quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

O sabichão




Ele achava o mundo lindo. Gostava das cores, dos cheiros e dos sabores da vida.
Gostava das pessoas, de seus animais de estimação, de sorrisos e de abraços. Ele era feliz!
Sua felicidade era tanta, que incomodava seus amigos de trabalho, seus vizinhos, seus conhecidos...
Mas ele não ligava pra isso. Tinha dó dos infelizes. Tinha pena dos incapacitados. Tinha pena dos pobres de espírito.
Ele resolveu que não deveria querer das pessoas aquilo que elas não tinham para lhe dar.
Não iria desejar educação dos mal educados.
Não iria desejar cordialidade dos broncos.
Não iria desejar amizade dos pobres de espírito.
Não iria desejar ajuda dos invejosos.
Não iria desejar amabilidade dos amargos.
Com essas regrinhas básicas ele conseguiu ser feliz!
Ser feliz por si só...
Olhar para o mundo e entender que cada um tem uma história de vida e que um dia acordarão de seus mundos ilusórios e conseguirão entender também... Entender que viemos aqui para sermos felizes. Por mais que a vida lhe pregue peças e desaforos... Viemos aqui para sermos felizes!
Por isso é que ele achava o mundo lindo. Gostava das cores, dos cheiros e dos sabores da vida.
Gostava das pessoas, de seus animais de estimação, de sorrisos e de abraços. Ele era feliz!
Pois aprendera a viver!

46 comentários:

  1. Que lindo,André e tomara mais e mais desses felizes com a vida, sabendo ver cada beleza e momento, possam existir! abração,chica

    ResponderExcluir
  2. Olá menino
    Viver é uma arte que poucos dominam a técnica, mas viemos ao mundo para aprender e crescer como pessoas. Vamos continuar tentando.
    Abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tentando, tentando tentando... Hahahahahaha.

      Excluir
  3. Que venham mais dias felizes assim...

    Abraços!!


    ps.: seguindo teu blog.

    ResponderExcluir
  4. Oi André que lindo... e nós viemos aqui pra ser felizes, haja o que houver, lutaremos pra isso!
    Abração!
    Mariangela

    ResponderExcluir
  5. Oi André, gostei do texto.
    Abraços
    Carlos Hamilton
    http://www.blogdocarloshamilton.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Esse homem se chave Jesus!
    Hahahaha to imperfeito demais para ser assim!
    Mas é lindo ler esse conto, tentar seguir e quem sabe conseguir um pouco!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas não custa tentar né Camis?

      Excluir
  7. Nossa! Que lindo texto meu amigo!
    Adorei!
    Um grande abraço, que Deus o abençoe.
    Adelisa.
    http://adelisa-oquerealmenteimporta.blogspot.com.br/2013/02/nao-e-tarde-para-se-sonhar.html

    ResponderExcluir
  8. Oi André
    Muito bom! O texto é realmente ótimo, como sempre! Pena que, na boa, é difícil colocá-lo em prática kkkkkkk.
    Bjos. Fique com Deus!
    http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É dificil, mas aos poucos quem sabe né?

      Excluir
  9. O ser humano nasceu para viver em coletividade. Temos as nossas individualidades. Porém, não vamos nos perder nesse individualismo para nos desligarmos uns dos outros. Até para ser feliz é preciso compartilhar. Essa é a minha opinião. Um grande abraço meu caro André.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um abraço meu amigão PCzão!

      Excluir

  10. Olá André,

    Pois é, as vivências fizeram dele um homem sábio. É muito importante quando aprendemos a reconhecer as limitações de cada um e deixamos de exigir deles o que ainda não estão preparados para oferecer. Na hora certa, todos aprenderão suas lições.
    Deus nos criou para a felicidade, é verdade; nós é que nos afastamos dela em virtude de comportamentos equivocados.

    Bem reflexivo o texto.

    Ótimo final de semana.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Verinha! A vida tem que ensinar né? Senão, porque estamos aqui então?

      Excluir
  11. Oi Dé,

    Tudo bem por aí? O mundo hoje demanda coletivo, interação, parceria, pois o individual virou sinônimo de falta de humildade. Penso que devemos ter sabedoria para construir um mundo mais generoso e harmônico com o universo.

    Beijos e bom final de semana!

    ResponderExcluir
  12. Que belo texto meu amigo!! Realmente inspirador!
    Grande abraço!!
    jorge-menteaberta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. André! o/
    Belo texto! Ótimo para lermos naqueles dias que ás vezes nos sentimos desiludidos..a nossa vida é apenas uma então temos de vivê-la feliz!
    Rapaz, como você conseguiu sobreviver sem net? Esses tempos aconteceu comigo...net dando pau e eu tendo que me virar de vários jeitos rs. Mas depois supostamente parece3 que voltou ao normal.
    Bom, como nos falamos no Face á respeito de nossos projetos de livro...sem problemas! Eu também estou numa correria danada aqui, tentando agilizar algumas coisas e ainda não encontrei o “fio da meada” na trama que te falei que quero escrever @-@ Vou ficar louca kkkk. Mas em todo o caso de repente posso começar a digitar o meu dos deuses gregos...bom esse tempinho para cada um pesquisar seu enredo pode ajudar ^^
    Eu ainda farei na sessão Sonoridade sobre algumas bandas do punk que eu curto..ai tenho certeza que tu vai gostar!
    E muito obrigada pelo elogio á minha forma de abordar os temas do blog! Isso motiva muito!
    bjs

    ResponderExcluir
  14. Ele aprendeu a ser feliz na simplicidade e como consequência, deve fazer também feliz a quem o rodeia.
    Eu gostei demais disso, homem.

    Bom fim de semana, beijão!

    ResponderExcluir
  15. Olá!Boa tarde
    Dedé,meu amigo
    Tudo bem por aqui? Comigo, tudo!
    Mais um belo texto reflexivo.
    ...apesar da vivência ser individual,tanto que uns se tornam sábios e outros... a própria sociedade impõe limitações à vida das pessoas, por vezes, politicamente correto, onde até a felicidade dos outros incomoda... assim creio que a impotência frente à impossibilidade de modificar isso, parece acometer tanto as pessoas, ou seja,
    frente às limitações prevaleceu, para a maioria, uma postura passiva sem uma busca efetiva, individual, de recursos para a busca da felicidade. Porém , acredito que os que querem ser realmente felizes sempre tem tendência a se adaptar melhor às mudanças que sofrem, e por isso conseguem ser mais alegre, rir mais, se sentir melhor, mais equilibrado e passional, independente do mundo que o cerca....
    Meu carinho
    Bom final de semana
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por aparecer Felisão!

      Excluir
  16. Fala Mansim, cara, se todos nós tivéssemos essa disposição ante a vida para sermos felizes, as coisas seriam outras.

    PS. Olha, não sei o porquê do meu blog não está sendo atualizado nos teus favoritos, já tentei ver isso, mas não descobri nada, então faz o seguinte, deleta o link, e inclui novamente, talvez funcione, a propósito, atualizei novamente, agora com uma entrevista com William Kusdra, imperdível, aparece por lá.

    Abração pra ti.

    ResponderExcluir
  17. Sabe o que acaba com a humanidade? A INVEJA! Vc pode dar o melhor de si que as pessoas sempre desejarão mal porque não querem a sua felicidade e sim o seu declínio. Tem mesmo que ter muita disposição para enfrentar as batalhas físicas e mentais da vida.
    Pra ser igual a esse sabichão do texto, haja psicólogo, terapeuta, psiquiatra, religião, sessões de relaxamento porque não é fácil manter-se diante de tanto mau olhado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A inveja mata realmente Monica! Mas fazer o quê né? Temos que existir com os invejosos!

      Excluir
  18. Quando esperamos muito das pessoas, nos decepcionamos. Se as aceitamos, simplesmente, sem permitir que interfiram em nossa vida, conseguimos seguir em paz. Bjs.

    ResponderExcluir
  19. Dezinhoooooooo... voltei, fiotim!!! Tô aqui, ó! De volta ao universo blogosférico! rsrsrs


    Ah, tempos atrás eu estava comentando com minha sogra que não entendia pq algumas pessoas simplesmente se incomodam com a felicidade alheia. Penso que ser feliz, sorrir, curtir incomoda os infelizes! hahahahahaha...

    Agora, verdade seja dita... não é possível ser feliz o tempo todo. MAs, a gente se esforça. rsrrs ... e mostrar a boa educação, essa sim, é possível!! :* Basta querer... ;)

    JoicySorciere => CLIQUE => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehehehehehe, bem vinda de volta Jó!

      Excluir
  20. André, que bonito seu texto! Tão feliz! hahaha
    Outro dia, conversando com uma amiga, ela disse o seguinte: "Eu não sei ser infeliz". Achei interessante, e lembrei disso ao ler seu texto.

    Até!

    ResponderExcluir
  21. Olá, André!

    Compartilho do sentimento do protagonista, aprendi a viver!
    Quem me dera ter aprendido isso antes de ser magoada e de magoar tanta gente. Não teria tido depressão e muita coisa seria diferente em minha vida!!! Mas... antes tarde do que nunca!
    Todavia, aprendemos a viver, porém somos alvo de invejosos, que não dão valor a sua vida, preferindo nos maldizer ou maltratar ou até mesmo nos perseguir ao invés de aproveitarem cada segundo de suas vidas, pois vale muito!
    Sou feliz! Tenho momentos de tristezas, decepções, mas aprendi a conviver, sou realmente satisfeita e grata a Deus pela minha vida.
    Bjoks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente acaba aprendendo né Jaqueline! Ainda bem que está feliz!

      Excluir
  22. Olá André,
    E não é que a vida é simples mesmo amigo? Por incrível que pareça não é tão difícil assim ser feliz! O protagonista deu o exemplo, pois somente observando os pequenos detalhes da vida já era feliz e, quando optou por não dar bola para os comentários dos outros, certamente ficou mais feliz ainda!

    Adorei.
    Abraços, Flávio. (Telinha)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahahaha isso aí Flavito!

      Excluir
  23. Ele não era sabichão. Era mesmo um sábio. Um abraço e uma boa semana

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!