quarta-feira, 28 de março de 2012

"Difuculidades..."


Eu sou um cara que gosto de esportes e quando estou zapeando pela televisão sempre procuro um pra assistir. Mas uma coisa que está me deixando cabreiro ultimamente é o despreparo do atleta brasileiro quando aparece uma adversidade.
Inventaram uma frase besta aí que fala que "sou brasileiro e não desisto nunca", isso é mentira! Nós brasileiros na nossa grande maioria já desistimos de votar, desistimos de confiar em políticos, desistimos de lutar por melhores condições de vida no que diz respeito as responsabilidades do Estado, já nos acostumamos a ser maltratados por funcionários públicos em hospitais, postinhos, bancos, escolas etc. Já nos acostumamos a andar em estradas esburacadas, já nos acostumamos a morrer na fila de um transplante, de morrer esperando um exame médico, nos acostumamos a ser roubados pelo governo e não fazemos nada!
Nós brasileiros deveríamos ter outro bordão. Quem sabe, "sou brasileiro e sou um bunda mole!" ou "sou brasileiro e não tenho amor próprio!", acho que combinaria mais com a gente.
Voltando a falar de esportes, uma coisa que deixa claro que esse negócio de não desistir nunca é balela é a reação do brasileiro nas disputas, vou dar aqui alguns exemplos:
Se um time brasileiro e um de qualquer outro país do mundo forem jogar num campo com más condições o brasileiro pena muito pra ganhar quando é muito superior ou perde quando é apenas um pouco superior e sai reclamando do campo. Uai? Mas o campo não era o mesmo pros dois times? E tem mais, o brasileiro reclama que o calor atrapalhou, que o frio atrapalhou, que a chuva atrapalhou, que a altitude atrapalhou enquanto os outros times não reclamam de nada. se for contra Argentino e Uruguaio então... Aí a gente tá ferrado!
No automobilismo os brasileiros sempre reclamam que seus carros são inferiores ao do parceiro de equipe. Que desculpinha esfarrapada né? Olha a diferença astronômica que o Massa e o Alonso tiveram nessas duas primeiras corridas do campeonato. Tudo bem se o Massa é pior que o Alonso, mas um ganhar e o outro terminar em décimo oitavo aí já é demais. De uns tempos pra cá, o Rubinho reclamou de seu carro em relação ao do Schumacker, em relação ao do Buton, o Massa reclamou em relação ao carro do Raikonen e por aí vai.
No tênis a gente não ganha nunca depois que Guga parou, viramos saco de pancada e a culpa sempre é da preparação, da raquete ou da temperatura. No boxe a culpa é do juiz ou da subnutrição do atleta nacional. Na época das olimpíadas nossos atletas que vem ganhando vários metings aí pelo mundo e muitos campeonatos, nem se classificam pras finais.
Tudo bem que em alguns esportes nós somos mesmo os melhores, tipo vôlei e alguns atletas da natação e do iatismo, e agora do MMA mas fora isso, só quando acontece uma ecatombe a gente ganha alguma coisa.
Então acho que se a gente abaixar nossa cabeça oca e ver que "somos brasileiros e temos que melhorar muito", a partir das urnas, aí sim a gente vai melhorar em tudo, inclusive nos esportes!

17 comentários:

  1. Assino com você,não há o que acrescentar. Beijos no Samuel.

    ResponderExcluir
  2. Concordo, só discordo em colocar MMA como esporte, mas isso é apenas minha opinião.

    ResponderExcluir
  3. Ahhhhh, eu confesso que desisti de votar!!!!! Desisti, desisti, desisti!!! Poxa, mas, tenho minhas razões. Uma vez uma mulher disse pra mim. Vc tem que votar, é um ato consciente. Eu respondi, eu voto nulo, conscientemente! Enfim... não conseguiram fazer algo qe mudasse minha visão.

    Sobre os atletas, concordo com vc... sabe o que penso? Não sabem lidar com as frustrações, aí sempre vem a desculpa!

    Em relação ao seu coment lá no blog, sobre morte, Ce tá louco, brodhhiiiii!!!???... cinquenta e poucos é muito novo! A andreia que tá certa por brigar... aliás, vc vai mudar o ponto de vista, agora que Samuquinha nasceu! Vai ver!!!! Foi assim comigo... quando Tavinho nasceu, mudeiiiiiii demais!

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk... eu ri do seu "olha, ele está se mexendo, chama o mééédico"!!! kkkkkkkkkk

    bjkss pra vcs tres!

    ResponderExcluir
  4. Já notei essa frase e sinceramente não curto, primeiro que, mesmo o Brasil sendo um país que tem seu lado positivo e é bem agradável para morar, gostaria de ter nascido em outro lugar, e como vc bem frisou, é hipocrisia sim, desistimos de muita coisa.

    Como tá o Samukinha, tá legal? Manda um abração do Cheng pra ele tá?

    ResponderExcluir
  5. É meu amigo... acho que na verdade não é que a gente desiste. A gente cansa sabe? Cansa de sempre dar murro em ponta de faca, de remar contra a maré, de nadar contra a correnteza... aí pode parecer que desistimos enquanto na verdade estamos é cansados e fracos.
    Sobre os esportes concordo e assino embaixo. Não assisto mais corrida. É vexatório. Não assisto mais um monte de coisas. Já basta a vida ser injusta ainda ver esses caras que ganham rios de dinheiro dando essas desculpinhas... aiiii... é demais pra mim!
    Mais uma vez parabéns pelas suas reflexões que são na verdade, nossas.

    BeijO grande!

    ResponderExcluir
  6. Passando pra deixar um grande abraço!! E o filhão como está??

    ResponderExcluir
  7. Dedé!!!!!!!
    Na minha opinião, teu melhor texto! EXCELENTE!!!!!
    Primeiro, quanto a frase: "sou brasileiro, não desisto nunca", tem brasileiros que honram ela, por isso, concordo em parte com ela. Tem gente que sustenta a família toda com salário mínimo; tem gente que nem salário ganha e vive de biscates noite e dia e também sustenta sua família; são os nossos verdadeiros "esportistas", a esses eu digo: sim, vocês não desistem nunca. E tem gente que por menos, muito pouco, vive nas suas crises existenciais.
    Quanto a votar corretamente, é fato, "a gente somos inútil", mas se você observar bem, não se tem uma gama de opções, não é mesmo?

    Quanto aos esportistas de fato, por isso tenho como meu ídolo e sempre será meu ídolo o Senna, ele trabalhava para a corrida, ele vivia para a corrida e por isso ele ganhava; assim como o Oscar do basquete; o Guga, nos seus melhores momentos; e tantos outros. Porque o que diferencia um campeão de um não-campeão, é se achar o melhor mesmo, é ter consciência de sua capacidade e buscar isso. Também tenho orgulho de ter um pouco de sangue uruguaio, porque para eles, pelo país deles, são capazes de tudo, e espero que consigam estar na final da copa.

    Quanto ao Rubinho e o Massa, sem comentários, para não ter que usar um palavrão por aqui :)

    EXCELENTE MESMO! Dedé, acho que teu melhor momento é nas crônicas, mas é minha opinião, que é apenas mais uma, claro.

    Abração a todos, e um beijinho no Samuquinha! Está melhor das cólicas?

    ResponderExcluir
  8. Oi meu querido,

    Tudo bem com todos por aí? Sabe o que penso? Você tem uma visão crítica fenomenal, pois essa do brasileiro e não desisto nunca, você acabou de criar sou brasileiro e só sei desistir; aliás, reclamar. Confesso que não sou fã de esportes e posso estar falando besteiras, mas vejo todos que você citou, sempre apresentando desculpas para a falta de acertos. Se é na ginástica, fala-se que foi a queda, se foi a corrida, fala-se que foi a chuva, se foi no futebol, fala-se que o futebol europeu não tem arte. Acho que brasileiro é bunda mole e adora pé na bunda em homenagem a nossa amiga Marly.

    Parabéns de coração pelo encanto e sintonia das palavras.

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Coisa mais fácil desistir deste país.

    Ninguém desiste das coisas boas que temos ainda por aqui.

    ResponderExcluir
  10. Ola André,
    boa observação e essa frase que citou muitas vezes até me irrita! O nosso povo vive é desistindo de tudo! Não quer votar, se engajar e até pra ler tem preguiça. Como professor quantas vezes escutei alunos dizendo" Ah professor, desisti de ler o livro porque é muito grande". Pura demagogia.

    No esporte então isso fica mais evidente porque podemos fazer uma comparação direta com pessoas de outras nacionalidades, e no caso da Formula 1 que sou fã chega a ser absurda a diferença. Os ajustes no carro (o famoso setup) até podem ser diferentes entre o Massa e o Alonso, mas os carros são idênticos! Não tem desculpa...

    Abraços, Flávio.
    --> Blog Telinha Critica <--

    ResponderExcluir
  11. O triste é que está mais do que evidente esta falta de vontade mesmo... Falta preparo, Falta Garrra, Falta rever a situação e buscar melhorar com ela.. não lamuriar!

    ;P

    ResponderExcluir
  12. Sou um brasileiro e sou um bunda mole combina bem viu! kkkkkkkk
    Acho que vc tem toda razão, essa de não desisto nunca é pra enganar gringo. Aqui dentro sabemos que o buraco émais em baixo... beijos Dé!

    ResponderExcluir
  13. Uma coisa que eu deteeeesto no "modus pensanti" do brasileiro é dizer e repetir: "a culpa não é minha... é do...", e isso acontece em qualquer instância. Desde pequenos parece que é feio assumir os próprios erros, ou despreparo para enfrentá-los.

    De que adianta o governo trabalhar para aumentar a auto-estima do brasileiro se é mais fácil não chegar ao fim, desistir, seja por medo ou incapacidade para enfrentar adversidades.

    Falta garra e isso me dá muita gaaaaana... grrrrrrrr! rssssss

    ResponderExcluir
  14. Olá, André! Pois, o brasileiro tem uma espécie de síndrome de inferioridade, mas que tem sempre uma desculpa esfarrapada. Tipo, como cê disse, é culpa do campo, dos políticos, do outro que não vota direito ou qualquer outra merda que seja! Também tem o fator psicológico: surge uma barreira e aí trememos na base! Veja as olimpíadas, bons atletas e aí, do nada, o cara cai em desespero!

    T. S. Franco
    www.cafequenteesherlock.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. André, acho até que o brasileiro já melhorou bastante em relação ao imenso complexo de vira-lata que tínhamos no passado. O que penso ainda ocorrer conosco e que penso ser para esse lado que seu texto se direciona, é o fato de arrumarmos desculpas para tudo, enquanto na verdade o que deveríamos mesmo é nos preparar melhor. Nos prepara não só com relação as competições esportivas, mas para a vida, como num todo. Nos preparar para votarmos melhor, praticar nossa cidadania melhor e nos posicionarmos melhor em todos os sentidos da vida. Grande texto André. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  16. Também acho que brasileiro desisti fácil, não sei de onde tiraram "Sou brasileiro e não desisto nunca..."Talvez brasileiro seja é preguiçoso, é mais fácil desistir do que continuar correndo atrás das coisas.

    ResponderExcluir
  17. É isso aí, André!
    Esta de culpar a tudo e a todos pelas próprias omissões e falta de atitude é demais, né?

    Que saibamos, pelo menos, fazer a melhor escolha no momento de ir às urnas!

    Grande abraço.

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário, volte sempre!