domingo, 25 de dezembro de 2011

Anjos

Mais uma re-postagem desse texto. Tomara que no próximo ano esse texto se torne bobo e esse problema não exista mais.


Zezé era menino.
Menino que não sabia.
Menino que não conhecia.
Zezé era um menino que não sabia de onde veio.
Não conhecia seu pai, era filho de pai sem mãe...
Não conhecia sua mãe, era filho de mãe sem pai ...
Zezé foi criado por uma irmã mais velha. Um ano mais velha. Marcia era o nome dela.
Comiam os restos das latas de lixo, dormiam debaixo da ponte, se cobriam com jornal, cheiravam cola e fumavam bitucas de cigarro.
Um dia acharam o corpo de Marcia num matagal, comida pelos vermes e pelos humanos.
A policia achou normal, afinal, era só uma menina de rua mesmo...
Zezé prosseguiu sozinho. Já tinha quatorze anos e uma mulher! Carol.
Carol, que já tinha treze anos. A oito meses grávida...
- Que legal, eu vou ser pai!
E foi!
Comiam os três restos de lixo, comida roubada ou ganhada, o mercadão jogava muitas verduras fóra.
Carol, desnutrida, não tinha muito leite, e quem tinha não dava. Afinal um centavo valia muito falou o presidente!
Um dia a polícia entrou no cafofo. Cafofo era a casa de Zezé, e de Jão, Zé, Cráudia, Alê, Xixa, Carol e mais um monte de moleque de rua.
Cheirador de cola!
- E esse nenem? - Falou o policial - vamos levar pro juizado!
- Meu filho não! - Falou Carol.
- Vai ele e você!
Carol se atracou com o policial que queria tirar o nenem do seu colo, e os outros moleques entraram na briga, foi uma confusão. De repente um dos policiais puxa a arma e atira!
Legítima defesa ele afirmaria no processo.
Zezé que já tinha visto muita coisa nessa vida, viu sua mulher e seu filhinho cairem no chão...
O tiro atravessou os dois.
Zezé matou um dos policiais a pauladas!
Mais polícia chegou, a televisão chegou, as pessoas chegaram... Mais policia chegou, mais televisão chegou, Os moleques foram presos!
Hoje Zezé está preso... Deflorado, surrado, usado, pisado...
Ele sonha com o dia em que vai sair da cadeia para menores infratores...
Legal né?
Ele sonha...
Afinal ele é criança, que sonha antes de dormir, afinal ele é criança e sonha com fantasias de criança... Criança de quinze anos...
Que sonha acordado!
E sonha com dias melhores... E sonha com os Anjos!

21 comentários:

  1. Andre...

    Estou sem palavras! Afinal, você já disse tudo...

    Mais tarde volto, se tiver algo para complementar...

    Sem mais...

    Forte abraço JoicySorciere - Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  2. Dedé, tudo bem?
    Como foi a Ceia?
    Pois é, amigo, este texto eu já li.
    Muito bom e forte, reflexão intensa e que diz da realidade de muita gente aqui do país, infelizmente.
    Injustiças sociais, e quanto esse mundo estaria melhor se todos fizessem um pouquinho, só um pouquinho...

    Grande abraço natalino aos três!

    ResponderExcluir
  3. Ai.. que pesado.

    Felicidades e Esperança pra tu, Andréé!! =D
    Obrigada por ser fiel ao blog hahaha e caso eu ganhe umas barras eu te mando sim, pódeixá hahaah

    =D
    Feliz Natal e Fim de Ano (:

    ResponderExcluir
  4. Lembo dele e é lindo! Vai fundo na realidade... abração e ótima última semana do ano! chica

    ResponderExcluir
  5. Nossa, que texto é este heim...
    Espero que tenhamos um pais como se prega, lindo em tudo que faz...
    Felicidade para nos neste ano que se inicia

    ResponderExcluir
  6. Olá André!
    Seu conto faz doer o coração! Como é triste a vida de quem não encontra apoio ou um "anjo" que lhe aponte a direção.
    Gostaria mesmo que as coisas mudassem a ponto de
    não mais existir problemas dessa espécie.

    Espero que seu Natal tenha sido de alegria e paz.

    Ótima semana de despedida de 2011!

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  7. Zezé sonha desperto e adormecido. e por sonhar foi castigado pelos homens que não sabem o que é um sonho.
    palavras sagazes, dignas de uma bela reflexão. Parabéns!
    Abraço

    ResponderExcluir
  8. André, essa realidade se mostra ainda mais presente quando entramos em contato com ela, através de um texto como o seu. Infelizmente, não creio que possa deixar de postá-lo no próximo ano. Não vejo um caminho para isso, na busca de nossos líderes e governantes. Mas podemos alimentar a fé e pedir a Deus que ilumine a todos.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Pois é... Um centavo vale muito. Mas não paga o prato de comida, nem o remédio, nem os livros, nem o cobertor que muitas famílias brasileiras necessitam! Quem dera nossos nobres políticos vivessem com alguns centavos por dia... Mas não. Eles sequer pensam que existem pessoas que vivem - ou sobrevivem - além de suas mansões!

    Belo texto, André.

    Abraços e ótima semana.

    ResponderExcluir
  10. Acho que já li isso em algum lugar... acho que foi aqui no seu blog mesmo, não foi?

    ResponderExcluir
  11. Cara, faz muito tempo eu comprei um livreto chamado "Pixote", que conta a estória de alguns meninos de rua que roubam nas ruas de São Paulo para sobreviver, também me lembrei do livro de Jorge Amado "Capitães da areia". Uma realidade sombria que acontece em nossas capitais, tantas crianças e adolescentes carentes se perdendo no tráfico, nas drogas, entrando no submundo para sobreviver.

    Uma estória emocionante, densa, carregada de dramaticidade, parabéns cara, tas expert nesses contos urbanos.

    ResponderExcluir
  12. Meu querido amigo!
    Hoje vim só para te elogiar,posso?
    Venho agradecer a sua presença no meu blog que fez irradiar os comentários de calor humano...sentido pela alma que transporta amor e carinho sempre.As vezes vc quiz me tirar do sério me provocando.Mas não adiantou pq aprendi a te amar,kkkkkkkkkk
    Te quero em 2012 com o mesmo sabor que me dedicastes esse ano,para que eu possa continuar a sorrir...ok!
    Bjsssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  13. Ai meu Deus, meu maior medo é ler esse texto novamente por mais uns anos aqui, não sei se a sociedade está preparada para ajudas essas crianças e cada dia mais e mais nascem e onde vamos parar?!
    Triste realidade.

    Beijão Dé, posso te chamar assim, afinal vc me chama de Camilinha e só meu pai me chama assim e todos chamam ele de Dé, então acho digno hehehehehe

    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Andrezinho, voltando aqui pra pedir um favorzinho. Tem como vc atualizar o link do Umas e outras (jlmilinha.blogspot.com) na aba de seus "blogs recomendados"? Acho que encontrei a raiz do problema com a atualização do meu bloguito(que está aparecendo como se eu tivesse atualizado há 3 semanas, sendo que a última postagem foi publicada dia 26, ontem)... Agradeeeeeço!! hihihihi

    bjks JoicySorciere - Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  15. E assim segue o barco segue a vida...ou não.
    Belo texto.

    ResponderExcluir
  16. Olá, grande amigo André!
    Seu texto é uma parábola da vida real moderna.
    Existem muitos ZEZÉs até mesmo próximo da gente.
    Com sua linguagem e narrativa, o texto tem um colido especial que nos fazer esquecer a realidade para saborearmos o fantástico, o maravilhoso contidos no entrecho.

    Parabéns pelo talento!

    Abraços fraternos do amigo!

    ResponderExcluir
  17. André, que sensibilidade humana a sua, em tratar desse tema com a sabedoria de um grande autor e com a sutileza de uma doce criatura. Percebo e também é sensibilidade minha, meu amigo, me permita, que você não escreve só com os dedos digitando nos teclados, mas com a alma e o coração se expressando. O texto é comovente, real, ainda que fictício e exemplar. Meu amigo, queira Deus poder continuar tendo o prazer de em 2012 continuar bebendo dessa fonte de sabedoria e inteligência, que tão bem está representada em você. Feliz 2012, meu amigo. Muita paz e muita luz, sempre.

    ResponderExcluir
  18. Dedé,
    volto sim amanhã com toda honra para ler e comentar o Walfredo, mas antes quero te dizer que você também é um amigo maravilhoso e humano, então acho que a gente pertence ao mesmo grupo de pessoas, as tri-legal! rsrs

    A tua amizade também está sendo uma das melhores coisas por aqui, tenha certeza disso, amigo!

    Abração aos três!!! Beijinho especial na Bonitona e Bonitinho! Este ano que vem vai ser muito legal, heim? Vida nova!

    ResponderExcluir
  19. Nossa isso foi forte, umas das coisas mais fortes que já vi!! Parabéns pelo texto... excelente!! Bjs
    http://www.artesdosanjos.com.br/

    ResponderExcluir
  20. que lindeza de texto! Realmente emocionante...
    São tantos como esse por aí, e as vezes nem nos damos conta =/

    Tem postagem nova, passa lá!
    beijO
    evesimplesassim.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Dédé....essa foi uma das melhores de todos os tempos no seu blog..uma critica social ferrenha,descrita com a paixão que nos leva ao coração de Zézé. Não podemos esquecer dos mundos tristes, e hoje foi dia de lembrar.

    Obrigado pela visita e feliz ano novo !

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!