domingo, 24 de agosto de 2014

O bolso mágico da terra do rei Samuel




Esses dias eu levei o Samuel, meu nenê de dois anos e sete meses no mercado. Chegando lá ele me perguntou:
- Papai, vochê trazeu seu bolso?
- Se eu trouxe meu bolso? – perguntei eu achando graça. – Porque você quer saber?
- Pu sinhô compá pão di mel...

“Hahaha... Como seria bom ter um bolso mágico, do jeitinho que o Samuquinha imagina!”



8 comentários:

  1. Que amor!!! Ele tá lindo!!! E que inocência tão linda!Adorei! abração,chica e que bom iniciar uma semana com mensagens assim!

    ResponderExcluir
  2. André, que lindo isso, estou sorrindo com ternura pelo jeito que lidas com seu filho, ele é lindo e inteligente!
    Quase todas as crianças trazem essa linda capacidade de nos fazer pensar, elas estão sempre ligadas em tudo e nos ensinam e muito, basta fazer como você, prestar atenção nelas.
    Abraços meu amigo sempre querido, parabéns pelo lindo filho!

    ResponderExcluir
  3. Olá André,
    Nem acredito que o Samuel já está desse tamanho. Que fofo!
    Adoro essas 'tiradas' das crianças. São espontaneamente puras e nos divertem demais.
    Parabéns pelo filhote, que está lindo e já mostra sua esperteza-rsrs. Puxou o pai??-rsrs

    Ótima semana.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Lindo ele, e as crianças sempre querem algo rs...

    Uma linda semana pra vcs =)

    ResponderExcluir
  5. Pois compre pão de mel pro menino, oxente!

    Li isso ontem no Face e achei de uma ternura ímpar.
    Beije o Samuquinha por mim.

    Boa semana!

    ResponderExcluir
  6. Olá André, um grande abraço. Às vezes me pego observando as crianças e faço um breve retorno aos tempos em que fui uma também e constato como é encantador o universo delas. É claro que nem todas as crianças tem contato com esse universo infantil de que falo, mas é o que em verdade deveria ser. O Samuquinha certamente está vivendo intensamente este seu universo encantador.

    ResponderExcluir
  7. Olá, André, bom dia.

    Bom seria, se fôssemos crianças, eternamente.
    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Olá André, mais uma vez eu retornando ai a Blogosfera!

    Cara a sinceridade e a pureza das crianças é algo de fascinante! Mas o menino tem bom gosto, afinal quem não gosta de um bom pão de mel?

    Abraço,
    Flávio Ribeiro

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!