sexta-feira, 22 de julho de 2011

Mais bobagens que verdades

As vezes eu escrevo coisas polêmicas aqui no blog, já escrevi sobre religião, política, comportamento, musica, animais de estimação, trabalho, discos voadores, antropologia, condição humana, fé, incertezas, e mais um monte de coisas.
Já agradei algumas pessoas, já desagradei algumas, já me elogiaram e falaram que escrevo bem, já me chingaram e falaram que escrevo mal, mesmo os que me chingaram como foi o caso de um anônimo aqui no penultimo post que falava sobre a criação e a diferença entre as mulheres e homens são respeitados e eu publico seus comentários no blog sem problema. Nesse caso o anônimo me chamou de "imbecil", tudo bem né... Se ele acha isso deve ser porque o texto de alguma forma mexeu com alguma coisa que estava errada no intimo dessa pessoa, talvez algum problema com seu marido, ou com sua mulher, ou com sua própria sexualidade ou auto-estima, sei lá, só sei que o texto realmento tocou esse anônimo de tal forma que ele ou ela não se contentou em ler e apenas pensar sobre o assunto, e isso no fim das contas acaba sendo legal porque eu recebi um feedback sobre o que eu estava escrevendo e querendo passar adiante, mesmo que no caso desse texto em questão tudo não passava de uma simples brincadeira bem humorada.
Existem coisas que pra gente pode até não passar de brincadeiras mas que para outra pessoa pode ser uma coisa terrível e uma simples palavra pode causar um mal tão grande que pode marcar a pessoa para o resto da vida! Outro dia escutei uma estória de um casal que foi para a lua de mel e o homem meio nervosão sem saber o que falar na primeira vez com a mulher acabou falando que ela era um pouco mais gordinha do que ele imaginava, essa mulher depois de vinte anos um dia resolveu pedir o divórcio ao marido teoricamente sem motivos porque nem brigar eles brigavam. O marido não se conformou com essa situação e pediu para que eles tentassem uma terapia juntos antes de terminarem com o casamento, foi então que em uma das seções da terapia a esposa falou que em vinte anos nunca tinha chegado ao orgasmo porque toda vez que ela tirava a roupa perto do marido ela se lembrava dele falando que ela era gorda... O marido chorou e pediu perdão, disse que ela era a mulher da vida dele e que aquilo que ele falou ele nem sabe de onde saiu e que naquele dia ele estava apenas brincando. Depois dessa revelação ela desistiu de terminar o casamento e as relações sexuais deles melhoraram 100% e ela depois de 20 anos descobriu o orgasmo!
Então meus amigos, me perdoem se eu falei aqui alguma coisa que travou seu orgasmo mental, fisico ou psicológico, ou se ao menos feriu seus principios, realmente nada que eu falo aqui é endereçado a ninguém especificamente, eu apenas falo muitas bobagens e apenas algumas verdades, mas mesmo assim elas são com a melhor das intenções... Pronto agora que eu pedi desculpas você pode gozar a vontade e sem medo de ser feliz!



19 comentários:

  1. André... Meu Querido Amigo Careca!!! rsrs....

    Saudades enormes...

    Belíssimo texto! Cheio de verdade!

    Gostei da frase: orgasmo mental. Vc é demais!

    Beijos... carinhos... da sua Amiga...

    Sil

    Obs: Vc mora no meu coração!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Sempre bom te ler, com verdades ou bobagens...Legal!abração,chica

    ResponderExcluir
  3. Oi Dedé, meu amigo!
    Achei bonito de tua parte essa preocupação, sincero, autêntico, mas ao mesmo tempo, nem sei se precisava.
    O espaço aqui é teu. A casa é tua.
    É o teu espaço de expressão, apenas o que a gente tem que estar preparado é para não se entendido, ou não ser aceito. Por mim, tudo bem, não me preocupo com isso.
    Meus comentários também, podem não ser aceitos, por ti, ou por outros. Mas opinião deve ser respeitada, assim como a opinião refletida pelos posts. Claro, que nem sempre isso acontece.
    Abração meu amigo!

    ResponderExcluir
  4. O melhor a fazer é escrever o que tiver vontade.

    Afinal, esse blog é seu.

    Eu não me aborreço com absolutamente nada por mais de 3 minutos - a não ser as injustiças e a exploração...

    ResponderExcluir
  5. O que mais me chama atenção nos seus textos, é o tom bem pessoal que vc dá, e faz questão de deixar claro. Não se tratam de textos que tentam impor suas verdades, apenas expor, e isso é louvável. Assim como vc, eu tenho (não no meu blog, até pq a temática nem sempre permite) opiniões de forma geral meio contundentes. Ás vezes me incomodo por não me fazer interpretar corretamente, e me irrito quando as pessoas tentam achar que sabem o que eu de fato acho sobre determinados assuntos, baseados em minhas postagens em fóruns virtuais. A grande verdade (e me matem quem não concordar), é que a maioria avassaladora das pessoas constrói seus próprios conceitos e verdades e idéias, e, lamentável, em geral gostarm de ouvir o que gostam, e não o que precisam. É preciso que se entenda que não ser politicamente correto não significa ser agressivo, grosseiro, mal educado. Em alguns casos, não ser politicamente correto é um serviço público, afinal de contas, vamos combinar, o mundo e as pessoas tem extrapolado na dose de hipocrisia em nome do "politicamente correto".

    Abração

    http://estacaoprimeiradosamba.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. AHahah...AHahah...Você é meu herói.

    ResponderExcluir
  7. André,
    Ficou encanado com comentário de anônimo? Rapaz, você tem maturidade suficiente para deixar apenas um abraço para o covarde (ou, a covarde).
    O blog é seu, se você escreve bobagens e verdades, faça do jeito que acha que deve ser e ponto final. Quem gosta, sempre está aqui mesmo que não comente. Venho percebendo isso em relação ao meu blog. Os comentários diminuiram e muito, mas curiosamente a frequência nas estatísticas aumentaram e muito.
    Anônimos...ah anônimos...desencana.
    Quer uma sugestão: Para você provar (será que é necessário provar?) que seu blog é realmente democrático, não faça moderação de comentários, porque ao mesmo tempo que você diz que posta todos os comentários, fica estranho em ser moderado. Sacou bicho? rsrs
    Grande abraço e ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  8. Ei cabeçudo, quero te dizer que sempre atingo o ponto G lendo os teus textos, mas sempre tem gente frígida que chega aqui e entende tudo errado, mas paciência bicho. As palavras têm um peso enorme, e escrever é algo mais sério que falar, as palavras proferidas se perdem no vento e na memória, já aquilo que escrevemos se perpetua e pode se virar contra nós mesmos num futuro.

    Mas desencana, tuas matérias são bem legais, criativas, algumas sérias, outras escrotas, mas são suas impressões e experiências que são relatadas aqui, se alguém não gostar, é só comentar e não levar pro lado pessoal.

    Abração.

    ResponderExcluir
  9. Você já escreveu coisas que me deixaram com raiva, mas nem por isso tenho o direito de te chamar de imbecil. Opiniões contrárias existem e sempre vão existir, isso não quer dizer que a violência também deva existir. Violência verbal também machuca.

    ResponderExcluir
  10. Melhor um inimigo declarado que um amigo falso...quem usa do anonimato continuará anonimo.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  11. André o/

    Manolo, como assim vc ficou encucado com o comentário de um anônimo? Eu sei como é, já fiquei mal por causa de comentário de anõnimos e até não anônimos mas o que aprendi é ignorar porque essas pessoas devem ser ignoradas, pois não passam de trolls, não importa o quanto escrevam, o quanto tentem se mostrar cools com seus bloguinhos de pensamentos e coisas do tipo.

    Ocasionalmente surge na bogsfera uns desse último tipo, que tentam ironizar e criticar o post de qualquer blog achando que assim parecem legais. E mantém um blog de pensamentos desconexas que bizarramente é comentado. Mas é comentado com a mesma moeda ou com pessoas de rabo preso, que procuram elogiá-lo em qualquer merda que ele escreva na vã esperança de que ele não critique mais seus blogs.

    Meu conselho é ignorar isso e pesar o tanto de comentários bons que vc tem....lógico que são muito melhores do que os comentários ruins. E veja o nível das pessoas...
    agora, como levar a ´serio um anõnimo que nem se identifica?

    Sério que veu sou sua crítica de cinema preferida? Nossa isso me deixa lisonjeada! Eu gosto mesmo do primeiro filme dessa saga do Lecter...sem lá ela sempre mexeu mais com o meu psicológico.
    bjs
    http://www.empadinhafrita.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Sabe porque esse tal anônimo te xingou? Porque tu provocou alguma reação muito forte nele, pois ninguém gasta seu tempo para dedicar a quem não considera de alguma forma. Quer um exemplo? Nietzsche escreveu um livro inteiro para criticar o compositor Richard Wagner (O caso Wagner), contudo todos sabemos que ele amava suas obras. Entendeu? Continue nos inquietando e tirando o sono de alguns anônimos perdidos por aí, esse é o motivo de continuar escrevendo. Sou seu fã, Andresão!!!
    Obs: Quando vai sair sua série de contos? Abraço!!!!

    ResponderExcluir
  13. Fico impressionada como algumas pessoas se ofendem com o q os outros escrevem.
    Se não gostou, não dá só pra ir embora na sua?
    Tem gente por aí na internet q precisa tomar um suquinho de maracuja viu...
    Abç André ;D

    ResponderExcluir
  14. Por vezes quando escrevemos e damos nossas opiniões sobre determinados temas e discuss~es, isso acaba acarretando nesse tipo de situação, mas que consider completamente normal, Anré, uma vez que além da frase batida de que é impossível agradar a todos, não tem como redigir sobre um tema sem que nossa "crítica" acabe se moldando ao comportamento criticado de um ou outro leitor. Enfim, continue escrevendo sobre tudo que quiser, sem censura ou receio do que possam achar, pois assim, seus textos assim como esse, permanecerão cheios de credibilidade e transparência.

    ResponderExcluir
  15. é são pequenas palavras que afetam a vida toda ou boa parte da vida, imagina só, depois de 20 anos? E como isso ficou marcado na mente dela!

    ResponderExcluir
  16. e ai Déde !

    Ao contrario da galera, acho legal vc entender oque se passa na cabeça da galera e tentar se desculpar se esse for o caso ( não consigo ver ofensa em nada do que vc escreveu até hoje ). Isso mostra que vc não se importa só com oque escreve mas com oque as pessoas sentem ao ler. Oque não acho legal é alguem te criticar no anonimo, pois isso mostra apenas um novo tipo de movimento : a covardia on line. Déde suas ideias são um respiro na blogosfera,e se alguem se sente incomodado com isso, que se apresente decentemente e dialogue sem usar ofensas.

    Se precisar de um taco de basebal conte comigo !

    abraço querido amigo

    ResponderExcluir
  17. Isso é verdade, e não bobagem. haha
    De todos os (poucos) livros que li, tem ao menos uma coisa que lembro uma vez ou outra, então se isso continua na minha cabeça é porque de certa forma mudou minha vida, acrescentou alguma ideia diferente.
    E acho que tenho que pensar que se eu leio algo em algum blog, com interesse, e eu fico pensando naquele texto durante dias, devo ter feito isso alguma vez com alguma bobagem (e não verdade) que escrevi. Acho que todos deveríamos pensar assim, não é?
    Ótimo post! ^^

    ResponderExcluir
  18. André.. esse eu tava passando..rs

    Adori.. hj li coisas interessantes nos blogs...
    ja que to meio de folga...
    Ri a bessa.. e com vc não foi diferente..

    Bom..quero dizer com todo respeito que sempre g ...osto do que vc escreve.. acompanhando seu raciocínio..
    Seus quadrinhos são um arraso e vc tem um poder de comunicação incrível.
    Neste caso..foi hiário!!
    Bj

    Ma

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!