domingo, 11 de dezembro de 2011

Fazer bem feito


Eu gosto de cozinhar. Na verdade eu sou um mestre cuca. Faço coisas absurdas e deliciosas. Minha esposa fala que na vida toda ela não conheceu ninguém que cozinha tão bem. Eu como sou bobinho acredito no que ela fala e no que as pessoas falam quando eu os convido pra uma jantinha ou um almoço de domingo.
Aqui vão duas hipóteses: Ou as pessoas falam pra agradar porque afinal eu os convidei e os elogios deles são apenas o exercício da boa educação, ou realmente elas gostam. Eu acho que gostam, porque no final não sobra nada!
Tem algumas pessoas que não gostam de cozinhar. Elas falam que dá trabalho, que detestam picar o alho, que não gostam do cheiro da cebola, que detestam mexer com a carne crua por causa do sangue, que escolher arroz dá trabalho, que lavar louça dá trabalho e que no final o resultado não é tão bom assim. Eu já acho o contrário! Adoro picar alho, cebola, pimenta, coentro, salsinha, escolher arroz, refogar o feijão, fritar um bife e no final o resultado acaba sendo bom. Mas aí é que está o "x" da questão. Eu faço porque gosto e tudo que a gente faz com gosto fica legal.
Esses dias eu fui num velório e ficamos de madrugada esperando o corpo que vinha de outra cidade chegar. Enquanto o corpo não chegava ficamos conversando com o porteiro do velório que é um senhor que tem mais de 40 anos que trata de arrumar corpos para serem enterrados. Ele contou que acha normal mexer com os defuntos e que tem prazer em arrumá-los direitinho no caixão. Ele fala que é a última imagem que os familiares vão ter daquela pessoa e que então é obrigação dele deixar a pessoa bonita e assim deixar essa imagem menos chocante. Puxa vida! Se fosse eu não tocaria no defunto pra arrumá-lo de jeito nenhum e a imagem que os familiares teriam do morto seria a pior possível... Entendeu? Tudo que é feito com amor e carinho fica mais gostoso, fica mais bonito, fica melhor.
Minha esposa fica brava porque eu gosto de fazer pratos sofisticados para as pessoas comerem mas quando é pra me agradar a melhor comida que você pode fazer é arroz, feijão, salada de tomate, bife e ovo frito com a gema mole! Se possível uns três ovos! Se você fizer com amor então... Hummmmmmm viro freguês!

19 comentários:

  1. Amigo, confesso que não gosto muito de cozinhar. Não é por causa do alho, nem da carne, tampouco da louça...Sei lá, não gosto de nada que me prende muito a um mesmo lugar, a não ser escrever. É como vc disse, tudo que se faz com amor, fica bom. Sou muito agitada, parece que tenho sempre que estar em movimento, mas quando me pego a escrever, fico na boa. Ah! Só que eu cozinho muito bem, tá? Beijossss

    ResponderExcluir
  2. André..o segredo para ser feliz é fazer o que amamos..

    E pir falar nisso...vc citou ai o meu prato preferido!!
    Adoro um "zóiudo"

    Fique com água na boca...

    bj..semana de paz a vc..

    ResponderExcluir
  3. Hahaha cara esse lance de gostar de cozinhar e não gostar de ficar com cheio de alho, cebola, etc. (q não é o seu caso) é que nem o cara que fuma não gostar do cheiro do cigarro, ou o que bebe não gostar de cheiro de pinga. Porra, isso faz parte da natureza dos três atos. Eu gosto de cozinhas mas é sazonal. Não são todos os momentos. E normalmente gosto de fazer massa com diversos tipos de molho.

    E sobre cadáveres, dispenso comentário. Pior não é quem mexe, e sim quem gosta de furungar dentro deles hehe

    Abss!!

    Ps: Tu viu que eu deixei bem explicito que o personagem estava sozinho na cela, justamente pra não correr o risco que tu citou no comentário haha.

    “The tramp mind”
    Site Oficial: JimCarbonera.com
    Rascunhos: PalavraVadia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Boa noite amigo trivial!
    kkkkkkkkkkkkkkkkk
    Agora deu na gastronomia ,kkkkkkkkk,virou defunto...mas terminou tudo virando salada,kkkkkkkk
    Que receita trivial achei aqui...
    Aproveito para te convidar a passar no blog da Anne Lieri e conhecer um pouco de mim,kkkkkkkk,se interessa óbvio...
    bjsssssssssssssss
    http://recantodosautores.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi, André... vc falou uma coisa muito interessante. Tudo o que é feito com amor, é bem feito! Penso assim tbem. Vivo falando para meus colegas professores, que nossa educação tem grandes problemas por conta de profissionais que estão ali simplesmente por conta do tal "cabide de emprego". Caíram de paraquedas numa profissão que não gostam, aí os estragos são enormes. Claro que não estou culpando os professores como os grandes causadores da péssima educação que temos por aí. Sei que o buraco é bem mais embaixo.

    Mas, só quis complementar o que vc falou. Concordo plenamente.

    Eu até faço uma comidinha gostosa... mas, o lance é que não gosto muito, sabe! Prefiro comer... rsrsrsrs Adorei a postagem!

    Ah, vou conferir os links sobre sua história de leitor.

    Desculpe o sumiço. Sacomé, né!? Final de ano tem sido uma loucuuuuuuuura pelas bandas de cá!

    Abraço pra vc e sua família

    JoicySorciere - Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  6. Dedé, tudo bem!
    Concordo, amigo!
    Tudo o que a gente faz com amor, por gosto mesmo, dá certo, não tem erro!
    Só falta nos convidar para uma jantinha rsrs

    Mas fora isso, muito boa a crônica, adoro as tuas crônicas, essas do dia a dia, como esta, acho que são reflexões muito boas de um jeito bem humorado, como deveria ser a vida!

    Ótima semana aos três! Fiquem com Deus!

    ResponderExcluir
  7. Muito legal ! E qualquer comidinha bem básica, feita com VONTADE e carinho, fica boa! Se vamos cozinhar sem a mínima, dá porcaria,rsrs abração,chica

    ResponderExcluir
  8. ah eu não sei fazer nada na cozinha D:
    mas me agada quem cozinha bem u.u

    ResponderExcluir
  9. Hoje amanheci o dia tão boazinha que vim te desejar um bom dia e ainda te trazer um beijinho,kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  10. Independente da tarefa, André, a dedicação que empregamos a ela é que define o resultado alcançado. Quando se faz com gosto e com vontade, tudo tende a ficar melhor.
    Até!

    ResponderExcluir
  11. Hahahah tb amo um zoiudo!!!
    Nada se compara né?! E tb amooo cozinhar, em casa sou eu que vou pro fogão sempre. Adoro de verdade, temparar, cortar, esperimentar. Delicia isso!

    Beijão!

    ResponderExcluir
  12. Oi André!

    Meu Querido Amigo...

    Agradeço sua visita... sempre tão carinhoso e fiel. Sobre o blog em manutenção... eu quis dizer que vou fazer algumas modificações(pequenas) e provavelmente não vou postar lá mais esse ano.

    Enquanto isso vou escrevendo no meu outro blog "Versos Vermelhos".

    Estarei por aqui sempre... Vc é meu Amigo de coração.

    Beijo doce nessa careca... rsrs!

    Te adoroooooooooo!!!!!

    Sil

    ResponderExcluir
  13. Bah,tu fosses de um extremo a outro,da comida que lembra a saúde,ao defunto...Jesus!
    Tua mente anda fértil mesmo,Andre, deves escrever mais e mais...rsrs
    As coisas feitas por prazer são bem melhores,e para de pensar quando alguém te elogia é por educação.Criou-se um conceito sobre esse assunto aqui que chega a dar nos nervos.Então os que fazem isso são uns hipócritas!Se deve elogiar quando se gosta realmente,e no caso de não gostar não se critica,mas se incentiva,sutilmente,para que a pessoa melhore.
    Boa semana,bjca

    ResponderExcluir
  14. Meus filhos também gostam de cozinhar, eu também faço um miojo que dá enveja a qualquer um he he he ...daqui óóóó.
    Penso que o mais importante para uma boa refeição é estar com fome, e me sinto muito bem sabendo que a maioria dos meus amigos não sabem de forma 'profunda' o que é isso.
    E espero que cada dia diminua ainda mais a fome em todo o mundo.

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. Olá, grande amigo André!
    Também gosto de cozinhar. Tive que aprender porque algum tempo morei sozinho.
    Já tive a impressão que relata aqui de que cozinho bem. Minha esposa elogia, mas interpreto que isso é somente para me incentivar a fazer a comida por ela.
    No começo, fazia um miojo da dava nojo, porém, aos poucos, fui me aperfeiçoando.
    Acredito que você cozinha bem porque gosta, sobretudo de picar os temperos.

    Parabéns pela criatividade!

    Abraços do amigo de sempre!

    ResponderExcluir
  17. Omelete de queijo, banana e urucum, hum...

    ResponderExcluir
  18. Oi André,
    De fato, o amor é o tempero ideal. Tudo que se faz com prazer dá bons frutos.
    Tenho um irmão que também adora cozinhar e o faz muito bem. Só que o copo de cerveja tem que estar do lado (rsrsrsrs). Em contrapartida, as mulheres da família fogem da cozinha.
    Sua mulher tem sorte por ter um marido bom de fogão.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  19. Ah, Carequinha! Eu tbém tenho um maridão cozinheiro, viu? Tbém amo cozinha, amo fazer misturinhas que acabam dando certo.

    Penso como vc: precisamos amar o q fazemos, sempre!

    Gde abraço à família!

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!