sábado, 23 de outubro de 2010

Ética? De que lado?

Ontem no programa do Jô foi uma moça que é filósofa, e falou umas coisas que eu achei muito interessantes. Não achei tão interessante pelo que ela falou, mas sim pelo que ela despertou em mim. Uns pensamentos que no fundo eu já sabia, e no fundo todo mundo já sabe, mas ninguém presta atenção como pequenas coisas acontecem no nosso dia a dia.
Segundo a filósofa, nós temos que começar a usar a inteligência ética, ou seja... Fazer nossos movimentos de decisões usando da melhor forma possível a ética para não atrapalhar ninguém.
Aí baseado nessa conversa eu comecei a viajar na maionese e comecei a pensar sobre como coisas podem ser éticas para uns e absurdos para outros. Um pequeno exemplo é a campanha presidencial desse ano. O presidente Lula está usando o avião presidencial, verbas pagas pelo povo, tempo de governo em que ele como um funcionário público deveria estar trabalhando na sua função, ao invés de fazer campanha na candidatura da sra Dilma. Agora eu lhe pergunto, sinceramente, sem levar pelo lado emocional, e sem colocar a paixão partidária em campo. Isso é ético? Isso é correto?
A filósofa e o Jô não falaram sobre política, falaram sim sobre as coisas e situações do cotidiano. E lá pelas tantas da entrevista o Jô soltou essa: _ Jesus, ensinou ética quando ele disse para não julgar, para não ser julgado...
Hoje cedo eu conversei com uma amiga, a irmã Marcia, uma freira que dá aulas sobre teologia, uma mulher muito sábia e centrada que eu sabatino de vez em quando, e que já deve estar aporrinhada de tanto que eu pergunto as coisas pra ela... A irmã Márcia falou uma coisa interessante. Ela disse que dependendo da situação a gente pode julgar, mas o que é errado é a gente condenar.
Mas o que a gente sempre faz é julgar e condenar dando as nossas sentenças finais e irrecorríveis. Aí sim segundo a irmã Marcia é uma coisa ruim.
Voltando ao caso do Lula. Quem não é do PT julga que ele está errado e que isso que ele está fazendo é errado, mas os petistas não estão nem aí, e acham que ele tem mais é que fazer isso mesmo. Só que aqui entra o “xis” da questão. Nós podemos julgá-lo como errado, mas a justiça federal é quem deveria condena-lo. Já que a justiça federal vai fazer vistas grossas a essa situação, aí a gente volta a questão da ética. Quem é simpatizante a essa atitude votará nas urnas a favor e quem não é simpatizante votará contra. O que não quer dizer que o outro candidato quando estiver do lado em que hoje está o Lula, não irá fazer o mesmo.
Eu tenho um amigo espertão que é daqueles caras que dependendo a situação, não liga muito para se uma coisa é certa ou não, desde que ele esteja levando vantagem. Ele sempre tem uns ditados popularescos em que ele se apóia para dar suas justificativas. Nos seus ditados sempre o sujeito da oração é espertalhão e sempre a outra pessoa se sai mal.
Alguns ditados dele são:
• Você acha que eu vou enfeitar boneca “pros outros brincar”...
• Pardal que acompanha morcego acorda de cabeça pra baixo...
• Não me segue que eu não sou novela...
• Se “ num é os bobo os ladinos não véve”...
E aí eu me pergunto... Esses ditados antigos justificam a falta de ética do nosso povo? E aí, é certo achar um bobo para facilitar minha vida? Faça o que mando mas não faça o que eu faço? E a ética? Ela realmente existe... E o pior de tudo é que dependendo da hora a gente se pega pensando dessa mesma forma e acaba achando que isso é natural do ser humano. Mas apesar de eu sempre dizer que ninguém sabe a verdade absoluta a não ser Jesus, a gente tem que lutar para que essas humanidades anti-éticas que existem dentro da gente, não consigam aflorar.
Se não, ou a gente tá ferrado ou está ferrando...

36 comentários:

  1. adorei a sua analise, complicado hein ?

    ResponderExcluir
  2. Acho que a questão de julgar leva invariavelmente para outra que é o surgimento do pré-conceito, o que é o pior. Vivemos numa sociedade em que é muito fácil e rápido tirar uma conclusão, as vezes parece que não basta saber muitas coisas sobre o julgado em questão. Duas olhadas e já se completa o quadro da pessoa. Mas muitos esquecem que quando apontamos um dedo para uma pessoa os outros dedos se viram contra a gente.

    É dificil viver em um país onde a ética não é levada a série e quem deveria teoricamente ter o poder de punir simplesmente não pune. E o que acontece? um efeito dominó, uma situação sem fim e casos de corrupção a tortos e a direita. Além disso, também há o perigo que todos corremos: o de acabar agindo dessa forma sendo anti-éticos em maior ou menor grau. Ninguém está livre disso, mas sempre há uma saída. É preciso discernir o certo do errado principalmente para não prejudicar o próximo.

    abraçossss
    ótimo texto

    ResponderExcluir
  3. As vezes penso que no Brasil a palavra ética foi retirada do dicionário, pois muitas vezes já passei por situações onde me rotularam de otário, "caxias" e outros adjetivos, simplesmente pelo fato de querer manter a ética e ser honesto em todas as situações!

    Esse mal já se entranhou nas viceras da cultura brasileira e para muitos até parece normal!

    Excelente texto! Obs: adoro o Jô mas ontem não vi não!

    http://www.shitnessbook.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Gostei da postagem.. Acho que deveriamos usar o famoso "Não faça ao seu próximo aquilo que não gostaria que fizessem consigo" como lema e ai talvez, salvariamos a já extinta ética!.. Eu sou totalmente contra o nosso Sr. Presidente, acho que ele e seus "companheiros" não sabem e nunca souberam o significado da palavra ética, sinceridade, ou honestidade.. na verdade ele "não sabe de nada" nunca!.. Mas voltando ao post, acho que mais importante que se dar bem sempre, é viver com a consciencia tranquila..

    ResponderExcluir
  5. Esse negócio de ética realmente é complicado, o que sei é que julgar alguém é julgar-se a si próprio~e que não dá pra saber o que leva alguém a azer algo, a não ser estando aberto a essa pessoa, conversando e tal, enfim.... ótimo post!... Mas esa coisa de inteligência ética me soa estranho, viu...

    ResponderExcluir
  6. Grande amigo careca e seus questionamentos sempre pertinentes. Bom, nunca fui muito bom de filosofia pois até agora só sei que nada sei hehe... e ética sempre foi um assunto complicado pq o q pode ser uma questão de ética pra alguns, pra outros pode não ser1 e é aí q mora o perigo pois nós ficamos com aquela sensação de "dois pesos e duas medidas". Um exemplo é o q acontece no colégio q trabalho e acho que em tds os outros colégios, escolas, faculdades etc... diante dos alunos os professores falam q é falta de ética falar de outro professor em sala de aula na frente dos alunos, mas por trás do sujeito eles dessesm a lenha e detonam mesmo qndo estão fora de sala. E a ética tem local pra valer é? podia citar muito outros exemplos q eu conheço de falta de ética e de bom senso, mais nào kero cansa-lo hehehe... sou fã do Jô e gostaria muito de ter visto essa entrevista mais achei super bacana essa sua matéria e seus questionamentos são válidos sim. e só pra finalizar, votei no LULA duas vezes e por uma questao de ética NÃO vou dizer q votarei no SERRA. Nao q ele seja o "melhor" p/ o Brasil e sim por ele ser o menos ruim já que a MARINA ta fora do pareo. E já q falei de polícia, passe lá no blog do pena p/ entender melhor q negócio e esse :)
    grande abraço e a luta continua blogueiro

    ResponderExcluir
  7. Adoreii isso que você escreveu.

    Parabens pelo blog, muito bom mesmo.

    ResponderExcluir
  8. E a ética pode ter dois lados... valeu de novo!

    ResponderExcluir
  9. Fala André,
    Cara, esse negócio de ética é complicado mesmo.
    É mais ou menos como quando se fala: "É legal, mas imoral".
    Não vejo ética na política em nenhum setor. Independente de "nomes" ou "partidos políticos". É uma vergonha só. Hoje aliado, amanhã inimigo. E por aí vai.
    Com relação ao som das bandas lá, tenho coisas gravadas sim, depois faço uma postagem por lá.
    Um abraço e bom domingo

    www.tocadowilliam.com

    ResponderExcluir
  10. André:
    Bom assunto bom texto.
    Gerson (o canhotinha de ouro) já dizia em um comercial "brasileiro gosta de levar vantagem em tudo... cerrrrrto?" e todo brasileiro se achava o Maximo ADORAVA!
    O jeitinho brasileiro frase comum parece que é um elogio deixa muitas pessoas achando-se o supra-sumo da inteligência e no fundo é uma critica profunda e vergonhosa.
    Por isso também para o poder quanto menos o povo estudar para pelo menos saber o que é ético ou ética melhor será.
    A maioria prefere estar dentro do curral com algo dentro do cocho, que saber discernir entre o ético e o aético.
    Vejamos:
    O produto com prazo de validade vencida na gôndola do supermercado é ético ou ninguém sabe ninguém viu?
    Chupar uma fruta, comer um potinho de iogurte, trocar um código de barras, mudarem a cor da embalagem para parecer produto de marca, diminuir o peso e manter o mesmo preço, misturar quirera no meio de arroz de primeira, molhar a carga para aumentar o peso, urinar no saco de algodão para o mesmo fim, misturar solvente com gasolina ou álcool, colocar o carro sobre a calçada, colocar o lixo na calçada do vizinho, colocar a carne em embalagem preta para parecer mais vermelha, temperar carne velha para vender e tantas outras criatividades do povão deste Brasil varonil seria jogo de cintura?
    Laranja madura na beira da estrada... Ta bichada Zé ou tem marimbondo no pé.
    Cai dentro da área amanhã e ensina seu filhinho a cair para ganhar um pênalti e conte vantagem.
    Vou parar senão vou desagradar os dois Sócrates e a galera.

    Hugo.

    ResponderExcluir
  11. Etica sempre foi uma coisa,não muito bem definida aqui no Brasil...


    O Lula sempre teve atitudes antiéticas,como se aposentar por perder o dedo mindinho por exemplo...onde muitos dizem,ter sido feito de proposito.

    abraço André
    aparece !

    ResponderExcluir
  12. Olá André! Você comentou em meu blog que não entendeu meu post. Trata-se da página de divulgação das revistas digitais de meu blog que poderem digitais podem ser corrigidas e adicionadas páginas a qualquer hora. Basta acessar e virar as páginas e se sua tela for touch você terá uma perfeita revista virtual. =)
    Lá eu gostaria de receber seus comentários sobre a revista! =D

    Grande abraço e seja sempre bem vindo! =)

    http://neowellblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  13. Desde q o homem é homem q ele vive a julgar, condenar e (pior!) exigir ética nas relações. Acho q isso está enraizado no homem mais do q suas veias.
    A despeito da crença que tenho de q o mundo não tem mesmo jeito, muito menos a política brasileira, eu acredito q a gente deve continuar exercitando a ética e o bom senso nas relações e mais q issso promovendo a reflexão sobre esse assunto e nesse último quesito vc está de parabéns.

    ResponderExcluir
  14. Pra mim, ética é algo que está em falta extrema nesse país. Nosso sistema político que induz às alianças bizarras faz com que nada mais tenha sentido, e que ética seja apenas mais uma palavra bonita do dicionário.

    Lula apoiando Collor, não dá.

    ResponderExcluir
  15. Étic aé um assunto complexo a ser debatido, mas não deveria o ser. Afinal, é de extrema necessidade o seu uso, tudo em prol do bem viver do ser humano.

    O excelentíssimo senhor presidente da República é um bom exemplo de antiética e a personificação do jeitinho brasileiro - aquele de só levar vantagem em tudo, sabe?

    Pois bem! Imagine se o FHC tivesse entrado no jogo da máquina, como o Lula fez e faz nessa campanha, lá em 2002, na eleição da sucessão presidencial?

    Fico a me perguntar, por que será que o Lula quer fazer a sua sucessora doa a quem doer? Imagino um zilhão de coisas, entre elas a de que tem muita falcatrua nos porões do Palácio do Planalto...

    Que tal colocarmos a ética em primeiro plano, no dia 31/10? Apesar de que ambos os candidatos não são bons exemplos de ética, né?

    Mas há sempre o menos pior, que, a meu ver, está bem nítido e implícito quem é.

    Sinto falta dos seu comentários lá no Seu Anônmimo...por onde andas? rs

    Forte abraço,
    Fernando Piovezam
    seuanonimo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Então André...

    Belíssima dissertação...! Senti seu coração preocupado... sabe André... o jeito para isso é aquele ditado antigo, mas muito verdadeiro e eficaz... " CADA UM FAZER A SUA PARTE" acredito que um dia essas partes se juntarão e o bem vencerá o mal... como acontece nos desenhos animados... e enquanto isso não acontece, esse trabalho de formiguinha vai evitando que somente o "mal" prevaleça... continuemos na luta pacífica e silenciosa dos corações humanos!

    Linda noite... linda semana... dias de paz!
    Deixo beijo
    Com carinho
    Sil
    Sempre aqui

    ResponderExcluir
  17. Etica na Globo?
    Dificil heim..
    Seguindo o blog

    ResponderExcluir
  18. Opa.
    Voltando ai pra comentar...
    Muito bom o blog..

    Abraço...

    Se quiser dar uma passada no meu blog fique a vontade.

    http://interatividadeoculta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Adorei sua reflexão .Mas , falarmos sobre ética na nossa sociedade é fácil e também é dificil .
    Fácil porque vc vai falar e se o assunto não importar ,vão te ouvir e dar de ombros.Como está acontecendo nesse 2° turno . E difícil , porque se a pessoa se mostra interessada , dá pano pra manga e você corre o risco de perder a amizade. Hoje a situação do nosso pais ,as pessoas querendo levar vantagem a qualquer custo ,mesmo que tenham que passar por cima de outras pessoas é uma situação realmente tensa e complicada.
    Mas, tenho certeza de que um dia as coisas se resolverão e nosso pais vai ser do jeito que realmente deve ser .
    ótimo texto,meus parabéns!

    http://carolllopez.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Gostei do seu post, você colocou muito bem os parágrafos, linkou cada um muito bem e fechou da melhor forma.
    Gosto mt desse vers "Não julgueis para que não sejas julgado".
    Bem, eu procuro não julgar mas dou minha opinião diante de fatos, por exemplo, eu dizer que Dilma é mais suja do que pau de galinheiro, acredito que não estou julgando, mas sim dando minha opinião diante dos fatos. Lula, Dilma, Serra e cia me enojam.
    Sei que o voto é secreto mas não votarei neles só pra não ver a carinha de nenhum deles na urna kkkkkk...
    Já votei em quem achei que seria o melhor pro Brasil no momento, mas infelizmente nem todos acharam o mesmo, agora não quero compactuar com nenhuma dessas cobras que estao se mordendo.
    Mas acredito que a Dilma ganhe porque petrolheiros em peso votarão nela, e o Brasil é praticamente todo Petroléo. Em fim, já falei de mais.
    Obs: Apaguei meus recados aki porque voce apagou os seus no meu. Uma pergunta, aquele monte de gargalhada no seu comentário foi em ironia ao mesmo post?
    Bejaum e fica com Deus.

    ResponderExcluir
  21. Realmente a ética é de estrema importância e a deixamos de lado. Se pensássemos um pouco mais nela, talvez o Brasil melhorasse um pouco.



    Quando puder, me faça uma visita: http://omundosobomeuolhar.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  22. Olá, meu caro, amigo!!!
    Adorei o seu post, como sempre.
    Infelizmente, no mundo atual que vivemos, os principios estão sendo deixados de lado e o pior, sem nenhuma preocupação. Hj, ser justo, ser ético, ter carater é coisa ultrapassada e careta.
    Estas são virtudes possíveis para todos, mas apenas poucos escolhem por elas. Devemos mesmo nos policiar diariamente em nossas atitudes e pensamentos e lutar pela ética nas pequenas e grandes coisas que realizamos.
    Um forte abraço e ótima semana!
    Tem post novo no blog, passa lá ;)
    www.nicellealmeida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. ética é complicado. No Brasil principalmente, para muitos casos, atitudes éticas não serão válidas. Você deve usar da malandragem e do "jeitinho brasileiro" para se dar bem. Como mudar isso? Sinceramente, não tem como.

    http://umdiaentenderei.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  24. A maioria dos políticos não sabem o que é ética, aliás a maioria das pessoas, ou sabem apenas o significado do dicionário, mas não sabem na prática como funciona...
    Muito interessante sua análise. Aliás, você está de parabéns, seu blog é um dos melhores que já visitei, ótimos textos, que nos fazem "refletir" um pouco sobre muitas coisas!
    Se quiser, visite o meu blog, está atualizado http://artegrotesca.blogspot.com

    ResponderExcluir
  25. assunto sempre complexo e com vertentes para todos os lados.
    interessante seu mode de analisar.
    gostei do blog,to seguindo.

    ResponderExcluir
  26. O seu eu nao apaguei de lá não...
    Petroleiro? Tem nada mais chato não? Moro em Macaé-RJ, a terra do petróleo, tudo aki gira em torno disso, se eu postar sobre isso, meu blog deixará de ser uma terapia pra mim e será um stress. O perfil do meu blog não é esse e to cheia de posts salvos no pc pra postar mas estou sem tempo e acabo sempre postando o que vem na cabeça e nao o que já está guardado.
    Eu não escrevo, eu me expresso, sempre o que eu quero, sempre o que me dá vontade e não o que os outros vão gostar ou o que será polemico. Não existe isso de escrever bem ou mal pra mim, só se eu me expressar mal rsrsrsrsrs
    Ah obrigada por exclarecer sobre as gargalhadas hahahah...
    Beejo
    Fica com Deus

    ResponderExcluir
  27. A irmã Márcia disse bem, a linha entre o julgar e o condenar é muito tênue. O problema é que nós, seres humanos, pelo menos na maioria, estamos muito longe de começar a pensar em como separar os dois princípios... de cara, já não temos escrúpulos nas reações automáticas. Leva tempo pra pensar e adquirir a ética 'humana'.

    Abraço! ;)

    http://anpulheta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  28. Ética é sinônimo de complexidade.

    ResponderExcluir
  29. Assunto complicado !
    Seu texto ficou ÓTIMO.
    Ótimo blog, parabéns.
    Abraços, G+

    Depois, quando puder, vai lá no meu blog. Se gostar, siga-nos ;D
    www.gabrieltododia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  30. Acho que ética é um assunto tão complexo quanto a política.
    Não voto em nenhum dos dois partidos. Se é certo ou errado, eu não sei. Mas prefiro assim.
    Mas concordo com essa visão a respeito do Lula. Ele ainda está na presidência e faltava 6 meses para que ele entregasse o país quando ele começou toda essa camaradagem com a Dilma.
    Ele poderia fazer muito nesses 6 meses. Mas uma pena política ser sempre assim. Do mesmo jeito. Sem ética.

    Obrigada pelo comentário no meu blog... estava um pouco sumida, mas hoje resolvi voltar, hehe! :)

    ResponderExcluir
  31. Olá André, tudo bem? Achei sim a comunidade dos desenhistas obscuros, tem uns trabalhos bem legais por sinal. Agora no seu perfil não achei o desenho, não sei se está em algum álbum que não dá p/ eu ver.
    Ate mais!!

    ResponderExcluir
  32. kkkkkkk' sempre me divirto com teus textos, André, apesar de o assunto ser sério. Acho que é isso mesmo: "ou a gente tá ferrado ou está ferrando".
    Beijos.

    ResponderExcluir
  33. Huashuahuashua...

    Mansim,vc filosofa como ninguém!!!

    As escolas ( não querendo estereotipar ) estão muito preocupadas em formação, currículo, título e os valores humanos, a ética, a C-I-D-A-D-A-N-I-A está sendo engavetada. Quando falo escola, cito-o porque estou inserida nesse contexto; no entanto, vale salientar que o seio da família é a melhor escola à cidadania... Mas se aquele pai que não aprendeu ( por falta de oportunidade e por cultura, que é transmitida de geração a geração ), resta a nossa juventude, o âmbito escolar, que é a sua segunda família e que tem a OBRIGAÇÃO de formar para a cidadania...

    Ao nosso povo não falta apenas "educação", mas também CIDADANIA; ela sim, reduz o número de profissionais desvirtuados e eticamente despreparados e contrastantes, como é o caso de "psicólogos" pedófilos ( que aprendeu toda a lição de casa, mas não aprendeu nadica de nada de ética e aí PIMBA!!! ).

    Enfim, nem Freud explica determinadas atitudes humanas!

    Abraço,

    ResponderExcluir
  34. Ética sempre gera controvérsias. De uns tempos pra cá, é como se cada indivíduo tivesse criado e adotado sua própria ética, sem que sejam considerados os demais valores (que deveriam ser de todos). Independente de área de atuação profissional e independente até mesmo de atuação profissional (pois tudo envolve um senso ético, até mesmo relacionamentos afetivos), a confusão é generalizada; de modo que coisas erradas acabam sendo confundidas com coisas certas...

    ResponderExcluir
  35. Isso é complicado. Ultimamente andei observando meus pensamentos e eu penso muito diferente da maioria. Quando todos dizem sim eu digo não. Quando todos dizem não eu digo sim. E isso não quer dizer que eu esteja errado, nem eles, porque cada um tem a sua própria verdade. Tem uma frase que aprendi nas aulas de Filosofia da Linguagem que nunca vou esquecer: A verdade é a minha.

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!