o dia em que ele deixe de ser atual. Enquanto professora, mãe e acima de tudo, enquanto ser humano, fico penalizada em saber que existem muitos, muitos Zezés por aí. Precisamos mudar essa realidade... :/

    bjinhos em todos aí e ótima semana! :*

    JoicySorciere => CLIQUE => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  6. Lí sim André!! Inclusive reservei uma postagem meses atrás no meu blog direcionando as pessoas para esse seu espaço, pois realmente é um texto muito interessante e que nos faz um grande alerta.
    Grande abraço!!
    jorge-menteaberta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Penso que já tinha lido o texto e comentado. A leitura não me é mestranha. Infelizmente para todos os Zézés do mundo por muito que sonhem a vida real é cada dia mais um pesadelo.
    Esperança a gente nunca perde né? Também a vida sem ela deixaria de ter sentido. Mas o mundo gira, e cada dia o ser humano tem menos respeito pelo outro. Cuidar do nosso semelhante como de nós mesmo? Hoje em dia salvo honrosas excepções é lenda antiga a que ninguém liga.
    Um abraço amigo. E uma boa semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um abraço Elvirinha, e obrigado por aparecer!

      Excluir
  8. OI André, tudo bem e fico-lhe grata pela visita lá no Coluna.

    Quanto ao seu texto eu nunca tinha lido e vc só retratou com suas palavras a total e frenética realidade, quiçá lamentável. Contudo, não há como reverter a situação... Depende do governo, depende do povo, depende de cada um de nós...

    Mas valeu, meu amigo, esse teu grito de alerta. E grite quantas vezes for preciso.

    abraços da Lu :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Lú! Seja sempre bem vinda!

      Excluir
  9. Não acredito que essa realidade mude tão cedo, caro André. Acho que ainda vamos continuar lendo o seu belo texto por algumas vezes ainda e sem que ele deixe de ser atual. André, o que gosto em você, é que sabe e de uma maneira peculiar e inteligente, falar de risos, lagrimas e protestos, e com a mesma desenvoltura. Parabéns brother. Sou seu fã cara. É sincero.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem eu acredito PCzão! Infelismente!

      Excluir
  10. Uma realidade triste cujo fim não consigo visualizar. Atribuímos a responsabilidade aos governantes para não assumir a nossa parcela, indispensável na luta para que as crianças sejam, desde cedo, amparadas e cuidadas. Bjs.

    ResponderExcluir

  11. Olá André,

    É de arrepiar as imagens do vídeo.
    Crianças sem oportunidade acabam como o Zezé. Lamentável que os pais, família, sociedade e governo não cuidem adequadamente de suas crianças. Todos deveriam se empenhar nesta tarefa. Como poderemos desejar viver num mundo sem violência quando crianças crescem nela?
    Triste realidade!

    Obrigada pelos cumprimentos por ocasião do meu níver.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse vídeo é forte mesmo Verinha!

      Excluir
  12. Dedé, meu amigo,
    primeiro peço desculpas por não comentar sobre o texto, mas vim desejar um feliz aniversário ao garotinho mais lindo de 1 ano na face da Terra!
    Parabéns a todos vocês também, papais maravilhosos!
    Que a vida do Samuel seja repleta de coisas boas, muitas felicidades e saúde.
    Fiquem com Deus! E vê se publica uma fotinho do garoto!

    Abração a todos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahahhahaha obrigado Cissa!

      Excluir
  13. André!
    Cara, tudo bom? Desculpa não ter respondido á mensagem que deixou no face mas eu li sim a sinopse que você fez sobre seu livro. Achei legal, mas ficou um pouco extensa...quando você aparecer no chat dfe novo, me chama para conversarmos...pensei em sugerir uma chamada um pouco mais “sensacionalista” rs. Afinal é um livro policial.
    Me desculpa sempre demorar um pouco para aparecer aqui no seu blog e comentar...desculpa mesmo! Mas não atualizo o blog sempre como vc faz e esses tempos até dei uma espaçada pq tenho tanta coisa pra fazer...to até sem artigo pro blog, sabia? Preciso fazê-los senão fico sem assunto!
    Eu já tinha lido esse seu texto outra vez e sempre o achei excelente! Creio até ter comentado sobre. A forma como foi escrito é absurdamente realista, tangível.
    Ah, André! Vc é muito legal...sempre comenta no meu blog mesmo que o tema não seja muito do seu conhecimento,...olha só graças ao blog você entendeu que esse lance de cosplay não é tão maluco e tem umas coisas que ficam realmente legais..tenho sessões cosplay de personagens fantásticos pra mostrar ainda.
    bjs

    ResponderExcluir
  14. Acho que foi o primeiro texto que li por aqui, já na tua repostagem. Ah, eu acho que é a face mais feia da nossa realidade e a gente espia pro lado, espia pros poderes, ensimesmados em torno dos seus umbigos podres, a sociedade que acha que dando um pão velho já fez ganhou assento no céu, e abraça o desalento.

    É lindo esse teu grito.
    Beijo, André.

    E beija muito aquele bebê mais linda que fez um aninho.

    ResponderExcluir
  15. O texto é mesmo atual sempre _ infelizmente! Muito boa a repostagem! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infeelismente atual né Camis?

      Excluir
  16. Olá!
    Amigo Dedé
    sim...me lembro dessa postagem.Triste as imagens do vídeo.
    É a nossa realidade nua e crua. Sem oportunidades, as crianças acabarão como Zezé. Por vezes culpamos só os outros , a sociedade e os governantes, mas enquanto não "criarmos a nossa realidade", e assumirmos o comando do jogo daqueles que nos mantém dormindo e como peões, teremos casos e mais casos assim.
    Parabéns para o Samuel, meio atrasado. Que tenha a vida plena de realizações em companhia dos pais maravilhosos que sei que vcs são!
    Bom dia de quinta feira
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As imagens e a letra do vídeo se completam perfeitamente né Felisão?

      Excluir
  17. Oi André, este teu texto é ótimo, real e atualíssimo, o que é uma pena!
    Ver tantas crianças passando privações, que poderiam ser amenizadas por pessoas
    menos egoístas e cegas para esta cruel realidade.
    Abração André e Parabéns !
    Mariangela

    ResponderExcluir
  18. Acredito em anjos.

    'Charles Anjo 45' é o melhor.

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!