sábado, 18 de dezembro de 2010

Acostumar a amar...

Na minha cidade tem uma família de catadores de papel que são mais conhecidos que o prefeito. No começo eles eram três o Milão mais velho, o Milão do meio e o Milão mais novo... É que a cidade toda chama eles de Milão. A uns três anos atrás o Milão do meio morreu, só ficou o Milão mais velho que trabalha catando papelão no calçadão e no centro da cidade, e o mais novo que trabalha nos bairros. O mais velho é uma comédia, conhece todo mundo, mexe com todo mundo, não pode ver uma mulher bonita que faz gracinha, não pode te ver que pede um real pra tomar um guaraná, e vive dando trabalho e trabalhando nas ruas do centro da cidade.
A uns dez anos eu comecei a chamar o Milão mais novo de Quinhentinho e o pior é que esse apelido pegou. O Quinhentinho também cata papel, mas ele também faz uns rolos com baboseiras tipo presentinhos que ele compra, troca, vende e financia. Quando saem esses presentinhos da coca- cola, ou de qualquer outro tipo de produto ele junta as embalagens, troca e depois troca de novo por outras coisas, depois vende e só faz rolo. Seu nome é Jorginho, ele deve tomar banho todo dia, mas não lava o pé, e nem os braços, que estão sempre sujinhos, ele anda com um chinelão derrapando na sujeira no xulé, e não tá nem aí. Eu sempre falo pra ele lavar o pé mas não adianta.
Mas na verdade eu não quero falar dos Milões eu quero mesmo é falar de três amigos inseparáveis do Quinhentinho, três vira-latas bonitões que vão onde o Quinhentinho for, com a maior alegria do mundo. Adoram aquele cheiro de xulé dele, adoram andar pela cidade fazendo rolos e catando papelão. O Quinhentinho vai todos os dia na loja onde eu trabalho tomar café, os três cachorros deitam na frente da loja e ficam esperando ele sair. Quando ele sai os cachorros chegam a chorar de alegria, pulam, latem e lambem seu dono porquinho!
Eu vi um monge budista falar que o espírito do cachorro pode vir a ser um espírito de gente, e numa encarnação qualquer o homem também pode voltar como animal, vi um espírita falando que cachorro vir a evoluir até virar um espírito humano póde, mas o contrário não. Eu como sou cristão não posso acreditar em nada disso, porque a Bíblia não fala nada sobre reencarnação, apesar de algumas doutrinas forçarem a barra e dizerem que ela fala sim. Mas uma coisa eu vou falar, o amor que a Frida tem por mim e pela minha esposa, e o jeito que ela nos olha quando estamos tristes, ou quando estamos alegres, o jeito que os cachorros do Quinhentinho gostam dele... Puxa vida... Pode ser que eles nunca venham a ser gente, porque acho que assim eles “involuiriam”, ou seja voltariam atrás no quesito amar sem se importar com as aparências...
Uma vez o padre Fabio de Melo disse que os cachorros não amam a gente e sim se acostumam com a gente... Ah se todos os homens fossem acostumados uns com os outros assim como a Frida é acostumada comigo...

33 comentários:

  1. A expressão maior do amor gratuito e desinteressado é o amor que o cão tem pelo seu dono e mestre.
    Assim como o homem, o cão tem necessidade de se ligar a outro ser, O amor incondicional de um cachorro pelo dono.
    Abraços Andre e Ótimo final de Semana!

    ResponderExcluir
  2. Muito lindo esse post! *.* Sinceramente, acho que nos tempos de hoje em dia não tem maior demonstração de amor incondicional do que ao que esses bichinhos nos mostram! *.* Tenho um cachorro e por mais que eu chegue triste, estressada ou algo do tipo em casa ele sempre fica ao meu lado. SEMPRE! ><

    ResponderExcluir
  3. Muito legal a post
    isso tem faltado na nossa sociedade
    parabens pelo blog

    ResponderExcluir
  4. Não sei dizer se o que eles têm é amor ou costume, mas eu adoro cães, adoro a companhia deles e não posso ver um abandonado na rua que cismo em intervir. Pra ter idéia, já tive 12 em casa (junto de 2 gatos, na época).
    Me fez lembrar de uma ocasião onde cheguei tarde e cansada em casa, uma cadela minha ficava dentro de casa porque se recuperava de uma suposta cinomose (e recuperou, sem sequelas!). Pus uma panela no fogo pra esquentar comida e, de tão cansada, enquanto esperava acabei cochilando no sofá. O troço queimou, virou carvão, esfumaçou tudo e eu, só acordei com ela, metendo o focinho na minha mãe e me cutucando (parecia meio tensa). A casa poderia ter incendiado... Isso é amor ou costume?!
    Bj!

    ResponderExcluir
  5. "Ah se todos os homens fossem acostumados uns com os outros assim como a Frida é acostumada comigo..."

    *-*

    me deixou sem palavras...

    ResponderExcluir
  6. Os seres humanos amam a matéria e não espírito.
    Os cães enxergam o todo, não só os bolsos.

    ResponderExcluir
  7. André,
    As vezes eu fico pensando e cada vez mais tenho certeza de uma coisa: quanto mais eu conheço alguns "humanos", mais e mais eu admiro meu cachorro.
    Não há amizade mais fiel no universo.
    Eu não tenho dúvida que esses cães vão acompanhar os "milão" até os últimos suspiros.
    Você conseguir aliar ao texto, humor, amizade e vida real. Meio complicado não é? Mas, falar o que? Mais uma vez, belíssima postagem.
    Abraço e bom sabadão.

    ResponderExcluir
  8. Ei, André!

    Tem alguns selos lá no meu blog para você.
    Não se assuste! Pode pegar todos, mesmo! Risos...
    Seu blog merece.
    Desculpe-me por ser todos de vez. Mas é que realmente falta-me tempo, apesar de ser indormível. Risos...

    Muito Obrigada!!

    Abraço de NINA

    ResponderExcluir
  9. Opa! Passando rapindinho pra dizer que seu blog ganhou um selo!

    http://blogkawai2.blogspot.com/2010/12/selos-selos-que-venham-mais-selos-selo.html

    Va lá pega-lo!

    ResponderExcluir
  10. VERDADE ABSOLUTA ESSE SEU POST!!!

    Uma coisa que eu sempre admirei nos cães, é esse seu lado amigo e fiel... e é MUITO MAIS SINCERO do que muita amizade humana! Pois eles não estão nem aí se vc for sujo, pobre, velho, de roupas rasgadas e morto de fome... ele estará sempre do seu ladinho te admirando pelo que VC É COM ELE!!!

    Por isso, falo pra todos amigos meus: quando vejo mendigo dormundo com um cachorrinho, sei que aquele mendigo é legal e tem uma alma bondosa, pq dificilmente um cão se "apegaria" e ficaria do lado de quem o maltrata!

    ÓTIMO POST! ADORO ANIMAIS!!!

    ResponderExcluir
  11. Andrézinho irmãozinho, O padre Fabio de Melo é psicólogo de cães? kkkkk. como q ele pode falar um absurdo deste??? O cachorro é muito superior ao humano nos quesitos de lealdade, amizade e amor. Amei seu texto;.Beijão

    ResponderExcluir
  12. Aqui tem o gaúcho que possui mais de uma dezena de cachorros que andam com ele...
    De fato o amor que estes animaizinhos expressam é tão gratuito e verdadeira que emocionam...
    A gente deveria aprender com eles.

    ;D

    ResponderExcluir
  13. O padre foi infeliz na colocação dele, mas o fez de acordo com a crença; paciência, rsrsrs
    Existe o mundo que a gente é ensinado que é e o mundo que existe de verdade. Quando criança vendo os animais morrerem , fiquei chocado em "descobrir" que, ao contrário do que meus pais falavam pra não me deixar triste, não existiria céu para animais. Hj já não acredito em céu pra ninguém, mas aí é outra história, rsrs

    Abs!

    (cara, eu uso photoshop mesmo)

    ResponderExcluir
  14. é mesmo, se todos fossem acostumados uns com os outros que nem a sua Frida ou que nem aos três cachorros do Quinhentinho, a relação das pessoas seria bem melhor.
    Há cachorros que muitas vezes sabem nos valorizar muito mais, estão sempre esperando felizes por nós quando chegamos do trabalho.
    adoro essas histórias que você escreve, nos faz pensar sobre várias coisas da vida!
    Meu blog ta atualizado, se der, dá uma passada lá http://artegrotesca.blogspot.com
    Abraço!

    ResponderExcluir
  15. De fato são poucos os homens que conseguem demonstrar, ou verdadeiramente sentir, amor pelo seu próximo da mesma forma que um cachorro demonstra pelo seu dono.

    Utilizamos constantemente o termo "melhor amigo do homem", pq de fato o cachorro é isso. Os atributos de um bom amigo descrevem o cão. Lealdade acima de tudo.

    Parabéns pelo texto e pelo blog.
    Continue sempre visitando o SPVD.

    Saudações.

    ResponderExcluir
  16. o cão é sem duvida p melhor e mais fiel amigo de um homem

    o bandit ( o meu ) concorad plenamente

    abraço andré



    blog indicado pelo jornal destak

    o fim da série H.P.B - http://universovonserran.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Poxa.. eu estou meio gripado.. nariz escorrendo.. e depois de ler seu texto.. fui la da um beijo na minha bull dog americano.. a SHITARA.. ela e lindona.. vou fazer um post em homenagem dela um dia!

    Um abraço meu grande e bom amigo Andre!

    ResponderExcluir
  18. Olá Querido Amigo André!

    Que post mais lindo! Aliás suas postagens estão cada dia mais encantadoras! Que orgulho o meu ser sua Amiga!

    Então... sem querer entrar em méritos religiosos e nem causar polêmica. Eu,sou budista. E acredito naquilo que vc não acredita. Mas... o que importa é o coração! O Budismo ensina que o mais importante é o sentimento, pois dele nasce nossas ações,e essas se tornam fatos, e que esses por sua vez formam nossa vida.Nossos atos revelam nosso caráter e nossa postura de vida, enfim, precisamos ter um coração polido para amar e receber amor, seja de quem for, vindo de onde vier!

    Parabéns pelo post! Amei demais!
    Tenha uma linda semana!

    Beijo doce
    Sil, sua amiga.
    Sempre aqui

    Ps: Ainda estou sem computador, mas virei aqui sempre que possível. Beijo pra Frida! rs

    ResponderExcluir
  19. Seus textos são sempre comoventes. Na minha casa tem 3 cachorros, mas só um é meio. Tenho ele desde os 12 anos e em epocas de solidão ele foi o meu unico amigo. Os cães são os melhores amigos dos homens, porque não temos competência para sermos amigos de nós mesmo.
    ______________________
    http://assimounao.blogspot.com/
    Lê, comenta, segue, sei lá.
    Eu retribuo. : )

    ResponderExcluir
  20. Como de costume seu texto é bonito e de linda mensagem.
    À propósito assisti o filme "SEMPRE AO SEU LADO" com minha esposa dona Yolanda e gostamos muito, ela chorou bastante.(eu também soltei umas lágrimas pelos cantos do ZÓIO).
    Se você ainda não assistiu e tiveres a oportunidade de assistir não perca é bastante emocionante.
    Obs: Observo que seu respeito por outras religiões e culturas só merecem elogio.

    ResponderExcluir
  21. Acho tão linda a maneira especial como vc trata dos bichinhos na vida real e aqui no blog tb.
    Esses seres são muito especiais mesmo e enchem nossos dias de alegria.
    PS. Tô sentindo sua falta lá no 'Para que nunca me esqueça'.

    ResponderExcluir
  22. Passeando pelos blogs indicados em selos dos meus amigos, encontrei você. E como a indicação tinha falado, aqui é muito bom, parabéns.Amo cachorros *-*
    Estou te seguindo, se quiseres me siga também.
    Beijokas da Arih. ^^

    ResponderExcluir
  23. Eu amo cachorros, literalmente. Tenho seis: um labrador preto, um casal de dachshund e três malteses. E posso dizer com toda a certeza que eles tem o amor mais puro que existe, pois diferentemente do seres humanos, eles não sabem fingir (:
    Abraços.

    ResponderExcluir
  24. Meu querido!

    Olha, conforme fui lendo seu texto, fui lembrando de uma citação que não sei o autor que diz mais ou menos:

    "Misture os homens aos cães e melhorará o homem, mas irá piorar o cão"

    Sabe, não gosto de cães, mas reconheço que são esses caninos para seus donos muito mais do que possamo9s imaginar. Fidelidade, lealdade, superação de dificuldades, basta observar os cães do quinentinho ou quaisquer outros para aprendermos valores que são muito mais que humanos, são caninos!

    rsrsr...estava publicando outros textos porque estava escrevendo um gigante, que já publiquei, vai lá, mas com paciência pq o trim é grande!!rsrrs

    Beijão ANdré, você é especial !!

    ResponderExcluir
  25. Ah, meu amigo...se assim o fosse, o mundo seria outro. Sabe, as vezes os animais nos dão cada tapa na cara! Eles nos ensinam cada coisa! Só quem tem um cachorro em casa pode saber, eles só faltam mesmo falar. Como a gente se apega a eles, né? É uma coisa inexplicável!!!

    Até hj choro de saudade do meu, que ficou em Pernambuco. Quando vejo as fotos dele meu coraçao fica apertadinho e quando o vejo pela webcam, n consigo segurar as lagrimas. Sinto mto a falta dele, mtoooooooooooooo mesmo!

    Da ultima vez que voltei lá, quando ele me viu, fez uma festa tao grande, eu mal conseguia entrar em casa. Ele latia tanto, pulava em cima de mim...e eu achando que ele poderia ter me esquecido por conta do tempo que n me via!

    Um forte abraço e ótima semana, meu amigo =)

    www.nicellealmeida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. Linda história, nada comoum amor verdadeiro. Eu também sou cristã, mas não levo muita coisa ao pé da letra, na verdade, não levo nada ao pé da letra. Acho que cada um tem que ter fé e independente da religião, tem que mostrar essa fé. Sem medo de querer acreditar em outras coisas, e nisso que você escreveu eu acredito, já tive cachorro e concerteza eles entendem a gente. Eu achava que meu cachorro dava risada quando eu falava algo engraçado, heduhedoeihei
    lindo post. Parabéns.,

    ResponderExcluir
  27. Adicionei seu blog na lista dos blogs no menu da direita!

    Abraço meu rei!

    ResponderExcluir
  28. Sinto falta da minha pequena Rhanna, ela morreu em junho deste ano, até hoje tenho saudades dela. Acima de tudo não abandonava ninguém aqui em casa, era um doce de cadelinha...

    ResponderExcluir
  29. Muito bom seu texto sobre esse lindo amor a essas criaturinhas tão especias.
    Não tenho animais em casa, acho que me apegaria demais e ainda não estou preparado.

    Abraços

    http://sabordaletra.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  30. Parabéns pela postagem, Mansin... fato é que eu estou pensando que é muito mais fácil lidar com cachorros do que com gente. Eu realmente acredito que animais possuem sentimento, obviamente eles não agem como nós, até porque são impulsionados por suas necessidades, mas eles sentem dor, frio, calor, por que não sentiriam afeto também?
    Pode ter certeza que a Frida ama vocês dois do jeito canino dela! rsrs
    Beeijo ;*

    ResponderExcluir
  31. Eu realmente acho que o nome disse é AMOR - AMOR INCONDICIONAL! Pra mim, não há outra explicação...
    Não tenho cachorro atualmente, tenho um gato! Eu amo meu gato e sei e sinto que ele também me ama! Não é lorota de "dono de gato" maluco, não... Ele realmente sente quando eu ou meu marido estamos tristes ou quando alguma coisa não vai bem... ele é companheiro e carinhoso, se faz presente sempre! Eu amo os animais e tenho muito respeito por eles. Não vou tocar no assunto "espiritualidade" pois não convém e não é o caso rss, como você mesmo disse. Mas o amor que esses pequenos seres tem por nós é real e INCONDICIONAL!

    Hahaha você ganhou uma fã! Adoro a forma como você escreve e expõe suas ideias!

    Quero te indicar um blog que eu adoro ler também. Quando tiver um tempinho passa lá.
    http://taxitramas.blogspot.com/

    Abraços!

    ResponderExcluir
  32. De fato meu amigo os animais sabem amar e demonstrar, naturalmente, sem precisar atuar para isso!

    Faço das suas últimas palavras uma inspiração: quem sabe um dia os homens aprendam a amar tal os animais!

    Abraços renovados e um excelente final de semana!

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!